Time comandado por Mourinho foi campeão na temporada 2004/05 após 50 anos

Colunas: Líder no Natal, campeão no final?

Time comandado por Mourinho foi campeão na temporada 2004/05 após 50 anos
Time comandado por Mourinho foi campeão na temporada 2004/05 após 50 anos

Pela quarta vez na história da Premier League, o Chelsea é o líder da liga no dia de natal. Nas outras três vezes que isso aconteceu (2004/05, 2005/06 e 2009/10), o time foi campeão ao final das 38 rodadas. José Mourinho também se encontra no topo da tabela no feriado natalino pela oitava vez em sua carreira, com título confirmado nas outras sete (duas no Porto, duas no Chelsea, duas na Internazionale e uma no Real Madrid). A data não representa o fim do primeiro turno, já que apenas 17 rodadas foram disputadas até aqui, mas é um marco na Inglaterra que os mais supersticiosos se apegam.

Ao contrário do Brasil, os torcedores ingleses não se apegam ao fim do turno, nem se atêm a ele como termômetro para o resto da temporada. Nas últimas dez edições da Premier League, o líder do campeonato no Natal confirmou-se como campeão em maio em sete ocasiões.

Mas números de conquistas passadas e superstições não garantem títulos no fim da temporada e por isso que não são apenas os tabus que estão aumentando as esperanças dos torcedores. Após uma tabela complicada no primeiro turno, o Chelsea viu o Manchester City diminuir a diferença na liderança de oito para apenas três pontos durante o mês de dezembro. O atual campeão inglês também diminuiu a vantagem dos Blues nos gols marcados – primeiro critério de desempate na Inglaterra e persegue o Chelsea no que parece ser uma corrida de apenas dois times.

Claro que nenhum tipo de análise pode garantir que o quinto título do Chelsea virá ao fim da temporada, mas após uma série de jogos difíceis – em lugares que tradicionalmente encontra dificuldades para jogar – o time de Stamford Bridge terá uma tabela bem favorável a partir de fevereiro.

Em confrontos com os times de maior investimento na liga, o Chelsea já venceu Everton e Liverpool em seus territórios e empatou na casa dos dois times de Manchester, além de ter recebido Arsenal e Tottenham, também com duas vitórias. Times que também têm tradição de engrossar para os visitantes – Stoke City e Newcastle – também já foram deixados para trás, com três pontos em seis possíveis, faltando apenas o Aston Villa dentre os campos que os Blues muitas vezes escorregam.

Em comparação, o principal perseguidor do Chelsea, Manchester City, ainda terá de visitar o líder, e também ir aos domínios de Everton, Liverpool, Manchester United e Tottenham, tendo enfrentado apenas o Arsenal fora de casa, onde empatou por 2×2. Como mandante, o atual time de Frank Lampard já recebeu os maiores times, com empate contra o Chelsea e vitórias sobre os outros quatro.

Com a maioria das pedreiras para trás, a sensação que fica é de que a tabela do turno do Chelsea era muito mais complicada que o returno, ao contrário dos dois times de Manchester, que terão jogos muito difíceis ainda por fazer em 2015. Mourinho sabe que o time não pode relaxar, porque não há jogo fácil na Inglaterra e os jogadores devem manter o foco para que resultados como contra o Sunderland, Stoke, Crystal Palace e Aston Villa da temporada passada não se repitam. A tabela favorável na segunda metade do campeonato também pode ajudar com a campanha da Champions League, que começa com os jogos eliminatórios em fevereiro, quando o Chelsea enfrentará o PSG.

Quer seja pela superstição de liderar a liga na noite de Natal ou pelo Bom Velhinho – o Papai Noel – ser torcedor do Chelsea (crença popular na Inglaterra – semelhante à do Brasil de que Deus é brasileiro), José Mourinho e seus liderados tiveram apenas bons motivos para agradecer nesse Natal e agora aguardam o fim do campeonato, contando com a tradição ao seu lado, mas sem deixar de levar o trabalho cada vez mais a sério.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião da autora, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

*Em virtude do período de férias, essa coluna entrará em recesso e voltará na segunda quinzena de janeiro de 2015.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: