03652094000003e8-3934690-image-m-4_1479142232160

A volta de Frank Lampard seria extraordinária

Não existem papas na língua quando falamos de Frank Lampard. Pelo menos na minha opinião, estamos simplesmente lidando com o maior jogador de toda a história do Chelsea. Um exemplo de profissional dedicado, atleta talentoso, camisa #8 eterno… poderíamos ficar aqui por muitíssimo tempo listando qualidade após qualidade desse meio-campista que tantas alegrias nos trouxe.

Depois de ganhar praticamente tudo em Stamford Bridge, Lampard se aventurou no Manchester City, para depois conhecer os EUA, defendendo as cores do New York City. E agora, o britânico anunciou que não ficará em terras norte-americanas e está se preparando para uma “nova fase na carreira”.

E como não sonhar com uma volta ao lugar de onde ele nunca deveria ter saído? Já existem especulações que Stamford Bridge seria seu destino. Ainda não está muito claro se voltaria como jogador, ou se a diretoria o oferecerá um cargo técnico. De uma forma ou outra, com certeza será muito bem-vindo.

Caso confirmem-se essas informações, torço para que seja uma volta pelos gramados. Com 38 anos, ele pode não ser o mesmo tecnicamente, mas sua experiência com certeza ajudaria Antonio Conte no banco de reservas, além de comandar os atletas ao lado de John Terry. Ainda, seria tudo que o torcedor sempre sonhou: ver Lampard terminar sua carreira vestindo nosso azul forte, não o desbotado de Manchester.

Foram 626 jogos, com 208 gols marcados pelos Blues. Maior artilheiro de toda nossa história, superando Bobby Tambling, sendo um meio-campista. Ganhou Premier League, FA Cup, Copa da Liga Inglesa, UEFA Champions League, UEFA Europa League… seria pedir demais que a diretoria desse um voto de confiança a ele e promovesse o retorno?

Aguardemos os próximos capítulos desta que promete ser mais uma novela na vida dos torcedores blues. Mas seja como jogador, seja como auxiliar-técnico, ou seja mesmo como fã que vai à arquibancada torcer, sua volta será extraordinária.

As palavras neste texto condizem com a opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Compartilhe

Comments

Category: Colunistas

Tags: