As primeiras impressões são as que ficam? - Chelsea Brasil

As primeiras impressões são as que ficam?

Ainda estamos em pré-temporada, mas jogos grandes já estão em pauta. Ou seja, já começamos a ver esboços do que pode ser o Chelsea em 2018/19. Desde os primeiros treinamentos, vimos a consolidação de Jorginho no meio-campo, como grande referência e homem de confiança do técnico Maurizio Sarri.

Usando como base as partidas contra Perth Glory e Internazionale, o torcedor blue vê também o (re)surgimento de Ross Barkley como opção para algumas situações de jogo. Ainda aos 24 anos, o meia inglês sofreu com lesões na temporada passada, mas já começou o novo ano com um bom futebol e gratas surpresas ao Chelsea.

Sendo assim, já se imagina uma ótima formação de meio campo com o excelente Kanté, ao lado de Jorginho e Barkley. Sem o francês, que ainda aproveita as férias após o título mundial, os outros dois nomes já agradam muito ao loado de Fàbregas. Vale lembrar que o espanhol, apesar da idade avençada e da mobilidade reduzida, também mostra que pode contribuir muito nas duras sequências de jogos até o fim da temporada.

Aqui citamos “apenas” quatro nomes: Kanté, Fàbregas, Jorginho e Barkley. Além deles, Drinkwater, Bakayoko e Rubem Loftus-Cheek são nomes a se observar neste momento inicial. Os três chegam à pré-temporada com “fome de bola”, e precisam mostrar motivos para não serem esquecidos no banco de reservas ou em mais um empréstimo. O meio-campo agradece.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Apoie o Chelsea Brasil

Category: Opinião

Tags:

Article by: Lucas Sanches

Eterno projeto de jornalista. Apaixonado por futebol e viúvo do Fernando Torres. Hazard é o melhor jogador do mundo. Twitter: sanches_07