v2-harry-redknapp-2

“Se eu estivesse no Manchester City, teria pego o telefone no último dia da janela de transferências e tentaria tirar John Terry do Chelsea”, afirma Harry Redknapp

v2-harry-redknapp-2
Harry Redknapp, que é tio de Frank Lampard, falou sobre a situação envolvendo John Terry e Chelsea (Foto: Getty Images/Reprodução)

O diretor do modesto clube Wimborne Town, Harry Redknapp, que possui passagens como treinador na Premier League por Queens Park Rangers, Tottenham e Portsmouth, disse em recente entrevista que se estivesse no comando técnico do Manchester City, tentaria a contratação do maior capitão da história do Chelsea, John Terry.

As últimas semanas vêm sendo agitadas após Terry anunciar que a direção do clube de Stamford Bridge não tinha interesse em renovar seu vínculo. Partindo desse ponto, o experiente treinador inglês não perderia a oportunidade de levá-lo ao seu grupo de jogadores:

“Se eu estivesse no Manchester City, teria pego o telefone no último dia da janela de transferências e tentaria tirar John Terry de lá (Chelsea), dizendo ‘se você não terá um novo contrato, nós o teremos”.

Acredito que ele poderia ter vencido a Premier League para eles (City). Eles não teriam sido esmagados pelo Leicester. Ele (Terry) teria marcado Robert Huth melhor no último sábado”.

Redknapp também acredita que Terry tenha se colocado numa boa vitrine ao revelar que o Chelsea não pretende mantê-lo para a próxima temporada, citando alguns possíveis destinos para o zagueiro de 35 anos terminar sua carreira:

“Pessoalmente, eu iria manter John. Gostaria de tê-lo lá (no Chelsea). Do ponto de vista do Chelsea, se fizessem o anúncio de sua saída no verão, teria tido menos impacto. Considerando agora,  cada semana será sobre John Terry.

Ele (Terry) tem a multidão ao seu lado, assim como seu ponto de vista de querer ficar, mas ele deixou as pessoas saberem disso e disse ‘quem me quer? Quer se trate de Estados Unidos, China ou seja quem for”.

Compartilhe

Comments

Category: Mercado de Transferências

Tags: