Futuro de Hazard parece cada vez mais distante do Chelsea

Possível saída do Chelsea evidencia que Hazard não atingiu o patamar esperado

Quando chegou ao Chelsea em 2012, Eden Hazard era tido como um dos valores mais promissores para o futuro. Quase quatro anos depois de seu desembarque em Londres, o jogador de 25 anos convive com as atuações bem abaixo do que já demonstrou pelo clube em anos anteriores. Paira também sobre o jogador incerteza sobre seu futuro a partir do meio deste ano: Londres, Paris ou Madrid?

Tendo sido eleito o melhor jogador da Inglaterra na última época, esperava-se que Eden fosse, de fato, mudar seu patamar na história do futebol, deixando de ser um ótimo valor promissor para, finalmente, se estabelecer entre os melhores jogadores do mundo. Após as conquistas da Premier League e Capital One Cup, acreditava-se que Chelsea e Hazard expandissem sua soberania da Inglaterra por toda Europa, mas o que se viu desde que se iniciou 2015/2016, foi um verdadeiro show de horrores. E nem só por parte de Eden, mas por todos os outros atletas e até por José Mourinho.

Os gols e comemorações deram lugar para a frustração (Foto: Chelsea FC/Reprodução)
Os gols e comemorações deram lugar para a frustração (Foto: Getty Images/Reprodução)

O que era para ser o grande momento de Hazard, se transformou num enorme pesadelo na luta contra o rebaixamento. Eden nunca mais foi o mesmo. As lesões o atrapalharam muito, mas sua apatia em vestir o manto azul é evidente e, a cada partida, é perceptível que Hazard vem se despedindo dos azuis de Londres.

O que se fala agora na imprensa, não é sobre qual patamar irá chegar Hazard, mas sim, onde ele vai jogar para 2016/2017. Especula-se que o Real Madrid, clube admirador do belga, tenha  feito uma proposta para trocar seu camisa 10, James Rodríguez, pelo camisa 10 Blue. Mesmo se confirmar sua ida em definitivo para um clube enorme como o time de Madrid, uma coisa é certa: Hazard ainda não alcançou o nível projetado para seu futuro.

É claro que o número excessivo de partidas disputadas pelo belga no Chelsea foi preponderante nessa queda do jogador. Também é lógico que as lesões sofridas tiraram seu brilho. Mas o que mais intriga, é que o mais promissor de todos, perdeu para si mesmo. Perdeu para sua cabeça.

Se ele vai voltar a ser o que já foi, só o tempo provará, mas as qualidades vão continuar ali, sendo só uma questão de abrir sua mente. Quanto a James, este pode ajudar no processo de reformulação que o clube deve passar na próxima temporada, mas é outro que precisa vencer a si mesmo antes de querer ser estrela em Stamford Bridge.

Compartilhe

Comments

Category: Mercado de Transferências

Tags: