christensen_0

Chelsea não tem planos de vender Christensen. Será?

É o que dizem fontes ligadas ao clube do Londres: o Chelsea não tem intenções de vender o jovem zagueiro dinamarquês Andreas Christensen. Emprestado e em sua segunda temporada no Borussia Monchengladbach, o jogador de 20 anos vem se destacando no futebol europeu a ponto de despertar interesses de Barcelona, Bayern de Munique e Manchester City. O discurso será que Christensen não será vendido. Será?

O Chelsea vem alimentado nos últimos anos a fama de não saber aproveitar e de não ter paciência com seus jogadores jovens e vê-los brilharem em outros clubes. Kevin De Bruyne, Daniel Sturridge, Ryan Bertrand são alguns exemplos disso. No início da temporada, eram 37 jogadores emprestados para clubes de todo o mundo, sendo alguns questionados se poderiam ter espaço no time principal.

A base do Chelsea se tornou nos últimos anos um time vencedor, conquistando em temporadas seguidas os títulos da UEFA Youth League e da FA Youth Cup. Jogadores como Lewis Baker, Dominic Solanke e o próprio Christensen são frutos de um projeto que parece não ter um futuro muito próspero.

Ao fim da temporada, o contrato de Christensen será encerrado com o Borussia e o atleta voltará para o Chelsea. Contratado quando ainda tinha 16 anos junto ao Brondby, o zagueiro vem mostrando bastante maturidade para alguém tão jovem, a ponto de ser escolhido o melhor jogador de sua equipe na temporada passada. Como consequência, fez sua estreia pela seleção dinamarquesa com apenas 19 anos e, hoje, já é titular do time que busca a classificação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Christensen com a camisa do Chelsea é algo raro: jogador disputou apenas três partidas com time princial
Christensen com a camisa do Chelsea é algo raro: jogador disputou apenas três partidas com time princial

Com o péssimo desempenho defensivo na temporada, jornalistas e torcedores ingleses se questionam se Christensen terá o mesmo futuro dos jogadores já citados ou poderá vingar no clube. Com John Terry e Branislav Ivanovic em suas possíveis últimas temporadas em Londres, a manutenção do setor no elenco é quase que obrigatória. Já que não houve o devido reforçada desejado no início da janela de transferência, rumores de Leonardo Bonucci crescem, acirrando a competição e aumentando o plantel do Chelsea na defesa.

O discurso hoje em Stamford Bridge é de não vender Christensen, que nesta temporada já acumula oito jogos como titular pelo seu clube e seis por sua seleção e um percentual de 91% de acerto de passes. Ao fim da temporada, o zagueiro voltará para Londres e espera-se que o mesmo assuma a posição de titular e preencher a lacuna de um setor que anda em baixa hoje em dia no time.

Enquanto ainda estamos no primeiro quarto da temporada, Antonio Conte poderá ter mais tempo para uma maior avaliação pessoal de Christensen ao acompanhar de perto suas partidas pela Champions League, competição a qual o Chelsea não disputa esta temporada e estará de folga em dias de jogos de seu atleta, e assim poder definir se Christensen terá a chance de ser um jogador dos Blues ou se será mais um a brilhar jogando por rivais.

Compartilhe

Comments

Category: Mercado de Transferências

Tags: