sem-titulo

As negociações estratégicas do Chelsea

Sabemos que as transferências no mundo do futebol envolvem, além de muito dinheiro, algumas questões a mais. Uma delas, o foco dessa matéria, é o interesse por trás das negociações, envolvendo especialmente os agentes, que podem ser figuras muito influentes no rumo das transferências. Para nós, torcedores, parece simples: buscar as melhores opções para reforçar nosso time. Mas os clubes não têm apenas isso em mente.

Tendo em vista que um clube de futebol é, de certa forma, uma empresa, uma vez que ele possui receitas, despesas, investimentos, entre outras coisas, precisamos ter em mente que ele não quer apenas ganhar títulos para ter sucesso, ele os quer visando o lucro, o retorno aos acionistas e proprietários e então podendo movimentar cada vez mais dinheiro.

Assim, o clube precisa se preocupar em ter uma certa imagem. Não apenas para os torcedores, mas no mundo dos negócios também. E aí entram as relações com empresários, agentes, dirigentes, etc, e com isso entram também muitos interesses em jogo.

Agentes

Bom, qual o interesse de um agente? O agente é um defensor do jogador, e simplesmente busca as melhores condições para seus clientes. Um exemplo claro disso é a recente negociação envolvendo o atacante Gabriel Barbosa (Gabigol). Em matéria retirada do We Ain’t Got No History, divisão especializada no Chelsea do site SB Nation, o empresário do Gabigol disse:

“Tivemos propostas por Gabigol da Inter, Juventus, Atlético de Madrid e Leicester. Graças a essas situações, fomos capazes de negociar condições melhores de seu salário com a Inter, com ele se tornando um dos mais bem pagos do time.”

“Seu salário mensal líquido ficará por volta dos €380,000, o que é quase quanto ele ganhava por ano no Santos. A Inter na verdade pagará um salário bruto de €460,000.” – Wagner Ribeiro

O atacante Gabigol ganha por mês na Inter o equivalente ao que ganhava anualmente no Santos. (Foto: ESPN)
O atacante Gabigol ganha por mês na Inter o equivalente ao que ganhava anualmente no Santos. (Foto: ESPN)

As manchetes dizem que o agente está “extorquindo” a Inter, mas ele está apenas fazendo seu trabalho. Os agentes são os únicos que claramente saem ganhando – e de forma consistente – em janelas de transferências, vide Mino Raiola, que só nessa temporada representou jogadores como Ibrahimovic, Pogba, Mkhitaryan e Balotelli. E repare que três dos quatro jogadores representados por Raiola foram para o mesmo time (Manchester United).

Assim, no futebol moderno está se tornando cada vez mais importante atar boas relações entre clubes e agentes – o Chelsea, por exemplo, desesperado por um zagueiro, conseguiu fazer um bom negócio no último dia da janela de transferências com David Luiz.

E as contratações da última temporada?

Mas muitos torcedores questionaram as ações do clube e, especificamente, de Michael Emenalo em relação às contratações de Matt Miazga e Alexandre Pato na última temporada. Entretanto, essas duas contratações serão bem compensadas para os Blues em algum ponto.

Sim, o Pato já não está mais no time, tendo feito apenas duas aparições, e Miazga foi emprestado. Então como essas contratações irão compensar o clube?

Bom, Pato e Miazga dividem os mesmos agentes: nada menos que Kia Joorabchian e Giuliano Bertolucci, nomes que provavelmente irão soar familiares.

Kia e seu parceiro Bertolucci já concretizaram mais de 10 negociações com os Blues. (Foto: Daily Mail)
Kia (à direita) e seu parceiro Bertolucci já concretizaram mais de 10 negociações com os Blues. (Foto: Daily Mail)

Acredite, Kia Joorabchian é um nome de extrema relevância para o Chelsea:

  • Ele convenceu o Willian a largar o Tottenham para assinar com os Blues, quando a transferência já era quase certa.
  • Kia tem um amigo de longa data chamado Pini Zahavi, que foi fundamental para que Abramovich comprasse o Chelsea em 2003. Não só isso, Zahavi foi muito influente também nas contratações feitas a partir da aquisição do clube.
  • Seu outro parceiro, Bertolucci, convenceu o PSG e o Jiangsu Suning a pagar enormes quantias por David Luiz (£50m) e Ramires (£ 25m).
  • Além disso, ele também representa jogadores como Oscar, Kenedy, Piazon, Wallace, Nathan e Alex, totalizando 15 acordos com o Chelsea em 10 anos.

Assim, vamos aos fatos: se esses meros “conhecidos” lhe pedem um favor para tentar impulsionar a carreira de Pato na Europa, ou pedem uma chance a uma jovem promessa americana, é bom você concordar. E é assim que se faz negócios.

Miazga custou £3.5 milhões e veio com um salário baixo. Ele precisa apenas mostrar algum futebol para que logo surja interesse pelo zagueiro. Já o empréstimo de Pato custou praticamente nada aos Blues.

Portanto, vale a pena refletir sobre influência dos agentes no mundo do futebol, e como é crucial manter laços fortes com grandes agentes, especialmente levando em consideração a importância que eles podem ter nas negociações de transferências. Então, se acontecer alguma contratação aparentemente estranha, lembre-se que é quase certo que o “Tio Abramovich” esteja achando perfeitamente normal.

Compartilhe

Comments

Category: Mercado de Transferências

Tags: