As cinco melhores contratações do Chelsea em Janeiro

Durante o mês de Janeiro, a janela de transferências abre e os times europeus podem fazer contratações. Normalmente, as equipes não costumam fazer uma grande quantidade de movimentações, até pela temporada estar em andamento, elas costumam ser poucas, mas pontuais em determinados ajustes que precisam ser feitos nas equipes para almejaram os desejados títulos.

Como toda equipe, o Chelsea se movimenta bastante em Janeiro. Já errou em muitas contratações nesta época, mas também conseguiu bons acertos em jogadores que foram fundamentais para história do clube. Hoje, mostro cinco jogadores que chegaram ao clube com a temporada em andamento e tiveram grandes destaques ao longo de suas passagens pelo Blues.

5. David Luiz (2011)

Em sua primeira passagem pelo Chelsea, o zagueiro brasileiro custou €25 milhões ao Benfica e teve um início arrebatador pelo clube de Londres. Estreou em Fevereiro, marcou seu primeiro gol contra o Manchester United no Stamford Bridge na vitória por 2 a 1 e foi eleito o Melhor Jogador do mês de Março na Premier League criando um grande laço com os torcedores do clube com suas atuações logo nos seus primeiros dias vestindo Azul.

Na temporada seguinte, começou o ano lesionado mas foi peça fundamental na conquista da UEFA Champions League, tendo jogado no sacrifício a final contra o Bayern de Munique e ainda converteu sua cobrança na disputa por pênaltis. Conquistou naquele ano a FA Cup após vitória sobre o Liverpool na final.

David Luiz foi importante na conquista da Champions League

O seu futuro no Chelsea continuou mas foi muito conturbado. Muitas vezes questionado sobre seu posicionamento e falhas defensivas, David Luiz se tornou uma opção como volante e fez um bom trabalho. Em 2014, foi vendido para o Paris Saint-Germain e rendeu ao Chelsea um lucro de £20 milhões com sua transferência. Voltou para Stamford Bridge no início desta temporada e, mais maduro, se encontrou no time de Antonio Conte e vem sendo um dos principais jogadores do clube na temporada.

A formação com três zagueiros parece ser a ideal para David Luiz que pode sonhar e ajudar o Chelsea a conquistar mais taças como aquela que ele conseguiu em sua primeira passagem pelo clube.

4. Nicolas Anelka (2008)

Muitos torcedores não devem lembrar, mas Anelka formou junto com Didier Drogba umas das maiores duplas de ataque dos últimos anos na Premier League. Contratado do Bolton, o francês custou £7 milhões e teve seus melhores momentos na carreira vestindo a camisa do Chelsea. Seus primeiros meses foram de adaptação, apesar de ter jogado a final da Champions League contra o Manchester United, Anelka perdeu sua cobrança de pênalti, deixando uma má impressão que seria aniquilada na temporada seguinte.

Com Drogba fora do início da temporada por lesão, Anelka começou a comandar o ataque do Chelsea. Em toda temporada, marcou 19 gols em 37 partidas da Premier League, sendo o artilheiro do time naquele ano. Durante o comando de Carlo Ancelotti, o francês teve grande papel na conquista do Double, com o quarto título inglês do Chelsea e a sexta conquista da FA Cup, na temporada 2009-2010.

Após desavenças com André Villas-Boas, Anelka deixou o clube em Janeiro de 2012. Com 59 gols em quatro anos, o atacante marcou sua presença entre os 30 maiores artilheiros da história do clube.

3. Gary Cahill (2012)

Uma movimentação do Chelsea em Janeiro de 2012 seria histórica, ao contratar o zagueiro inglês Gary Cahill, de 27 anos do Bolton. Apesar da idade, sua primeira grande oportunidade no futebol inglês foi quando chegou a Londres. Muitos podem criticar a forma de jogar de Cahill, mas poucos reconhecem seu histórico no clube e comprometimento com a camisa azul.

Hoje capitão, Cahill tem mais de 200 partidas pelo Chelsea

Pouco antes de completar seis meses de sua contratação, Cahill foi titular contra o Barcelona nas semi-finais da UEFA Champions League. Na partida de volta, saiu machucado por uma lesão na coxa. Para a final, o Chelsea não sabia como formar a defesa por suspensões de John Terry e Branislav Ivanovic, enquanto o novo contratado, Gary Cahill, e David Luiz, com pouco mais de um ano vestindo a camisa dos Blues, passavam por recuperação de lesões. A dupla novata comandou a defesa e o resto é história.

Com mais de 220 partidas pelo Blues, esta temporada ele assumiu mais um compromisso: capitão do time nas ausências de Terry e Ivanovic. Seu prestígio vem crescendo a nível nacional, tanto que Cahill usou a braçadeira de capitão da Inglaterra nas eliminatórias para a Copa 2018.

2. Nemanja Matic (2014)

Em 2009, o Chelsea contratou um jovem sérvio de 20 anos que tinha potencial. Sem chances no time titular, foi emprestado para o Vitesse, da Holanda. Em Janeiro de 2011, para contratar David Luiz, o Chelsea cederia Matic ao Benfica ao final daquela temporada. Dois anos mais tarde, José Mourinho trouxe de volta o volante sérvio por £21 milhões em uma das melhores contratações do Chelsea.

Matic caiu igual uma luva ao meio de campo do Chelsea e foi uma das peças fundamentais naquela temporada em que o Blues terminou em terceiro lugar e na temporada seguinte, o qual o time de José Mourinho conquistou a Premier League com sobras. Sua incansável força e determinação pra marcação lhe rendeu o posto de titular incontestável do ex-treinador do clube.

Esta temporada, com a chegada de Conte e N’Golo Kante, muitos acreditavam ser o fim da linha de Matic em Stamford Bridge, mas o treinador italiano bancou sua permanência no time titular e hoje, Matic é um dos pilares do Chelsea líder do campeonato.

1. Branislav Ivanovic (2008)

Em Janeiro de 2008, o Chelsea contratou do Spartak Moscou um zagueiro sérvio, mas que seria de fundamental importância para o clube. Atualmente, Ivanovic é um dos jogadores a mais tempo no clube e conhece bem a vida em Stamford Bridge. Seu início no clube, por um lado, não foi fácil. Por não estar em forma física, não chegou a atuar com o time principal. Apenas na temporada seguinte, em Setembro de 2008, estreou com a camisa azul.

Zagueiro de natureza mas lateral de improvisação, Ivanovic viveu boa parte dos seus nove anos no Chelsea atuando pelo lado direito mas sempre sendo uma ameaça aos adversários na bola aérea. Com seus gols importantes, chegou a ter um momento místico no Chelsea: Ivanovic só faz gol em jogo decisivo. Foi assim na Champions League contra o Liverpool, em 2009. Em pleno Anfield, Ivanovic marcou dois gols que ajudaram a classificação do clube para a semifinal daquele ano.

Ivanovic é a melhor contratação do Chelsea em Janeiro (Foto: Getty Images)

Se na final da Champions League de 2012 ele estava suspenso, na final da Europa League do ano seguinte, o sérvio foi fundamental anotando o gol de cabeça aos 90 minutos que deu o título inédito para o Chelsea.

Com 360 partidas pelos Blues, sua importância e dedicação pelo time ao longo desses nove anos credenciam Ivanovic a ser escolhido como a melhor contratação do Chelsea em Janeiro. Sem grandes oportunidades esta temporada, muito se fala sobre sua saída ao fim da temporada, mas sem dúvidas, é um daqueles jogadores que sempre será carregado no peito dos torcedores.

Category: Mercado de Transferências

Tags:

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.