A tradicional comemoração com um soco no ar eternizou Zola no Chelsea

Zola 50 anos: como um jogador mudou a história do Chelsea

A tradicional comemoração com um soco no ar eternizou Zola no Chelsea
A tradicional comemoração com um soco no ar eternizou Zola no Chelsea

Neste dia 5 de julho de 2016, Gianfranco Zola completa 50 anos de idade. Para os torcedores mais jovens do Chelsea, a informação não tem grande importância. Porém, um rápido estudo da história dos Blues mostra que devemos ser muito gratos ao ex-atacante italiano.

Zola nasceu em 1966, na cidade italiana de Oliena. Iniciou sua carreira no clube local de mesmo nome, mas não se destacou. Ainda no futebol italiano, começou a protagonizar jogos em 1989, quando venceu a quarta divisão nacional, jogando pelo Torres. As boas atuações levaram Zola ao Napoli, onde foi reserva imediato de Diego Maradona e venceu seu único título da primeira divisão italiana. Com a chegada da má fase do clube napolitano, Gianfranco foi negociado com o Parma.

A passagem pelo Parma colocou Zola no cenário do futebol europeu. O atacante venceu títulos internacionais e foi constantemente convocado para defender a seleção italiana, inclusive na Copa do Mundo de 1994. Após a Copa, Zola começou a decrescer no Parma, vista a chegada de Hernan Crespo e Carlo Ancelotti. A concorrência e falta de espaço levaram o atacante a assinar com o Chelsea em 1996, fato que mudou a história de ambos, para sempre.

O primeiro de muitos sorrisos com a camisa 25 (Foto: Reprodução/Facebook)
O primeiro de muitos sorrisos com a camisa 25 (Foto: Reprodução/Facebook)

A adaptação do atacante ao futebol inglês foi questão de tempo, e o primeiro título veio logo cedo. Em meia temporada jogada, Zola venceu a Copa da Inglaterra e foi eleito o melhor jogador da Inglaterra – primeiro blue a conquistar a honraria. A partir de então, Franco engrenou não só em sua carreira, mas também a história do Chelsea. Em sua passagem por Londres, de 1996 a 2003, foram seis títulos conquistados – antes disso, o clube vivia um jejum de 26 anos. Além disso, Zola ajudou a colocar o Chelsea no caminho do sucesso continental, contribuindo valiosamente na classificação à primeira edição efetiva dos Blues na UEFA Champions League, em 99/00.

O peso da idade chegara para Zola, e suas atuações não eram mais as mesmas. Após duas temporadas discretas, ele voltou a brilhar em 02/03, naquela que seria sua última pelo Chelsea. Com 16 gols marcados, Zola foi eleito o melhor jogador do Chelsea na temporada, e contribuiu para mais uma classificação à UEFA Champions League.

Após a saída do Chelsea, Zola defendeu o Cagliari por dois anos, antes de se aposentar. Neste período, começava a era Roman Abramovich em Londres, a qual já conhecemos muito bem. O magnata russo até tentou trazer Zola de volta, mas em vão – boatos não confirmados dizem que Abramovich tentou comprar o time do Cagliari para convencer Zola a voltar.

Em quase sete anos, Gianfranco Zola conseguiu mudar a história do Chelsea Football Club. Sem dinheiro russo, jogadores badalados ou uma legião mundial de torcedores, ele vestiu a camisa azul com honra e deixou seu melhor em cada partida. Os dribles do pequeno atacante italiano deixaram marcas na Inglaterra, e jamais serão esquecidos por quem os viu. Para quem não viu, basta procurar pela camisa 25, eternizada com um único nome atrás: Zola.

Compartilhe

Comments

Category: Ex-Blues

Tags: