Terceiro Tempo: Chelsea apresenta desempenho sólido contra o Rennes.

Terceiro Tempo – De Newcastle upon Tyne para Rennes

O Terceiro Tempo de hoje fala sobre o próximo adversário do Chelsea na UEFA Champions League. A equipe de Londres enfrenta o Rennes na 4ª rodada da competição europeia. O jogo será realizado no Roazhon Park, após a equipe de Stamdord Bridge vencer o duelo contra o Newcastle por 2 a 0. Além disso, o Terceiro Tempo falará sobre alguns atletas que participaram no jogo em St. James Park: Kanté, Abraham e Ziyech. Por fim, vamos mencionado três futebolistas do Chelsea em empréstimos aos clubes da Premier League. Ruben Loftus-Cheek foi o destaque na derrota do Fulham. Entretanto, Gallagher sofreu novo revés e Barkley saiu lesionado no Villa Park.

Assim sendo, confira mais uma edição do Terceiro Tempo.

Primeiro Tempo – Pausa internacional, Newcastle e Rennes

Timo Werner marcou duas vezes contra o Rennes. Além disso, ele foi confirmado como novo cobrador de pênaltis da equipe.
Timo Werner marcou duas vezes contra o Rennes. Além disso, ele foi confirmado como novo cobrador de pênaltis na vitória por 3 a 0. (Chelsea FC / Site)

Não há tempo para descanso. A equipe de Stamford Bridge inicia uma sequência de jogos importantes e caracterizados por um grau elevado de complexidade na terça-feira (24), às 14h55 (horário de Brasília), contra o Rennes. O time de Londres entrou em campo no sábado (21), diante do Newcastle United, e conseguiu mais uma vitória na Premier League. O quinto triunfo na competição nacional, a quinta vitória consecutiva no calendário e o sexto clean sheet em sete jogos.

Entretanto, a temporada em andamento insere o Chelsea em uma sequência de compromissos importantes. Primeiramente, Rennes e Tottenham. Posteriormente, Sevilla e Leeds United. Ou seja, quatro jogos com adversários que certamente vão levantar preocupações de Frank Lampard e da comissão técnica do Chelsea. Por outro lado, no tradicional discurso baseado em ‘pensar jogo após jogo’, os Blues medem forças contra o Rennes, na UEFA Champions League. O primeiro desafio dessa sequência de grandes jogos ao time de Londres.

O adversário da Champions League

A fase do Rennes não é boa. Portanto, nada seria tão positivo para a equipe de Julien Stephan quanto uma vitória contra o Chelsea. Primeiramente, a vitória seria a primeira da equipe da competição europeia e aproximaria o clube francês do próprio Chelsea. Além disso, a equipe não vence uma partida desde 31 de outubro, o 2 a 1 contra o Brest, na Ligue 1. Foram três derrotas, contra Chelsea, PSG e Bordeaux, nos três últimos embates realizados pelo Rennes.

Por fim, os três pontos ao Rennes seria uma espécie de revanche diante do Chelsea. Afinal, a equipe francesa se portou bem em Stamford Bridge, mas a expulsão de Dalbert foi um fator que desequilibrou o jogo e favoreceu – e muito – o desempenho do Chelsea.

Por isso, lembrando do enredo que foi construído em Londres pelas equipes, o Chelsea deve encontrar dificuldades no Roazhon Park. Poupado no jogo contra o Newcastle, Thiago Silva deve voltar ao setor defensivo dos Blues. O defensor será de grande importância, tendo em mente o potencial ofensivo do time francês.

Segundo Tempo: Kanté, Abraham e Ziyech

N'Golo Kanté tenta desarme no atleta do Newcastle. Por fim, vitória da equipe de Londres por 2 a 0, em St. James Park.
N’Golo Kanté tenta desarme no atleta do Newcastle. Por fim, vitória da equipe de Londres por 2 a 0, em St. James Park. (Chelsea FC / Site)
Kanté

Primeiramente, vamos falar sobre N’Golo Kanté. O meio-campista francês foi um dos destaques no jogo contra o Newcastle United e vem assumindo um papel fundamental na equipe de Frank Lampard. No atual modelo de jogo, ele precisa ser participativo e se destacar com a precisão dos passes – e ele conseguiu isso contra o Newcastle. Kanté se destacou em dois aspectos do jogo – acerto de passes (67 acertos ou 89,3%) e recuperações de bola. Ao todo, o francês apareceu em três cortes, três interceptações e quatro desarmes. Em outras palavras, ninguém interrompeu mais jogadas do adversário do que Kanté.

Abraham

Posteriormente, Tammy Abraham vive grande fase na equipe de Londres e merece destaque por seu desempenho. O jogo de pivô do camisa 9 foi muito bom contra o Newcastle, mas não é só pelo último jogo. Na verdade, e merecidamente, é por causa dos últimos compromissos de Tammy Abraham. Foram três gols nos últimos três jogos com o Chelsea – Rennes, Sheffield United e Newcastle. Além disso, ele tem duas assistências nos jogos antecedentes aos três gols. Uma assistência contra o Krasnodar e o outro passe decisivo contra o Burnley. Ou seja, números que reafirmam a grande fase do camisa 9 dos Blues.

Ziyech

Por outro lado, Hakim Ziyech foi mais discreto – que o habitual – no duelo contra o Newcastle United. Entretanto, e sem tempo para lamentações, o marroquino terá elevada importância no jogo contra o Rennes. O atleta do Chelsea vem encantando torcedores pela qualidade no passe e pela visão de jogo. Esses são dois aspectos interessantes no jogo de Ziyech. Além disso, para o enredo que será moldado na terça-feira (21), eu adicionaria a qualidade na bola parada e o um-contra-um frente aos rivais franceses. Assim sendo, o Chelsea pode encontrar dificuldades na criação e no passe final. Principalmente, pelo fato do Rennes ter o propósito de ficar mais tempo com a bola do que o time visitante. Se for titular, e deve ser, Ziyech tem características interessantes ao duelo no Roazhon Park.

Terceiro Tempo – Loftus-Cheek se destaca; Barkley lesionado

Conor Gallagher atuou na derrota do WBA frente ao Manchester United. Por outro lado, Loftus-Cheek marcou o primeiro gol com o Fulham
Conor Gallagher atuou na derrota do WBA frente ao Manchester United. Por outro lado, Loftus-Cheek marcou o primeiro gol com o Fulham. (Chelsea FC / Site)

Ruben Loftus-Cheek foi o destaque em mais um resultado negativo para o Fulham. A equipe de Craven Cottage perdeu mais um duelo na Premier League. Desta vez, atuando em casa, os rivais do Chelsea foram derrotados pelo Everton por 3 a 2. Entretanto, Loftus-Cheek entrou na etapa complementar para modificar a história do jogo. Primeiramente, ele fez a jogada individual, adentrou ao setor defensivo dos Toffees e sofreu o pênalti. Em contrapartida, Ivan Cavaleiro escorregou e perdeu na marca da cal. Posteriormente, coube ao atleta do Chelsea, emprestado ao Fulham, fazer o segundo gol do time de Londres. em contrapartida, não foi o suficiente para evitar mais um revés do time de Londres. 3 a 2 para o Everton e destaque ao atleta dos Blues.

Por outro lado, Ross Barkley atuou em aproximadamente quatro minutos de jogo antes de ser substituído no Villa Park. A suspeita é de lesão muscular do atleta do Chelsea. Por fim, o Aston Villa sofreu um revés dentro de casa, frente ao Brighton, por 2 a 1. Por fim, Conor Gallagher entrou em campo na derrota do West Bromwich, diante do Manchester United, por 1 a 0. Bruno Fernandes, na marca do pênalti, foi o autor do gol.

Em conclusão, confira os outros textos do Terceiro Tempo, conteúdo especial de segunda-feira aqui no Chelsea Brasil.

Além disso, o Chelsea Brasil está muito próximo de ser reconhecido novamente como Torcida Oficial dos Blues. Por isso, clique no banner abaixo e nos ajude.

Category: Conteúdos Especiais

Tags:

Article by: João Vitor Marcondes

Taubateano e jornalista.