Reformulando o Chelsea 2018/19 – Parte III

Para fechar a série, chegou a vez de falar do setor ofensivo do Chelsea. Como a diretoria e o treinador devem trabalhar o ataque do time para a próxima temporada? Isso considerando jogadores que estão no elenco, emprestados ou opções que o mercado oferece.

Como foi falado nos textos anteriores, por ser um tema muito amplo, pode ser que muitas pessoas não concordem com as decisões que listarei. Os debates são importantes para esse tipo de tema, e mostram que ser dirigente de um clube como o Chelsea não é simples. Para chegar no resultado final, foram feitas consultas com torcedores e amigos. Só assim para tentar aproximar a lista do que seria o ideal para cada pessoa. Os dados de valor de mercado dos atletas foram retirados do site transfermarkt.pt.

Setor ofensivo

Eden Hazard é o principal nome do setor ofensivo do Chelsea [Foto: Getty]

Primeiramente, é necessário ver quem o clube tem à disposição. São cinco opções de ataque no elenco atual, sendo três pontas e dois atacantes mais fixos. Poderíamos citar também o jovem Callum Hudson-Odoi que vem ganhando algumas chances no time profissional, mas ainda é tratado como um jogador da Equipe Sub-23 – o atleta tem apenas 17 anos.

Além deles, são mais seis jogadores emprestados, quatro ponteiros e dois centroavantes.

Elenco atual

  • Pontas: Pedro Rodríguez (30 anos); Willian (29 anos); Eden Hazard (27 anos)
  • Centroavantes: Álvaro Morata (25 anos); Olivier Giroud (31 anos)

Emprestados

  • Pontas: Kenedy (22 anos); Charly Musonda (21 anos); Lucas Piazón (24 anos); Nathan (22 anos)
  • Centroavantes: Michy Batshuayi (24 anos); Tammy Abraham (20 anos)

Quem deve ficar ou sair

Giroud chegou ao Chelsea na metade da temporada [Foto: SkySports]

A criatividade do Chelsea passa muito pela qualidade do setor ofensivo. As boas partidas do time resultam de boa atuação de Eden Hazard – o melhor jogador do time – ou do brasileiro Willian, que já teve períodos de inconstância, mas faz novamente uma boa temporada. Os centroavantes precisam saber segurar a bola, realizar tabelas e principalmente, fazer gols. Nessa temporada, faltou poder de fogo aos Blues em muitos momentos, por isso grande parte dos torcedores acreditam que seja necessária uma reformulação no ataque.

O espanhol Pedro Rodríguez é um dos que podem deixar o clube. Um jogador bastante ofensivo, que tem qualidades, mas apresenta limitações técnicas que prejudicam a criação de jogadas da equipe. Quantas vezes o jogador não conseguiu acertar o passe em uma tabela com Hazard, ou tentou o chute quando deveria ter tocado, ou vice-versa. Aos 30 anos de idade, é necessário que a diretoria recicle o setor, vendendo Pedro para trazer algum jovem que vem se destacando. Além disso, o valor de mercado do atleta é interessante – 25 milhões de Euros, segundo o Transfermarkt. Uma venda faria bem aos cofres e ao clube, que merece ter uma opção de nível técnico superior.

Os outros dois jogadores são os mais criativos do elenco. Tanto Hazard como Willian devem permanecer no time, a menos que uma proposta muito boa apareça. No caso do belga, a situação é um pouco mais delicada. É quase unânime que o camisa 10 é o melhor jogador da equipe, mas a imprensa constantemente o coloca na mira do Real Madrid. Além disso, a diretoria dos Blues ainda não conseguiu renovar o seu contrato, o que faz com que essas especulações ganhem força. O desejo é que Eden permaneça, e tenha um time forte em seu entorno para continuar ganhando títulos com a camisa dos azuis de Londres.

Álvaro Morata foi contratado para tentar assumir a camisa 9 por muitas temporadas [Foto: Glyn Kirk/AFP]

Os centroavantes não convenceram muito nesta temporada. Depois que Diego Costa saiu do time, seu substituto ainda não foi definido. Mas Morata e Giroud exigem análises diferentes no momento a permanência no elenco. O espanhol foi contratado para ser o 9 do time e dono da posição, é um atleta novo e de grande potencial. Não conseguiu demonstrar tudo que pode em sua primeira temporada no Chelsea por uma soma de fatores, como adaptação na Premier League e o peso de ser a principal opção de ataque. Mas não seria correto abrir mão desse jovem ainda, suas passagens pelo Real Madrid e Juventus comprovam que é um atacante que entra bem em jogos e funciona com qualidade, principalmente quando a equipe conta com outro homem para ser a principal referência.

Já Olivier Giroud foi mais uma das demonstrações de que a diretoria contrata alguns jogadores para “tapar buraco”. Chegou no meio da temporada atual, em uma janela na qual nomes grotescos como Peter Crouch, Ashley Barnes e Andy Carrol foram especulados no Chelsea, o que fez com que a contratação do francês parecesse a melhor opção. De fato, é complicado trazer um bom jogador na janela de janeiro.

Dificilmente um clube libera um jogador importante com a temporada em andamento, mas Giroud, que era reserva do Arsenal, dificilmente chegaria para ser o titular dos Blues. Com 31 anos de idade e um valor de mercado avaliado em €20m, o francês não tem muito mais o que apresentar na Premier League, e deve ser um dos jogadores a sair para que o time se fortaleça – até porque o atual camisa 18 chegou depois do empréstimo de Batshuayi, que é uma opção melhor que ele para o elenco.

Quem deve chegar

Batshuayi vem fazendo muitos gols desde que saiu por empréstimo ao Borussia Dortmund [Foto: Getty]

Bons jogadores estão emprestados e demonstrando ter qualidade. São os casos de Kenedy, Abraham e Batshuayi. Outros deles já rodaram alguns clubes e não conseguiram evoluir o suficiente para merecer retornar ao Chelsea.

A começar pela dupla de brasileiros: Nathan e Lucas Piazon. Não parecem ter potencial par chegar a integrar o elenco principal, e uma venda faria bem para as duas partes. O Chelsea se livraria do vínculo com jogadores que não devem retornar, além de fazer um dinheiro, enquanto os atletas ficariam livres para seguirem com suas carreiras de uma forma mais estável.

Já o brasileiro Kenedy, é um jogador muito mais interessante. Fazia parte do elenco principal dos Blues até a metade desta temporada e fornece qualidade para atuar mais avançado, como faz atualmente no Newcastle, ou para fazer a lateral/ala esquerda como era no Chelsea em muitas oportunidades. Talvez renove seu empréstimo para a próxima temporada, mas não deve ser totalmente descartado. O jogador de 22 anos tem potencial e versatilidade, podendo ajudar o time no futuro.

O mesmo vale para Charly Musonda Jr, o talentoso jogador belga que atualmente está cedido ao Celtic até maio de 2019. Ainda fez poucos jogos pelo time escocês, mas é de uma habilidade enorme e pode crescer com o tempo. Tem 21 anos e é um jovem que deve ser monitorado de perto para ter chances na equipe principal futuramente.

Aos 20 anos de idade Tammy Abraham já teve até chance de atuar pela seleção inglesa principal. Atualmente emprestado ao Swansea, o jovem é uma grande promessa para o ataque do Chelsea. Começou bem a temporada na Premier League, mas não vive atualmente sua melhor fase. Contudo, são 25 jogos na atual edição da liga, com envolvimento direto em seis gols da equipe. É outro dos que podem ganhar mais um tempo como emprestado na próxima temporada, mas que se a diretoria quiser trazer de volta, daria conta do recado.

O último dos emprestados é Michy Batshuayi. Jogador que saiu por empréstimo no último dia de janeiro deste ano para o Borussia Dortmund e vem marcando muitos gols. Recebeu poucas chances com Antonio Conte no Chelsea, foram pouco mais de 300 minutos jogados em 12 partidas da Premier League, com dois gols marcados. Já na Alemanha, com mais confiança e tempo de jogo, são 12 jogos contando Bundesliga e Europa League, com envolvimento direto em nove gols do Dortmund – oito gols e uma assistência.

É um jovem que merece mais tempo de jogo com a camisa azul e deve voltar a integrar o elenco na próxima temporada. Aos 24 anos de idade, não é daqueles que a diretoria conseguirá ficar emprestando temporada atrás de temporada, e é melhor tê-lo no elenco do que vender – seu valor de mercado está avaliado em 40 milhões de Euros – e correr sérios riscos de vê-lo brilhar em outro clube.

Leon Bailey

Bailey atua na mesma faixa do campo que Pedro [Foto: Bundesliga]

O jovem jamaicano de 20 anos vem se destacando muito na atual temporada pelo Bayer Leverkusen. É um ponta veloz, habilidoso e que faz muitos gols – na Bundesliga já são nove. Certamente será disputado por grandes times nessa janela, e o Chelsea deve entrar na disputa.

Bailey seria um jogador para suprir uma eventual saída do Pedro, sairia um jogador de 30 para chegar um de 20 anos com um futuro muito promissor pela frente. Seu valor de mercado é avaliado em €45 milhões, ou seja, deve ser um investimento alto do Chelsea, algo normal no mercado atual, considerando idade e a ótima temporada que o jogador faz.

David Neres

David Neres foi eleito o melhor jogador do primeiro turno no campeonato holandês [Foto: Getty]

O jovem brasileiro é o principal destaque do campeonato holandês na temporada. É um ponta com muita qualidade para criar jogadas, seja com drible, passe ou velocidade. É um jogador que evoluiu muito no Ajax e já é um dos jovens mais cobiçados da Europa. São 24 participações de gol em 33 partidas disputadas – 11 gols e 13 assistências. Números que demonstram o talento para criar a jogada ou defini-la.

Seria uma opção excelente para o lado de campo, e tem um valor de mercado mais baixo que a maioria de seus concorrentes. O jovem de 21 anos é avaliado em €15m mas deve sair no mínimo pelo dobro desse valor, mas algo que ainda é bem acessível aos cofres do Chelsea, que contaria com um ótimo atleta com muito potencial para render por muitos anos.

Mauro Icardi

Icardi novamente fez mais de 20 gols no campeonato italiano esta temporada [Foto: Olivier Morin/AFP/Getty Images]

Para o papel de camisa 9, a diretoria do Chelsea devia definir Icardi como alvo principal. O artilheiro argentino tem 25 anos de idade e um faro para gol impressionante. O atacante da Inter de Milão tem um futebol que lembra os grandes atacantes de seu país, a frieza para definir aliada à maldade para ler as jogadas e a partida. São ingredientes que o ajudaram a marcar 24 gols em 26 jogos na Serie A italiana. Na temporada passada, foram 31 participações em gols em 34 jogos. Ou seja, em média, entrega praticamente um gol por partida, e é isso que os Blues esperam de um centroavante.

O jogador está avaliado em £67.5m e deve ser uma contratação cara. Mas chegaria para resolver o problema por várias temporadas. Deve haver um investimento alto nas peças corretas para construir um time vitorioso por muitos anos, e Icardi parece ser o nome certo para o ataque.

Outras opções

Para o setor ofensivo do Chelsea, surgem muitas sugestões de jogadores que se destacam no futebol atual. Abaixo listarei alguns nomes que seriam interessantes para o time, junto com sua idade, clube atual e valor de mercado [segundo o Transfermarkt].

  • Cengiz Ünder (Roma) – 20 anos – €20m
  • Lucas Paquetá (Flamengo) – 20 anos – €7m (última atualização 2017 Transfermarkt)
  • Christian Pulisic (B.Dortmund) – 19 anos – €45m (Poderia ser envolvido em uma troca pelo Batshuayi)
  • Timo Werner (RB Leipzig) – 22 anos – €60m
  • Ciro Immobile (Lazio) – 28 anos – €45m
  • Robert Lewandowski (Bayern) – 29 anos – €90m (Não custa sonhar)

Lista final – Atacantes

Fechando a lista de jogadores de ataque, consideraremos a manutenção do empréstimo de todos os atletas, com exceção do Batshuayi. Também contaremos com as vendas de Pedro e Giroud, além da manutenção de Eden Hazard no elenco.

É possível imaginar uma troca com o Borussia envolvendo Pulisic e Batshuayi, nesse caso, o time ficaria com 4 opções para a ponta e duas para a referência, poderia ser um elenco mais equilibrado em termos de peças, mas o belga está mais consolidado na carreira, e esse movimento poderia ser um erro, melhor não arriscar.

Portanto, o resultado da terceira lista foi:

  • Eden Hazard/ Willian/ David Neres
  • Mauro Icardi / Álvaro Morata/ Michy Batshuayi

Valor gasto: €100,0 milhões (Neres e Icardi)

Valor recebido: €45,0 milhões (Pedro e Giroud)

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Category: Conteúdos Especiais

Tags:

Article by: Victor Rosa

Curso jornalismo e carrego o sonho de trabalhar acompanhando futebol todos os dias da minha vida. #GoBlues #KTBFFH