Reformulando o Chelsea 2018/19 – Parte I

Nesta série, faremos uma análise sobre como deve ser trabalhado o elenco do Chelsea para a próxima temporada. Vai ser uma espécie de Modo Manager do FIFA, uma brincadeira que a maioria dos torcedores dos Blues já deve ter feito para tentar solucionar alguns problemas da equipe. Após uma temporada difícil, é normal que se pense em uma pequena reformulação no elenco, jogadores que podem sair, os que podem ser contratados, aqueles que devem voltar de empréstimo e os que devem ser emprestados e adquirir mais experiência.

Antes de começar, gostaria de adiantar que por ser um tema muito amplo, pode ser que muitas pessoas não concordem com as decisões que listarei. Os debates são importantes para esse tipo de tema, e mostram que ser dirigente de um clube como o Chelsea não é simples. Para chegar no resultado final, foram feitas consultas com torcedores e amigos. Só assim para tentar aproximar a lista do que seria o ideal para cada pessoa. Os dados de valor de mercado dos atletas foram retirados do site transfermarkt.pt.

Setor defensivo

Azpilicueta é atualmente o líder do setor de defesa [Foto: PA]

No primeiro episódio, tentaremos fechar a lista de defensores que deve ficar no Chelsea para a próxima temporada. Atualmente o time possui 13 jogadores de defesa, contando goleiros, zagueiros e laterais, além de mais 10 que estão emprestados.

Elenco atual

  • Goleiros:  Thibaut Courtois (25 anos); Willy Caballero (36 anos); Eduardo (35 anos)
  • Laterais: Victor Moses (27 anos); Davide Zappacosta (25 anos); Wallace Oliveira (23 anos);Marcos Alonso (27 anos); Emerson Palmieri (23 anos)
  • Zagueiros: César Azpilicueta (28 anos); Gary Cahill (32 anos); David Luiz (30 anos); Andreas Christensen (21 anos); Antonio Rüdiger (25 anos)

Emprestados

  • Goleiro: Jamal Blackman (24 anos)
  • Laterais: Ola Aina (21 anos); Todd Kane (24 anos); Abdul Rahman Baba (23 anos); Cristian Cuevas (22 anos)
  • Zagueiros: Kurt Zouma (23 anos); Tomás Kalas (24 anos); Michael Hector (25 anos); Matt Miazga (22 anos); Kenneth Omeruo (24 anos)

Quem deve ficar ou sair

Pode ter chegado ao fim o ciclo de Gary Cahill no Chelsea [Foto: Reuters]

Atualmente o elenco do Chelsea conta com quatro zagueiros de ofício. Um número adequado para equipes que jogam com dois deles. Porém, com Antonio Conte e seu esquema de três defensores, Azpilicueta se torna um coringa, se tornou um dos melhores defensores do campeonato inglês e raramente faz a lateral que é sua função de origem. Outro que foi afetado no esquema do italiano é Victor Moses, jogador que sempre atuou na ponta e há duas temporadas é o ala direito dos Blues. Por último, David Luiz, que não tem uma boa relação com o treinador e perdeu espaço na defesa, apesar da excelente temporada passada.

Portanto, a análise é profunda. Com o treinador balançando no cargo, é necessário chegar em uma lista que funcione com Antonio sendo o técnico e também para o caso dele sair.

O goleiro titular Thibaut Courtois é um dos melhores do mundo em sua posição, além disso é jovem e tem potencial para tomar conta do gol do Chelsea por muitos anos. A imprensa, muitas vezes, cita que o belga é um dos interesses do Real Madrid, mas nunca houve uma aproximação de fato. Seu valor de mercado é de 60 milhões de Euros, portanto a oferta teria que ser muito boa para que os Blues abram mão de um jogador de alto nível e difícil de ser substituído.

Os goleiros reservas, Caballero e Eduardo, são mais velhos. O argentino é o reserva imediato de Courtois e fez boas atuações quando jogou. Foi titular nas partidas da Copa da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra e mostrou ser um suplente confiável. Assinou contrato de apenas um ano com o Chelsea, mas seria interessante renovar para a próxima temporada. Já o português Eduardo nunca entrou em campo com a camisa dos Blues, aos 35 anos de idade e em final de contrato, pode ser liberado pela diretoria. O goleiro jamaicano Jamal Blackman tem 24 anos e merece integrar o elenco e ganhar chances esporádicas na próxima temporada, sendo a terceira opção para o gol.

O inglês Gary Cahill perdeu bastante espaço na temporada, talvez tenha chegado o momento de ser negociado. Aos 32 anos de idade, o zagueiro tem perdido valor de mercado, que atualmente é estipulado em 15 milhões de Euros. Ainda tem sua moral por ser o capitão e líder da equipe, mas atualmente, Azpilicueta vem exercendo bem essa função em campo. Caso apareça alguma oferta, seria interessante vendê-lo.

O brasileiro David Luiz tem uma situação mais delicada. Sua permanência vai acabar dependendo se Antonio Conte fica ou não nos Blues. O zagueiro tem uma moral muito grande com o Chelsea, é um dos vencedores da Champions League em 2012 e é bem quisto pela diretoria. Seria interessante mantê-lo no elenco se possível, aos 30 anos tem algum tempo para jogar em alto nível. Possui um valor de aproximadamente 28 milhões de Euro – caso seja negociado, o time de Londres embolsaria uma boa quantia de dinheiro.

As duas novas aquisições para a temporada Andreas Christensen e Antonio Rüdiger são zagueiros jovens e que demonstram qualidade. Pecam em algumas situações por falta de experiência, mas são altos, velozes e fortes. Tem potencial para permanecer no Chelsea por muitas temporadas se continuarem evoluindo e adquirindo mais maldade em situações de jogo. O valor de mercado dos dois gira em torno de 40M€, portanto a proposta teria que ser muito boa para tirar um deles do Chelsea.

Marcos Alonso é o atual dono da ala esquerda do Chelsea [Foto: Premier League]

O Chelsea possui boas opções para a lateral esquerda, Marcos Alonso faz boa temporada pelo segundo ano consecutivo e foi premiado com uma convocação pela seleção espanhola. Já o recém-contratado Emerson Palmier, é jovem e mostrou potencial durante seus tempos de Roma. Ainda não teve muitos minutos pelos Blues na atual temporada, mas deve conquistar seu espaço à medida que ganhar confiança e entrosamento dentro do elenco. A briga será por quem deve ser o titular da equipe, uma análise que já foi feita no site.

Para o lado direito, novamente a questão Conte é importantíssima. O melhor da posição é César Azpilicueta, porém no esquema do treinador, o espanhol atua como zagueiro, dando espaço para que Victor Moses ou Zappacosta atuem com mais frequência. O nigeriano, inclusive, deve seus espaços no time ao técnico. O ponta era emprestado pelos Blues com muita frequência e parecia que havia chegado o momento de ser negociado, mas Antonio o bancou e o transformou em um ala direito eficiente. É importante e educado taticamente, mas deixa a desejar na técnica em muitas oportunidades. Aos 27 anos de idade, tem um valor de mercado estipulado em 18M€ e, caso Conte saia, pode ser um dos que deixem o Chelsea também.

Já o italiano Davide Zappacosta, é lateral de origem e pode fazer os dois lados. Chegou em uma temporada difícil e merece permanecer para tentar ganhar a posição no próximo ano.

Quem deve chegar

Kurt Zouma deve retornar ao Chelsea para a próxima temporada [Foto: Getty Images]

A começar pelos jogadores emprestados, dos 10 que estão em outras equipes, é possível listar cinco que podem passar a integrar a equipe na próxima temporada.

O já mencionado goleiro Jamal Blackman possui 24 anos e disputa a Championship pelo Sheffield Utd. Na atual temporada, fez 27 jogos e saiu de nove deles sem sofrer gols. Seria interessante dar uma chance ao jovem no elenco principal do Chelsea, brigando com Caballero pela vaga de reserva imediato de Courtois e tendo algumas oportunidades contra equipes menores nas copas que o time disputa durante o ano.

Talvez o melhor entre os defensores emprestados, Kurt Zouma já demonstrou ter qualidade para integrar o elenco do Chelsea. Chegou a jogar até como volante durante os tempos de José Mourinho, e sempre entrou com vontade, demonstrando ter vigor físico, velocidade e boa técnica. Foi emprestado ao Stoke City para ter mais tempo de jogo na Premier League e voltar mais maduro, já são 28 partidas em seu time atual e conseguiu marcar um gol. Caso David Luiz ou Gary Cahill deixem o time, o francês é uma peça confiável de reposição.

O tcheco Tomás Kalas merece ser observado com atenção. O jovem de 24 anos faz boa temporada no Fulham que é o atual terceiro colocado da Championship e deve conseguir o acesso. O zagueiro pode dar uma opção também pela lateral direita, e fez 30 partidas pelo time, é um dos jogadores de confiança do treinador. O ideal seria voltar com Antonio Conte sendo o treinador, pois em um esquema de três zagueiros, abre uma vaga a mais para a briga, caso contrário, poderia acabar como terceira opção entre os reservas e perderia tempo de jogo, freando sua evolução.

Os laterais Ola Aina e Rahman Baba são jovens com muito potencial. Ainda não acho que seja o momento de reintegrá-los ao elenco, mas vale a menção. Caso o time venda algum de seus laterais, podem contar com um deles para ser uma opção – pelo menos entre os reservas.

Por ser um time rico, o mercado é uma opção eficiente para fortalecer a equipe. Mas é necessário saber escolher peças que chegam para desempenhar aquilo que foi planejado. A diretoria não pode mais cometer o erro de trazer peças para “tapar buracos e ver o que acontece” como tem feito em janelas recentes. Os nomes citados são sugestões para melhorar o elenco, levando em consideração a política atual da diretoria de não gastar muitos milhões de Euros em jogadores.

Ryan Sessègnon

Sessègnon anotou 14 gols pela liga até agora [Foto: SkySports]

O jovem lateral esquerdo inglês faz uma temporada impressionante pelo Fulham na Championship. Com apenas 17 anos de idade e jogando como lateral, são 19 participações diretas em gols da equipe na Liga – 14 gols e cinco assistências. Por fazer tanto a lateral como a meia esquerda, seria interessante utilizá-lo como um ala na formação atual. Pela pouca idade, e levando em consideração a política da diretoria de emprestar os jovens para ganhar experiência, talvez Ryan não conquistasse seu espaço assim que chegasse ao clube.

Sua posição não é uma das prioridades do clube no momento, mas, um jovem talentoso como ele, atrai atenção dos grandes clubes, e o Chelsea deve entrar forte nessa disputa. Seus valor de mercado aumentou bastante durante a sensacional temporada, mas atualmente é estipulado em 25 milhões de Libras, um valor que a diretoria pode pagar. Além disso, Tomás Kalas – zagueiro titular do Fulham – é um atleta cedido pelos Blues, e pode ser usado como moeda de troca para garantir a contratação do lateral por um valor mais baixo.

Alessandro Florenzi

Florenzi é titular da seleção italiana [Foto: Gazetta World]

O versátil jogador italiano é um bom nome para chegar e tomar conta do lado direito dos Blues. Na Roma, atua como lateral direito, meia direita e até como um meio campista mais centralizado. Com poder de criação, velocidade e boa marcação, é um nome que a diretoria do Chelsea deveria olhar com carinho. Seria um ala muito interessante no esquema atual do treinador Antonio Conte, que por ser italiano, teria uma certa vantagem para garantir a contratação do jogador.

O valor de mercado do atleta de 27 anos é de 22,5 milhões de Libras, segundo dados do Transfermarkt. Valor bem acessível para garantir um jogador que certamente seria titular por muitas temporadas no Chelsea.

Toby Alderweireld

O zagueiro belga chegaria para ser titular dos Blues [Foto: Getty]

Se for para o Chelsea trazer um zagueiro, que seja um dos melhores do mundo. Alguns portais de notícias ingleses noticiam que os Blues estão prontos para enviar uma proposta na casa de £44 milhões pelo defensor belga do Tottenham. Longe de analisar a veracidade dessa notícia, seria uma contratação perfeita da diretoria. Um jogador completo e pronto, que chegaria para vestir a camisa e jogar.

A dificuldade dessa transferência é o fato do atleta ser um jogador do rival. Mas os Spurs tem usado Jan Vertonghen e o recém chegado Davinson Sánchez na defesa, além de contar com o versátil Eric Dier como opção para compor a zaga. Uma proposta alta pode fazer com que a diretoria do Tottenham ceda o jogador ao Chelsea.

Lista final – Defensores

Para fechar a lista de defensores, é necessário definir alguns pontos. Com a permanência de Antonio Conte e o esquema de três defensores, a saída de David Luiz é eminente, além disso, é necessário que o time tenha pelo menos cinco opções para a zaga.

O jovem Ryan Sessègnon é uma sugestão de lateral para a esquerda, mas com o valor mais alto que seria gasto na contratação do Alderweireld, é melhor aguardar.

Portanto, o resultado da primeira lista foi:

  • Thibaut Courtois/Willy Caballero /Jamal Blackman
  • Toby Alderweireld/Andreas Christensen /Antonio Rüdiger /Kurt Zouma
  • César Azpilicueta
  • Alessandro Florenzi /Davide Zappacosta
  • Marcos Alonso / Emerson Palmieri

Valor gasto: £66,5 milhões (Alderweireld e Florenzi)

Valor recebido: £53,3 milhões (David Luiz, Gary Cahill e Victor Moses)

 

Na próxima quinta-feira (29/03) teremos a segunda parte com o meio campo, e no dia 05/04 teremos o capítulo final com o setor ofensivo.

As palavras contidas nessa reportagem condizem à opinião do autor, não tendo qualquer relação com o Chelsea Brasil.

Victor Rosa

Curso jornalismo e carrego o sonho de trabalhar acompanhando futebol todos os dias da minha vida. #GoBlues #KTBFFH