Kenedy é elogiado por torcedores (Foto: Chelsea FC)

Exclusivo: “Terry é um ídolo, uma lenda”, afirma Kenedy

A vontade de ir às Olímpiadas é uma das coisas que mexe com Kenedy. O brasileiro, ex-Fluminense, chegou ao Chelsea no começo da temporada. A maioria das pessoas acreditava que ele seria emprestado, como é de praxe no padrão londrino. Porém, a pedido de Mourinho, o mineiro, de Santa Rita do Sapucaí, ficou no elenco para a temporada. Mesmo após a demissão do ex-técnico, Kenedy ganhou chances com Hiddink, se mostrando um dos poucos acertos dos Blues na temporada.

Em entrevista exclusiva ao Chelsea Brasil, o brasileiro contou um pouco sobre a sua adaptação e o seu relacionamento com os jogadores. Kenedy foi taxativo em afirmar, também, que o ambiente no Chelsea é muito bom, acabando com os rumores da imprensa inglesa e brasileira, que falavam que havia uma crise no vestiário azul.

“O clima e o relacionamento aqui no Chelsea é muito bom, é tranquilo. Hora de brincar é  hora de brincar, hora de falar sério é hora de falar sério”, conta.

O ex-tricolor também idolatra o zagueiro e lenda azul dos Blues, John Terry. Falando em idolatria, Adriano, o Imperador, é a inspiração do jovem atacante dentro dos gramados.

“Terry é um ídolo, uma das lendas do Chelsea. Não é atoa que ele tem muitos anos de clube, é o nosso capitão e tem o respeito […] Me espelho no futebol do Adriano, o imperador”, afirma.

Confira a entrevista completa de Kenedy para o Chelsea Brasil

Chelsea Brasil: Quando você foi contratado pelo Chelsea, sabendo do histórico de empréstimos dos jovens do clube, você temeu ser mais um a ter esse destino, ou, antes da sua contratação, Mourinho garantiu que daria chances na equipe principal?

Kenedy: Não, eu sabia do meu potencial e vim com a intenção de ficar.

CB: Hiddink tem te dado chances inclusive como titular na Premier League. Como você espera que seja a próxima temporada com um novo treinador?

K: Independentemente, se ele continuar ou alguém entrar no lugar, eu vou continuar fazendo meu trabalho, dando meu melhor.

CB: Você é um jogador que sempre atuou como ponta direita, puxando para dentro por ser canhoto. Como tem sido a experiência nesta temporada de jogar improvisado na lateral esquerda e como você acha que isso pode te ajudar a evoluir na carreira?

K: Está sendo uma experiência boa, nova, tem que saber lidar com qualquer desafio. Sou novo, ainda tenho muito a aprender.

Kenedy impressionou Mourinho na pré-temporada (Foto: Site oficial do Chelsea)

CB: Kenedy, eu sei que você vai dizer que joga até no gol se o treinador lhe pedir, mas qual é a posição que você prefere jogar e ter uma sequência?

K: Meia-atacante.

CB: Kenedy, muito se falou no Brasil sobre um clima ruim nos vestiários no início da temporada. Como é o ambiente hoje no Chelsea? Como é o relacionamento entre nos jogadores?

K: O clima e o relacionamento aqui no Chelsea é muito bom, é tranquilo. Hora de brincar é hora de brincar, hora de falar sério é hora de falar sério.

CB: Com quem você tem mais afinidade no elenco do Chelsea desde que chegou? Quanto isso ajudou na sua rápida adaptação?

K: Todos me receberam muito bem e eles me ajudam muito, tanto dentro como fora de campo para minha adaptação. Seria injusto falar um nome só, sou muito grato a todos.

Kenedy é o mais novo jogador do Chelsea (Foto: Chelsea FC)

CB: Na sua opinião, qual a influência e importância que jogadores como Terry possuem no elenco?
K: Terry é um ídolo, uma das lendas do Chelsea. Não é  à toa que ele tem muitos anos de clube, é o nosso capitão e tem o respeito.

CB: Em quem você se espelha, brasileiro ou não, para ter sucesso no Chelsea?

K: Me espelho no futebol do Adriano, o imperador.

CB: Você tem idade olímpica e tem tido boas atuações pelo Chelsea quando é requisitado. Você espera uma convocação para voltar ao Rio vestindo a amarelinha nas Olimpíadas?

K:  Sim claro, será um prazer vestir a amarelinha nas Olimpiadas, ainda mais no Rio.

Pergunta da galera – Luis Filipe de Oliveira – Conselheiro Lafaiete/MG:  Quais as vantagens e desvantagens de se jogar em um time com tantas nacionalidades?

K: A vantagem é a experiência que a gente acabada adquirindo no dia a dia e a desvantagem é não saber falar fluente com todos eles (risos).

Valeu mlkinho! Tmj @kenedy

Um vídeo publicado por Chelsea Brasil (@chelseabrasil) em

Post produzido por Rafael França e Cleisson Lima Pimenta
Agradecimentos: Emanuelly Ferreira.

Compartilhe

Comments

Category: Conteúdos Especiais

Tags: