Willian é decisivo e Chelsea garante classificação para próxima fase da Champions League

Nessa quarta-feira (22), o Chelsea viajou até Baku para enfrentar o campeão do campeonato do Azerbaijão, o Qarabag. Num jogo que valia a classificação antecipada para a próxima etapa da Champions League, Chelsea deu mais outra goleada no adversário, e marcou quatro gols: dois de Willian, um de Fàbregas e outro de Hazard.

O próximo desafio dos Blues pela competição será dia 5 de dezembro contra o Atlético de Madrid, em casa, enquanto o Qarabag enfrentará a Roma, na Itália. A sexta rodada pode decidir quem será o primeiro e segundo do grupo.

Cartão vermelho foi divisor de águas

Em cobrança de pênalti, Hazard marcou seu oitavo gol na Champions (foto: Reuters)

O jogo começou com o Chelsea mandando, e o Qarabag tentando o contra-ataque. Nesse ritmo, Fàbregas resolveu testar o goleiro adversário logo aos três minutos, após receber um passe de Pedro, mas Sehic defendeu bem. Depois do lance perigoso, o time da casa cresceu e, aos nove minutos, Madatov aproveitou uma distração de Zappacosta e, se Azpillicueta não estivesse esperto, poderia ter saído um gol dos adversários. A posse de bola estava maior para o Qarabag nesse momento, e aos 12’, o Chelsea tomou um susto: Míchel chegou antes de David Luiz e finalizou na área, a bola passou por Courtois e por sorte raspou na trave. No rebote, o Qarabag perdeu de vez a chance.

O jogo estava apertado, com algumas chances de gol para ambos os times, mas tudo mudou aos 18 minutos. Num passe de Hazard, Willian recebeu a bola na área e caiu depois de uma disputa com Sadygov. O juiz marcou um pênalti e ainda expulsou o jogador do time adversário. A atitude foi bastante polêmica e discutível, mas mudou tudo. Hazard cobrou rasteiro e no canto esquerdo, marcando o primeiro gol da partida, aos 20’. Ele agora é o belga com mais gols na história da Champions, com oito, e superando Mertens e Wesley Sonck. Depois disso, o Qarabag, que estava quase dominando a partida, morreu.  

O segundo gol veio aos 35 com Willian, após trabalhar a bola numa tabelinha com Hazard. O gol foi bonito, e o quinto em que Hazard está envolvido nessa fase de grupos. Aos 40’, Rzezniczak levou um cartão amarelo após entrada dura em Pedro pela intermediária, mas o primeiro tempo já estava definido. Apesar do início ter sido equilibrado, acabou fácil para o Chelsea.

Classificação garantida e muitas chances desaproveitadas

Willian foi a estrela do jogo e demonstrou todo o seu futebol (foto: Reuters)

O segundo tempo começou com o Chelsea se classificando e Qarabag se despedindo das Champions. Logo aos seis minutos, o terceiro gol quase veio mais cedo. Pedro recebeu um bom passe bem na área, mas Sehic defendeu, e Willian perdeu o rebote. No minuto segunte, Marcos Alonso recebeu um cartão amarelo por uma falta dura, e logo depois, Conte o substitui por Cahill, que estava sendo poupado até então. O jogo ficou morno, Qarabag não conseguia pôr medo e o Chelsea preferiu diminuir o ritmo, por ter clássico com o Liverpool em dois dias e já estar classificado pelo resultado daquele momento.

Aos 19, Hazard foi substituído por Morata, e aos 22 já ameaçou Sehic. Chelsea trocou passes e deixou Morata com a bola bem na cara do gol, totalmente livre, mas o espanhol decidiu tentar deslocar o goleiro e mandou pra fora. Logo depois, Morata aproveitou um bom passe de Azpilicueta e chutou em direção ao gol, porém, a arbitragem marcou impedimento do lateral. Aos 25, veio outro pênalti em Willian. O jogador estava na área com a bola após um erro da zaga da casa, e foi agarrado por Garayev. Como não pode, foi hora de cobrar. Fábregas chutou bem e marcou, mas o juiz mandou voltar pois viu invasão.Não teve problema, na segunda vez, ele mandou rasteiro na direita de Sehic e dessa vez valeu.

No final do jogo, Morata tentou novamente deixar seu gol, mas Sehic conseguiu defender. Logo após isso, Coutouis finalmente pôde mostrar serviço numa defesa tranquila, quando Guerrier chutou de fora da área. Willian, aos 39 minutos, recebeu uma bola boa de Pedro, mostrou domínio e finalizou no canto esquerdo. Não cansado de ser decisivo pra partida, Willian ajudou novamente Morata para fazer um gol, numa bola linda do meio campo para a área, mas o espanhol se enrolou novamente e perdeu a chance.

Nos acréscimos, nada de novo na partida: Morata perdeu mais uma chance, Fábregas testou Sehic outra vez, e tudo terminou com os quatro gols.

Ficha técnica

Qarabag (4-5-1): Sehic; Medvedev, Sadygov, Rzezniczak Agolli; Richard, Garayvev, Guerrier (Yunuszade), Michel, Madatov (Diniev); Ndlovu (Dani Quintana).

Reservas não utilizados: Kanibolotsky, Amirguliev, Izmailov, Sheydaev.

Chelsea (3-4-3): Courtois; Azpilicueta, David Luiz, Rüdiger; Zappacosta, Kanté (Drinkwater), Fàbregas, Marcos Alonso (Cahill); Willian, Pedro, Hazard (Morata).

Reservas não utilizados: Willy Caballero, Sterling, Christensen, Bakayoko.

Gols: Eden Hazard (21′), Willian (36′, 85′), Fabregas (73′).

Cartões amarelos: Medvedev, Rzezniczak

Cartões vermelhos: Sadygov.

Category: Competições

Tags:

Article by: Asnate Souza

Estudante de Relações Internacionais na USP, e atleta universitária de futsal e futebol americano. Na horas livres, estou assistindo jogos.