United domina, Chelsea estaciona no campeonato e vê a briga pelo título aumentar

Neste domingo (16/04) o Chelsea visitou o Manchester United em Old Trafford e perdeu a partida por 2 a 0. Com o controle da partida desde o início, os donos da casa conseguiram neutralizar o time que é líder da Premier League, por sua vez, os Blues não conseguiram criar jogadas perigosas, assim como as falhas no sistema defensivo foram marcantes. O campeonato ganhou mais emoção, mas, o Chelsea perdeu pontos importantes e deixou o vice-líder, Tottenham Hotspur, se aproximar. A distância no topo da tabela diminuiu para quatro pontos e a briga pelo título aumentou.

Alteração de última hora e superioridade em vermelho

Rashford abre o placar em Old Trafford (Foto: Reuters)

A primeira etapa no “Teatro dos Sonhos” foi dominada pelo Manchester United, com maior posse de bola e quatro finalizações contra apenas uma dos Blues, o jogo foi controlado pelos Red Devils. O placar foi aberto aos sete minutos, com o atacante, Marcus Rashford, após uma jogada irregular, com um toque de mão e passe do meia, Ander Herrera.

Sem criatividade, o Chelsea não conseguiu sequer finalizar com perigo na meta defendida pelo goleiro, De Gea. O trio de ataque, Hazard, Pedro e Diego Costa, responsável por tantas jogadas e gols no campeonato, garantiu apenas um chute, de fora da área.

Com duas baixas no sistema defensivo dos Blues, Marcos Alonso, que se lesionou no aquecimento e Thibaut Courtois, também machucado, a última linha do Chelsea não atuou bem no primeiro tempo e entregou muitas bolas “açucaradas” ao adversário. Com mais jogadas de ataque, melhor posicionamento dentro de campo e finalizações precisas, o time de Manchester foi superior.

Com bom desempenho do United, Chelsea muda, mas não consegue a reação

Herrera chuta e amplia o placar para o United (Foto: Getty Images)

De volta ao campo, logo aos quatro minutos, o time do ex-Blue, José Mourinho, ampliou o placar após jogada pelo lado esquerdo, a zaga do Chelsea rebateu e a bola sobrou nos pés de Young, que tocou para Herrera finalizar, a “redonda” desviou em Zouma e tirou o goleiro Begovic do lance.

Rashford ainda gerou perigo para o Chelsea, em uma jogada individual que driblou e brigou pela bola com David Luiz, melhor para o atacante, que conseguiu finalizar no canto direito do goleiro, Begovic, que defendeu. Mais uma vez sem reação, o time de Londres foi modificado pelo técnico, Antonio Conte, com a entrada de Cesc Fàbregas, Willian e Ruben Loftus-Cheek, mas, chances reais de gol não aconteceram, sequer chutes na direção do gol.

O domínio azul não aconteceu nesta rodada. Destaque positivo para N’Golo Kanté, que manteve o bom rendimento mesmo com a superioridade do adversário e a partida ruim do Chelsea, o jogador se movimentou muito, interceptou passes, roubou bolas e conseguiu aplicar alguma velocidade no meio do campo, nos momentos de posse de bola do time de Londres.

Gols da Partida

Ficha Técnica

Chelsea (3-4-3): Begovic; Zouma (Ruben Loftus Cheek 83), David Luiz e Gary Cahill; Victor Moses (Fàbregas 53), N’Golo Kanté, Nemanja Matic (Willian 65) e Cezar Azpilicueta; Pedro, Eden Hazard e Diego Costa.

Reservas não utilizados: Eduardo, Nathan Aké, John Terry e Michy Batshuayi.

Manchester United (4-4-2): De Gea; Valencia, Eric Bailly, Marcus Rojo e Matteo Darmian; Ashley Young(Fosu-Mensah 92), Marouane Fellaini, Paul Pogba e Ander Herrera; Jesse Lingard (Carrick59)  e Marcus Rashford (Ibrahimovic 82).

Reservas não utilizados: Sergio Romero, Daley Blind, Luke Shaw e Henrikh Mkhitaryan.

Gols: Marcus Rashford 7 e Ander Herrera 48 (Manchester United)

Cartões amarelos: Diego Costa 32, Cahill 47 e Fabregas 88 (Chelsea);  Herrera 72, Rojo 74 e Ibrahimovic 89 (Manchester United).

Estádio: Old Trafford.

Thiago D'Almeida