Um rival de história: relembre os últimos clássicos entre Chelsea e Arsenal

Depois de fazerem o último jogo da temporada passada, na decisão da Copa da Inglaterra, Arsenal e Chelsea voltaram a se encontrar no primeiro confronto oficial de 2017/18, pela final da Supercopa da Inglaterra.

No próximo domingo (17), os times se enfrentam novamente, mas dessa vez pela Premier League, no Stamford Bridge. Foram vários clássicos durante os últimos meses, em campeonatos diferentes, relembre os aspectos mais importantes de cada um!

Premier League

Na temporada passada, Chelsea perdeu como visitante para o Arsenal, mas garantiu a revanche em casa (Foto: Reuters)

Ainda em 2016, pela sexta rodada do campeonato, o Chelsea viajou até a casa dos Gunners em um jogo triste para a defesa, que ainda estava se reestruturando. David Luiz tinha acabado de virar titular pela lesão de Terry; Cahill e Ivanovic não jogaram bem; Zouma estava se recuperando de lesão. O Arsenal vinha de seis derrotas e dois empates desde 2011 no Campeonato Inglês contra o Blues, mas acabou ganhando de 3 a 0, com gols de Özil, Alexis Sanchez e Walcott.

Porém, a situação de Chelsea no jogo de volta era totalmente diferente. Na rodada 24, o time estava em primeiro lugar, com uma vantagem de nove pontos para o segundo colocado. O Arsenal estava em terceiro, e o confronto direto terminou em vitória de 3 a 1 para os mandantes. Alonso abriu o placar logo no início, Hazard ampliou com um golaço e Fàbregas marcou na reta final, por cobertura, após Petr Cech dar um passe decisivo. Aos 45 do segundo tempo, Giroud descontou para o Arsenal. Nesse dia, a torcida londrina fez uma homenagem para Lampard, eterno ídolo e capitão do time vencedor da Champions League.

Frank Lampard tinha anunciado na mesma semana que se aposentaria do futebol (Foto: Reuters)

Copa da Inglaterra

Uma semana antes, o Chelsea tinha acabado de erguer a taça da Premier League, e vinha cheio de expectativas para vencer a Copa da Inglaterra. Já o Arsenal vinha de uma temporada em branco. Foi eliminado nas oitavas da Champions League, terminou em quinto lugar no campeonato inglês, e caiu nas quartas da Copa da Liga Inglesa para o Southampton. O Blues tinha tudo para garantir mais um troféu, porém, perdeu de 2 a 1. Alexis Sánchez começou abrindo o placar para os Gunners, logo nos três primeiros minutos. O lance teve toque de mão do Sánchez, e vinha de uma troca de passes entre ele e Ramsey (que estava impedido no momento do gol). O árbrito chegou a cancelar o gol por causa do impedimento, mas o assistente afirmou que o volante não tinha participado ativamente, e acabou revalidando.

Foi um jogo eletrizante, com ambos buscando o resultado, digno de final. Aos 23 minutos do segundo tempo, Moses cai na área e pede pênalti, mas o juíz não marca e ainda dá o segundo cartão amarelo do jogador por simulação. Ele é expulso, e o time acaba buscando por um empate com um a menos. Nos 30 minutos, Diego Costa consegue empatar. Porém, três minutos depois, Ramsey marcou o segundo gol para o Arsenal, e deixou as coisas mais difíceis para o Blues.

Com a vitória, o Arsenal se tornou o maior campeão do mais tradicional campeonato inglês. Foram 13 títulos, sendo cinco sob o comando Arsène Wenger, atual técnico do time.

Pré-temporada

Willian comemora com Gary Cahill: brasileiro abriu caminho para vitória sobre o Arsenal (Foto: Reuters)

Chelsea iniciou a pré-temporada com uma goleada de 3 a 0 sob o rival, no estádio Ninho de Pássaros, China. Foi a única vitória do time, que acabou perdendo os outros dois amistosos que seguiam. Na época, Diego Costa já estava fora dos planos, e Morata ainda estava sem condições de jogo. Sobrou para Batshuayi comandar o ataque, e ele cumpriu bem o papel, fazendo dois gols. Já no início, William tinha aberto o placar com um bonito lance.

Na partida, o time tinha começado com todos os titulares da temporada anterior, e depois fez diversas trocas pelo time reserva.

FA Community Shield

Com emoção, Chelsea erra nos pênaltis e perde a Supercopa da Inglaterra (foto: Reuters)

Como de costume no calendário da Inglaterra, a temporada do futebol começa com a conhecida FA Community Shield, ou Supercopa da Inglaterra. A partida reúne os campeões vigentes da Premier League e da Copa da Inglaterra em jogo único no estádio de Wembley, dando aos torcedores o primeiro contato com as equipes após as férias do verão europeu. Esse ano, o Chelsea, campeão nacional, enfrentou o Arsenal, campeão da copa nacional. Após um empate de 1 a 1 no tempo normal, o jogo foi para os pênaltis, e o Arsenal fez sua parte, acertando todos os quatro que cobrou, enquanto o Chelsea acertou apenas um.

No início do primeiro tempo, o Chelsea estava totalmente controlado pelo adversário. Courtois precisou agir duas vezes nos primeiros dez minutos, e aos 22, Lacazette deu um chute perigoso, que felizmente tinha batido na trave. Depois disso, o jogo ficou mais equilibrado, e o Chelsea também teve dois chutes a gol perigosos, mas o intervalo veio sem a rede ser balançada.
Assim que o jogo volta, Victor Moses aproveitou o cochilo da defesa do Arsenal, recebeu a bola de Cahill e marcou um gol. Após isso, o time se fecha, e poderia ter segurado a vitória se Pedro não tivesse sido expulso. Com a bola na área, Kolasinac cobra a falta dura, e empata o jogo aos 36 minutos. Nos acréscimos, Morata cabeceou para fora numa boa chance, e a partida acabou nos pênaltis.
O jogo marcou uma mudança nas cobranças de pênaltis, no qual após a primeira cobrança de cada equipe, as próximas são feitas em sequência de duas: duas do Arsenal e duas do Chelsea. O Chelsea acertou a primeira, e errou as outras duas, enquanto o Arsenal acabou acertando todas as quatro.

Torcidas cantando “Stand up If you hate Tottenham!”

Apesar da disputa valendo um título, as torcidas protagonizaram um momento inusitado ainda no primeiro tempo. O ódio pelo vizinho londrino Tottenham uniu o estátio de Wembley inteiro para cantar: “Fique em pé se você odeia o Totteham!” O público presente a Wembley foi de 83.325 pessoas.

Category: Competições

Tags: