Um enorme desafio na Champions League para os Blues

Na tarde desta quarta-feira (29), o Chelsea conheceu seu caminho na Champions League. A equipe está no grupo H, com Ajax, Valência e Lille.

Os Blues abrem a competição em casa, contra o Valência, dia 17 de setembro. No dia 2 de outubro, a equipe viaja até a França para enfrentar o Lille. Em seguida, 23 de outubro, o time vai até Amsterdam brigar contra o Ajax. Na volta, recebemos os holandeses em Londres no começo de novembro. Na quinta rodada, 27 do mesmo mês, a equipe vai ao Mestalla jogar contra os espanhóis. Encerramos contra o Lille, em Stamford Bridge, 10 de dezembro.

Não há duelos fáceis neste grupo (Reprodução: Chelsea FC)

Este não é o grupo da morte, mas sim o mais equilibrado. Todas as equipes possuem chances reais em avançarem e devem estar animadas com suas chances neste grupo.

Desde o título em 2012, os Blues chegaram em apenas uma semifinal, onde a equipe caiu para o Atlético de Madrid em 2014.

Abaixo você confere uma análise dos nossos rivais, projeção dos duelos e uma previsão sobre quem avança.

AFC Ajax

A equipe holandesa foi a sorteada do pote 2 para o nosso grupo. Esta é a primeira vez em que os londrinos enfrentam os atuais campeões holandeses em competições oficiais.

O Ajax perdeu suas principais estrelas da temporada passada. De Ligt está na Juventus e De Jong (ganhador do prêmio de melhor meia da UEFA) defende o Barcelona. O primeiro era o pilar do sistema defensivo. Já o segundo funcionava como motor do meio-campo, distribuindo a bola e controlando o ritmo do jogo. Schone foi outro meio-campista que deixou o elenco.

Com um futebol vistoso, o Ajax chegou à semifinal da última Champions (Reprodução: AFC Ajax)

Porém, a espinha dorsal do time continua intacta. O trio de ataque com Neres, Ziyech e Tádic deve ser um grande problema para a nossa zaga, que mostrou-se fraca defendendo jogadores rápidos e habilidosos. A diretoria holandesa segurou Van de Beek, outra meia com muita qualidade.

Para fazer parceria com Blind na defesa, a equipe contratou Lisandro Martínez. O argentino veio do Defensa y Justicia como parte da mentalidade que impera no Ajax, em dar espaço para jovens promessas do futebol mundial.

Mesmo com um meio enfraquecido, a equipe segue perigosa. O técnico Erik Ten Hag possui uma mentalidade parecida com a de Frank Lampard. Ambas equipes praticam um futebol muito intenso e ofensivo, além de apostar nos jovens talentos que possuem. Em ambos jogos, a previsão seria de vitória para os mandantes com muitos gols nas partidas.

Valência FC

Nas duas ocasiões em que o Chelsea esteve no mesmo grupo que o Valência, a equipe londrina chegou a final da Champions (2007-2008 e 2011-2012). Além disso, os espanhóis jamais nos venceram. Em seis jogos temos três vitórias e três empates.

Como as estatísticas mostram, sempre que nos deparamos com o Valência os resultados são positivos. E para avançar no grupo, nosso retrospecto deve prevalecer favorável.

É um elenco qualificado e figura constantemente na parte superior do Campeonato Espanhol. Coquelin e Kondogbia são bons marcadores e podem complicar nossos jovens devido ao vigor físico. Além deles, Dani Parejo é um jogador técnico e exerce com primor o papel de capitão da equipe.

Jamais perdemos para o Valência em competições europeias (Reprodução: Valencia CF)

O jogador para tomar cuidado é Maxi Gómez. O atacante uruguaio veio do Celta de Vigo e possui boa finalização. Basta ver os números na última temporada, na qual ele balançou as redes 13 vezes. Ele chegou com o status para ser a solução no ataque da equipe.

Mesmo com jogadores experientes do outro lado, o bom retrospecto deve prevalecer em Stamford Bridge. O jogo no Mestalla, entretanto, deve ser mais exigente. Assim, o empate não seria o pior dos mundos.

Losc Lille

Na temporada passada, o Lille brilhou no Campeonato Francês e conseguiu a segunda colocação e vaga direta para o torneio europeu.

Quem mais contribuiu para esta excelente campanha foi Nicolas Pépé, autor de 23 gols do Lille ano passado. A equipe teve um ataque explosivo, muito veloz e agressivo nos contra-ataques.

Para o nosso bem, o ponta francês agora defende o Arsenal. Com isso, o poderio ofensivo da equipe comandada por Christophe Galtier sofreu um duro golpe, que também perdeu Rafael Leão para o Milan. Outra peça importante que deixou a equipe foi o brasileiro Thiago Mendes, agora no Lyon.

Sem o principal jogador, o Lille perde força, mas pode surpreender (Reprodução: LOSC Lille)

O time é bem organizado e não deve ser subestimado. Do pote 4, era a equipe mais temida junto com Atalanta e RB Leipzig.

O Chelsea possuiu melhores jogadores e deve fazer seis pontos contra os franceses para avançar na competição. Entretanto, não seria surpresa o Lille arrancar pontos jogando em casa.

Classificação

É sempre muito difícil prever os duelos com tanta antecedência. O momento dos times e possíveis desfalques são decisivos na hora do embate.

Dito isso, é bem possível que o Chelsea saia classificado para a próxima fase. 100% de aproveitamento seria sonhar alto demais, mas a meta de 13 pontos é possível, dado o que temos visto do elenco neste primeiros jogos da temporada e dos adversários do grupo.

Há muitas opções por posição no elenco do Chelsea e a classificação é possível (Foto: Chelsea FC)

O grande desafio são os holandeses. Saldo de gol e o confronto direito serão os diferenciais para colocar os londrinos no topo do grupo.

Dias e horários dos jogos do Chelsea na Champions League

Rodada 1 – Terça, 17 de Setembro – Chelsea vs Valencia, kick-off 4pm (horário de Brasília)

Rodada 2 – Quarta, 2 de Outubro – Lille vs Chelsea, kick-off 4pm (horário de Brasília)

Rodada 3 – Quarta, 23 de Outubro – Ajax vs Chelsea, kick-off 1.55pm (horário de Brasília)

Rodada 4 – Terça, 5 de Novembro – Chelsea vs Ajax, kick-off 4pm (horário de Brasília)

Rodada 5 – Quarta, 27 de Novembro – Valencia vs Chelsea, kick-off 1.55pm (horário de Brasília)

Rodada 6 – Terça, 10 de Dezembro – Chelsea vs Lille, kick-off 4pm (horário de Brasília)

Rafael Marson

Jornalista em formação pela Faculdade Cásper Líbero. Sem o futebol, não há motivos para viver. Fã incondicional de Drogba e Hazard. #GoBlues