Sem muitas novidades sobre o plantel, José Mourinho fala do embate contra o Crystal Palace

(Foto: Chelsea FC)

(Foto: Chelsea FC)

José Mourinho abordou a mídia nesta sexta-feira falando positivamente sobre os preparativos da curta viagem do Chelsea a casa do Crystal Palace. Ashley Cole e Samuel Eto’o não farão parte do plantel para a partida. Cole continua se recuperando de uma lesão nos ligamentos do joelho sofrida no treinamento no início do mês, enquanto Eto’o saiu no início da vitória contra o Arsenal na semana passada com um problema no tendão. Mourinho disse que, embora ele não pense que Eto’o vá se recuperar a tempo para a partida fora de casa contra o Paris Saint-Grmain na quarta-feira, há uma possibilidade.

Em sua coletiva pré-jogo, Mourinho elogiou o alto padrão de desempenho de seus jogadores quando são testados em campo. O português também comparou os jogos restantes pelo campeonato do Chelsea com os do Manchester City e Liverpool.

O nosso [final de campanha] é o mais difícil, pois vamos jogar Liga dos Campeões e eles não”, Mourinho apontou.

“Temos que jogar com dois ou três dias no meio e nós temos que mudar o nosso foco da Premier League para a Liga dos Campeões, voltar à Premier League e, em seguida, voltar para a Liga dos Campeões por mais um grande jogo contra o Paris St- Germain. O Liverpool vai manter sua temporada perfeita, enquanto não temos tempo para preparar jogos como eles têm. Também é uma grande vantagem pro City, eles agora tem o tempo necessário que o Liverpool teve desde o início da temporada. Quando você tem seis dias por semana para preparar um jogo [como  o Liverpool] e talvez treine duas vezes por dia, você tem condições de melhorar que ninguém mais tem. Você pode ver claramente que alguns de seus jogadores não estão pagando as conseqüências de acumulação de fadiga, você vê o frescor, você vê os jogadores de uma certa idade que não precisam descansar para os jogos. A temporada para eles é perfeita pra fazer o que eles estão fazendo.”

“Se vencermos nossas sete partidas, podemos ganhar o campeonato, mas eu não sei, isso depende do Man City, não de nós. Temos que vencer os sete jogos e temos que tentar um por um, jogo após jogo. Amanhã vamos tentar jogar bem e ganhar o jogo, é a única coisa que podemos fazer, é a única coisa que temos feito por muito tempo. Nós estamos jogando bem e obtendo resultados. Temos que ser otimistas.”

A vitória do time sobre o Crystal Palace em meados de dezembro foi um pouco estreita, a pontuação final em Stamford Bridge foi 2-1 , com todos os gols marcados no primeiro-tempo.

“Foi difícil [para o Crystal Palace] na nossa casa quando Tony Pulis só estava há cerca de duas semanas no time”, disse Mourinho.

“Agora, depois de meses de trabalho e jogos, eles são muito mais uma equipe ‘Tony Pulis’. Eles defendem bem, defendem muito. Eles são muito diretos, muito agressivo, eles são muito fortes em bolas paradas e eles têm todas as qualidades que Pulis gosta que suas equipes tenham, por isso vai ser muito difícil, mas tivemos uma boa semana e nós trabalhamos duro e preparado para este jogo, e não para o jogo PSG, e espero que possamos ter um bom resultado.”

Mourinho recebeu pedidos do repórteres para comparar o jogo que vem em Selhurst Park com o jogo contra o Aston Villa, quando os blues perderam por 1 a 0.

“O que aconteceu na derrota contra o Aston Villa eu nunca vou aceitar. Eu tenho muita experiência no futebol e eu aprendo um monte de coisas, e uma das coisas que aprendi é que você pode ganhar e pode perder e se perder no caminho certo você tem que seguir em frente, tentar não perder novamente e tentar aprender com os erros, mas eu nunca vou aprender e nunca vou aceitar perder dessa forma. Eu aceito aprender a perder por causa do mau desempenho ou porque o adversário foi melhor. Eu aprendo a perder quando o árbitro comete um erro, porque nós também podemos perder por erro meu. Eu aprendo tudo. A única coisa que eu não aprendo é perder com esse tipo de desempenho de arbitragem, porque não é um erro, é uma performance.”

Embora o treinamento tenha sido concentrado somente para a partida contra o Palace, ao invés de olhar mais à frente para o jogo contra o  Paris Saint-Germain, Mourinho não respondeu a uma pergunta que o questionava sobre sua irritação com relação a relatos da imprensa de que o próximo adversário da Liga dos Campeões está interessado em assinar com Oscar e Eden Hazard.

“Não há problema”, disse o português.

“Se houver Financial Fair Play eles não têm dinheiro para comprá-los. Se não há Fair Play Financeiro e eles fazem uma oferta louca de 300 milhões para os dois, então eu acho que o Chelsea tem que pensar nisso!”, finalizou.

Julia Lourenço