Petr Cech vê bom início de temporada

Goleiro dos Blues atinge marca de 200 partidas em branco. (Foto: Chelsea FC)

Goleiro dos Blues atinge marca de 200 partidas em branco. (Foto: Chelsea FC)

Petr Cech saiu feliz da partida em Old Trafford, além de conquistar um ponto sofrido em um jogo difícil, alcançou a marca de 200 jogos sem ser vazado, desde que chegou a Stamford Bridge.

Cech foi raramente testado pelo ataque potente do Manchester United, com a defesa no segundo tempo, numa finalização de Wayne Rooney, garantiu a invencibilidade neste começo de temporada.

“É cedo e ninguém queria perder o jogo”, disse o jogador de 31 anos de idade. “Nós viemos para ganhar o jogo, mas foi justo com eles, que jogaram em casa e jogaram bem. Durante o jogo fomos ficando cada vez melhores. No segundo tempo pareceu que ia sair o gol da vitória, mas no final o empate é um resultado justo.”

“Fora, em Old Trafford, é um bom ponto. Três teria sido muito melhor, mas nós pensamos que é um resultado justo e estamos felizes com isso. Eles tiveram alguns chutes e nós tivemos alguns chutes, mas nenhuma grande oportunidade.”

“Nos últimos 20 minutos, tivemos algumas boas jogadas com a posse de bola em posições onde eu pensei que poderíamos tirar algum proveito, mas podemos ficar com o empate.”

Agora somando 200 partidas em que garantiu o placar zerado para o lado do Chelsea, Cech fica há apenas oito jogos de se igualar a Peter Bonetti, que tem a maior marca neste quesito. Cech acrescentou: “Fora de casa, no Old Trafford, é uma grande conquista chegar a 200. Estou satisfeito com isso, e eu estou satisfeito em geral com o que eu fiz aqui.”

Mirando o quarto titulo da Premier League, Cech acredita que o clube teve um bom início sob o retorno de José Mourinho.

“Tivemos muito sucesso com ele e agora, obviamente, ele está de volta, esperamos repetir o passado para ficar ainda melhor desta vez”, disse o tcheco.

“Tivemos dois jogos em casa, temos o máximo de pontos e um ponto fora de casa, em Old Trafford, podemos dizer que é um começo positivo para nós. Agora temos um jogo difícil na Supercopa e podemos nos concentrar nisso.”

Geisiane Carneiro