Pelas oitavas de final da Champions League, Chelsea recebe Barcelona em Stamford Bridge

Pouco mais de dois meses após o último jogo do Chelsea pela Champions League, contra o Qarabag, a equipe londrina volta a campo pela maior competição continental do planeta nesta terça-feira (20). Dando o pontapé inicial na disputa que decide quem avança para as quartas de final, os Blues receberão em Stamford Bridge o poderoso Barcelona, com quem têm protagonizado grandes confrontos na história recente do torneio.

A partida é a 13ª entre os rivais pelo campeonato neste século, e será transmitida ao vivo pela Globo a partir das 16h45 (horário de Brasília). Você também pode acompanhar minuto a minuto da partida pelo Twitter, através do @ChelseaFC_pt.

Força total para espantar a crise

Sem poder contar com David Luiz – hoje reserva – e Tiemoue Bakayoko, que seguem em recuperação de lesão, Antonio Conte pode ter dois grandes reforços à sua disposição nesta terça-feira. Recuperado após três jogos afastado, o ala Marcos Alonso está pronto para voltar aos gramados, e tem grandes chances de ser relacionado contra o Barcelona.

Já o segundo reforço, Ross Barkley, ainda é uma dúvida. Com uma lesão muscular que também o deixou de fora das três últimas partidas e o histórico recente de afastamentos pelo mesmo motivo, o meia chegou a treinar com o restante do time na última semana, mas ainda não tem presença confirmada no banco dos Blues.

A vaga deixada por Bakayoko no meio-campo será ocupada por Cesc Fàbregas, e com o restante da equipe em forma para a partida, o Chelsea deve iniciar o jogo com a escalação considerada ideal por Conte.

Semedo fora do confronto em Stamford Bridge

Suspenso da partida contra o Chelsea, o lateral Nelson Semedo não viajou com o restante da equipe do Barcelona para Londres. Além dele, o recém-contratado Philippe Coutinho também ficará de fora, não apenas do confronto mas do restante da competição, já que atuou pelo Liverpool na Champions League na primeira metade da temporada.

A ausência do brasileiro no meio de campo deve levar Andrés Iniesta a figurar na equipe titular. Sendo assim, o time treinado por Ernesto Valverde deve iniciar a partida em um 4-4-2, com o espanhol fazendo o papel de criação, e dando maior liberdade para Lionel Messi atuar ao lado de Luis Suárez no ataque.

Prováveis Escalações

Chelsea (3-4-3): Courtois; Rudiger, Christensen, Azpilicueta; Moses, Fabregas, Kante, Alonso; Pedro, Morata, Hazard.

Barcelona (4-4-2): Ter Stegen; Sergi Roberto, Pique, Umtiti, Alba; Paulinho, Rakitic, Busquets, Iniesta; Suarez, Messi.

Entrevistas Pré-Jogo

Antonio Conte (Chelsea)

Para Conte, o Barça começa a partida como favorito, mas isso não será suficiente para descartar sua equipe (Foto: Chelsea FC)

Durante a coletiva de imprensa, Antonio Conte foi muito direto em relação ao favoritismo do Barcelona no confronto. Afinal, o ano de 2018 não tem trazido bons frutos para o Chelsea, que ainda segue em recuperação de um momento de fragilidade na Premier League. 

“Eu acho que começamos essa partida como azarões. No papel, Barcelona é favorito para passar de fase. Nós temos que estar motivados com o desafio. Essas partidas são importantes para sentir o nosso nível de competição. Nós trabalhamos e nos preparamos bem para essa partida. Não será fácil”, afirmou o treinador.

Ciente do que aguardar pela frente, o treinador italiano não entrou em questões especificas sobre o esquema que pretende utilizar, mas teceu diversos elogios aos adversários desta terça-feira – especialmente ao camisa 10 da equipe, Lionel Messi.

“Messi tem a capacidade de resolver e criar situações quando você não está vendo. Estamos falando de um jogador fantástico. Temos que ter atenção, mas não só a Messi. Suárez é um atacante fantástico. Temos que parar o time inteiro deles. Temos que estar preparados para sofrer e motivados para jogar”, completou.

Ernesto Valverde (Barcelona)

Segundo Valverde, nunca é fácil enfrentar uma equipe inglesa, e o Chelsea promete ser um desafio diferente graças a forma de jogo proposta por Conte e seus comandados (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

Do lado espanhol, o otimismo não é o mesmo em favor do Barça. Para Ernesto Valverde, nunca é fácil enfrentar uma equipe inglesa, especialmente uma com um estilo de jogo diferenciado como é o caso do Chelsea de Antonio Conte.

“Eles são campeões da Premier League, um time muito forte que chegou aqui por seus méritos. As equipes inglesas estão em excelente forma este ano, muito melhor que nos anteriores. Com o Chelsea é a mesma coisa. Sabemos disso porque a Inglaterra tem uma liga muito forte, todos estarão aqui prontos para competir”, declarou o técnico.

“O Chelsea tem um estilo de futebol único e conhecem seu próprio jogo. O estilo inglês é muito único, muito físico, e jogam um bom futebol também. Jogar contra o Chelsea é diferente pela formação que costumam usar.”

Fique de Olho

Lionel Messi

Principal jogador da equipe culé, Messi é um show a parte no envolvente estilo de jogo proposto pelo Barcelona (Foto: Reprodução)

Quando de trata de Lionel Messi, faltam palavras que expressem sua genialidade. Segundo colocado no último Balon d’Or (prêmio concedido ao melhor jogador do mundo), o camisa 10 do Barcelona é um verdadeiro fenômeno do futebol, e considerado por muitos o melhor jogador da história, à frente de Maradona e Pelé.

Autor de passes apurados e goleador por natureza, Messi tem como uma de suas principais características a velocidade. O meia argentino também possui mira certeira na cobrança de faltas, chutes a longas distâncias e é quase invencível quando fica cara a cara com a defesa adversária, abusando dos dribles e da técnica.

Histórico Recente

Os últimos anos têm abrigado em sua história grandes confrontos entre Chelsea e Barcelona pela Champions League. Desde 2000, as duas equipes já se encontraram pela competição em seis oportunidades – sendo duas delas no mesmo ano, em 2006. Ao longo desse período,  a vantagem fica ao lado da equipe inglesa, que acumula quatro vitórias, seis empates no tempo normal, e três derrotas.

O último confronto, porém, é o mais marcante para a torcida inglesa. Pelas semifinais do continental de 2011/2012, Chelsea e Barcelona protagonizaram duas partidas emocionantes. Com uma vitória em Stamford Bridge pelo placar mínimo e o empate em 2 a 2 que testou o coração dos torcedores, o Chelsea conquistou a vaga para a final da Champions, sagrando-se campeão em seguida, contra o Bayern de Munique.

Curiosidades

  • O Barcelona venceu apenas um dos últimos seis jogos contra o Chelsea pela Champions League;
  • A equipe treinada por Antonio Conte não avança para as quartas de final do torneio desde a temporada 2013/14;
  • As três últimas partidas do Barça possuem uma média de 2,5 gols;
  • Lionel Messi nunca marcou gols no Chelsea.
Gabriela Bustamante

Estudante de jornalismo, 20 anos, apaixonada pelo Chelsea. A mulher que chora quando pensa naquele Barcelona 2x2 Chelsea no Camp Nou, em 2012.