Passadas seis rodadas, já é possível afirmar pelo o quê o Chelsea briga na Premier League?

Atual 3º colocado da competição após seis rodadas, o Chelsea segue firme e forte na parte alta da tabela. Atrás apenas dos times de Manchester, os azuis de Londres fazem boa campanha até aqui, depois do fatídico primeiro jogo o qual os Blues perderam em casa para o Burnley.

O pontapé inicial da competição levantou muitas dúvidas sobre o restante da temporada, a falta de contratações foi criticada e o elenco curto parecia não fazer frente aos times de Manchester, tidos como favoritos.

Mourinho e Guardiola à frente de United e City em derby de Manchester (Foto: The Sun)

A história não é tão diferente da temporada passada. Depois de terminar a competição em 10º na PL 15/16 e ver Guardiola e Mourinho a frente de City e United, respectivamente, os Blues não surgiram como grande força no cenário nacional e se esperava uma temporada de reconstrução da equipe. O que se viu, no entanto foi um time campeão indiscutivelmente e com um técnico capacitado ao extremo colocando seu estilo de jogo no time que não encantou durante o começo do campeonato. O United ficou aquém das expectativas e o City, apesar de início avassalador, não conseguiu dar continuidade à boa fase.

Passadas seis rodadas da temporada 2016/2017, o Chelsea figurava em 8º lugar na competição e amargava uma derrota por 3 a 0 contra o rival Arsenal no último jogo. O líder era o City de Guardiola com incríveis 18 pontos, 6 vitórias, 18 gols marcados e apenas 5 sofridos. Quem quer que fizesse uma predição de como acabaria o campeonato naquela temporada, não imaginaria o que estava por vir. O Chelsea foi campeão com 93 pontos e incríveis 30 vitórias, recorde do clube em uma edição da PL. Ficou 15 pontos à frente do Citizens, 3º colocado, e 24 à frente dos Red Devils, que acabaram na 6ª posição.

Conte deu a volta por cima com o Chelsea e foi campeão da PL 16/17 (Foto: Daily Mirror )

Hoje, os times de Manchester, assim como na temporada passada, eram vistos como favoritos. Mas hoje Chelsea tem a “cara” de Conte, uma cara que não tinha nas seis primeiras rodadas da temporada passada. Não a toa aparece em 3º colocado, diante de uma sequência difícil de jogos. Se os Blues vão ter que lidar com a rotatividade do elenco por causa das muitas competições que participa, não será diferente para seus rivais, sejam os de Manchester, sejam os de Londres e até o de Liverpool.

Mesmo criticando o mercado não tão movimentado, o elenco se fortaleceu, não dá para negar. As opções são mais vastas, mesmo que a necessidade de usá-las vá ser bem maior. É difícil afirmar pelo o quê o Chelsea briga. Por enquanto, pelo título. Mas como vimos anteriormente, nem as predições mais lógicas se concretizam. É difícil imaginar o time fora dessa disputa, de fato. Tem time para isso. Elenco, técnico e tudo mais. Se irá ganhar, é assunto para outra pauta, mas na briga deve permanecer até o final.

Category: Competições

Tags:

Article by: Túlio Henrique