O raio-x dos adversários do Chelsea na luta por uma vaga na Champions League

Nessa edição da Premier League restam pelo menos sete times brigando por duas vagas na próxima Champions League

Antes de começar, poucos apontavam o Chelsea como um dos principais candidatos ao título da Premier League. Com Liverpool e Manchester City em um nível mais alto, travando uma disputa particular pelo título desde a temporada passada, e um cenário bastante adverso pela frente – como a punição que impedia contratações e as saídas de Maurizio Sarri e Eden Hazard – os Blues tinham como objetivo garantir uma vaga para a próxima Champions League.

Conquistar um lugar na principal competição europeia é importante por diversos fatores. Todos os times que chegam à fase de grupos da competição recebem uma injeção financeira igualitária da UEFA. Para a marca, é a melhor vitrine, e pessoas do mundo inteiro assistem os principais jogos do torneio. Além disso, é a competição que os melhores jogadores desejam atuar, portanto, estar na Champions é um fator determinante para que o clube consiga contratar bons jogadores.

Até a paralisação dos jogos na Inglaterra, causada pelo surto do novo coronavírus, o time comandado por Frank Lampard estava cumprindo a missão de se colocar entre os quatro primeiros colocados. Porém, a disputa segue em aberto: faltam nove rodadas até o fim do campeonato e são sete clubes brigando por duas vagas. (Nota da redação: se confirmado o banimento do Manchester City das próximas duas Champions Leagues, o quinto lugar deve garantir vaga também).

Resumo da situação de cada concorrente

Tabela para ilustrar como estão colocados os times que ainda brigam por uma vaga na Champions League: Leicester, Chelsea, United, Wolves, Sheffield, Spurs e Arsenal

O Chelsea é o quarto colocado e depende apenas de seus resultados para se classificar (Foto: Premier League)

Levamos em consideração que o Liverpool é o virtual campeão e o Manchester City deve ficar logo atrás. Desta forma, a briga começa a partir do terceiro colocado Leicester City. Eles têm uma vantagem em pontos para os demais – cinco para o Chelsea (4º) e oito para o United (5º). Contudo, levando em consideração as cinco últimas partidas, foi o que menos pontuou entre os que disputam as vagas.

O Chelsea está na quarta colocação. São três pontos de vantagem para o Manchester United, que vem logo atrás. Os Blues vêm de uma vitória por 4-0 em cima do Everton, o que trouxe confiança para Stamford Bridge. Dependendo apenas de si, Frank Lampard tem, pela primeira vez, todos os jogadores do elenco à disposição – Christian Pulisic, N’Golo Kanté, Ruben Loftus-Cheek e Callum Hudson-Odoi se recuperaram. Uma “dor de cabeça boa” que pode ajudar até o fim da Premier League, uma vez que serão permitidas até cinco substituições por partida.

Estão pressionando

O Manchester United vivia uma crescente na Premier League. Nas cinco últimas partidas foram três vitórias e dois empates. Essa sequência colocou-os de volta na briga. A contratação de Bruno Fernandes fortaleceu a equipe comandada por Ole Gunnar Solskjær. Paul Pogba também é um atleta que volta para ajudar os Red Devils.

O Wolverhampton e o Sheffield United não podem ser deixados de lado nessa briga. Fazem um campeonato inglês consistente e se colocam entre os times do Big 6 desde o início da temporada. Ambos somaram 43 pontos, sendo que o Sheffield tem uma partida a menos, e pode ultrapassar inclusive o Manchester United se vencê-la. Nas últimas cinco partidas, Wolves e Blades somaram nove e dez pontos respectivamente – mais que os Blues, por exemplo.

Correm por fora

O Tottenham vinha numa decrescente até a pausa. Sob o comando de José Mourinho, são duas derrotas e um empate nas últimas três partidas, caindo para a oitava colocação da Premier League. Com esses resultados adversos, inclusive no confronto direto contra o Chelsea, os Spurs estão a sete pontos dos Blues.

O Arsenal subiu de produção sob o comando de Mikel Arteta, e somou 11 pontos nas últimas cinco rodadas, sendo o que mais pontuou entre os sete concorrentes. Com 40 pontos e uma partida a menos, não podem ser descartados.

Próximos confrontos

Os Blues são o time com menos confrontos diretos. Contudo, ainda enfrentam Liverpool e Manchester City. O Arsenal também enfrenta os dois líderes.

Abaixo, os confrontos que restam para cada concorrente:

Tabela comparativa entre Chelsea, Arsenal, United, Sheffield, Wolves e Tottenham com os adversários que cada um ainda vai enfrentar na Premier League

* Confrontos diretos

São nove rodadas até o fim da Premier League e 13 pontos separam o terceiro do nono colocado. A reta final da competição terá elementos novos: estádios vazios, mais substituições por partida, jogos menos espaçados e janela de transferências aberta antes do fim do campeonato. Além disso, muitos jogadores que estavam lesionados voltaram e já estão treinando para a reta final.

Victor Rosa

Curso jornalismo e carrego o sonho de trabalhar acompanhando futebol todos os dias da minha vida. #GoBlues #KTBFFH