No Stamford Bridge, Chelsea volta a jogar bem e derrota o Everton

Neste domingo (27), o Chelsea enfrentou o Everton pela terceira rodada da Premier League, no Stamford Bridge. Já no primeiro tempo, o time decidiu a partida fazendo dois gols. O primeiro, aos 27 minutos, foi de Fàbregas com assistência de Álvaro Morata. Já aos 40 minutos, Morata deixou o dele, depois de receber a bola de Azpilicueta.

No segundo tempo, apesar do Everton ter crescido com as substituições, o Chelsea permaneceu superior e conseguiu segurar o bom resultado. O time até tentou fazer um terceiro gol, mas acabou não saindo. No geral, a partida mostrou um bom futebol do Blues, e nos deixa esperançosos para a próxima rodada, contra o Leicester City, dia 9 de setembro.

Chelsea faz dois gols, e controla o andamento do jogo

Fàbregas e Morata comemoram o gol (Divulgação/Chelsea FC)

No primeiro tempo, o Blues demorou uns minutos para se arrumar, mas começou melhor, pressionando no campo de ataque e sempre atrás de uma chance. Logo no início, Gueye, do Everton, chegou forte Fàbregas, num lance que poderia levar a um cartão vermelho, mas ficou no amarelo. Um minuto depois, William desceu pela direita, tocou para Pedro, que finalizou com uma bicicleta, mas foi para fora. Em seguida, mais pressão do Chelsea: William tentou de novo, mas foi travado, e David Luiz chuta de fora da área, mas Pickford defende.

Aos 27 minutos, Fàbregas recebe de William, tabela com Morata, e finalmente desencanta o gol. A partir daí, o jogo se fecha, e os times tentam achar um espaço, que só surge para o Chelsea aos 40 minutos, num cruzamento de Azpilicueta. Morata subiu mais que todos, e finalizou de cabeça para o gol.

Everton melhora, mas o Blues permanece superior

Antonio Conte comemora a vitória em casa (Divulgação/Chelsea FC)

Após voltar do intervalo, Pedro finalizou de fora da área, mas não acertou. Minutos depois, foi a vez de Moses receber uma boa bola, mas acabar pegando mal e chutando fraco, facilitando para Pickford defender. Courtois só trabalhou um pouco quando o time do Everton cresceu após as substituições. Logo depois de Besic entrar, e Davies sair, Rooney puxou um contra-ataque, tocou para Sandro, que foi bloqueado por Rudiger.

O Chelsea também estava buscando o terceiro gol. Moses recebeu de William, mas finalizou mal. Em sequência, Pedro recebe uma boa bola, mas o chute vai pra fora, e por pouco o terceiro gol não sai. Minutos depois, Moses mais um vez tem chance: uma falha da defesa do Everton deixa-o de cara com o goleiro, mas finaliza fraco e no meio, facilitando pra Pickford pegar.

A partir daí, o jogo ficou morno, com as duas equipes se segurando para não levar gol, e tentando achar uma brecha pra criar uma chance. Alonso até tentou, mas só conseguiu um escanteio. Houve várias substituições: No lado do Everton, saem Sandro e Jagielka e entram, respectivamente, Calvert-Lewin e Lennon. Para o Chelsea, sai Pedro, entra Bakayoko; depois Morata, e entra Batshuayi.

Com as subtituições do Everton, o time melhorou em campo, mas o Chelsea soube segurar bem os adversários. Chegando perto dos 90 minutos, o Everton tentou mudar o placar com Gueye, que chutou por cima do gol, mas Courtois finalmente pôde trabalhar, e defendeu.

Com a vitória assegurada, o próximo compromisso do Chelsea é depois dos jogos internacionais, contra o Leicester no dia 9 de setembro.

Ficha Técnica

Chelsea (3-4-3): Courtois, Azpilicueta, David Luiz, Rudiger; Moses (Christensen, 88′), Fàbregas, Kanté, Alonso; Willian, Morata (Batshuayi, 77′), Pedro (Bakayoko, 75′).

Substitutos não utilizados: Caballero, Kenedy, Musonda, Tomori.

Everton (3-5-1-1): Pickford; Keane, Williams, Jagielka (Lennon, 83′); Holgate, Davies (Besic, 46′), Gueye, Baines; Rooney, Sigurdsson, Sandro (Calvert-Lewin, 62′).

Substitutos não utilizados: Martina, Stekelenburg, Lookman, Kenny.

Gols: Cesc Fàbregas (27′), Álvaro Morata (40′)

Cartão Amarelo: Idrissa Gueye (9′), Wayne Rooney (71′), Victor Moses (76′), César Azpilicueta (88′).

Cartão Vermelho:

Estádio: Stamford Bridge

Category: Competições

Tags: