No embalo dos bons resultados, Chelsea visita o Liverpool em Anlfield

Após uma semana perfeita, marcada por goleadas nas duas principais competições da temporada, o Chelsea chega à 13ª semana da Premier League com uma importante missão. Em Anfield Road, os Blues terão de superar a equipe do Liverpool para garantir a permanência no top três e, quem sabe, ultrapassar o Manchester United para chegar a segunda colocação.

A bola rola neste sábado (25), às 15h30 (horário de Brasília), com transmissão da ESPN Brasil, mas você também pode acompanhar todos os lances pelo twitter do Chelsea em Português (@ChelseaFC_PT).

Formação ideal e desfalques na reserva

Lesionado desde 14 de outubro, após a derrota para o Crystal Palace, Victor Moses será a grande novidade da equipe de Antonio Conte para a partida deste sábado. O meia deve começar o confronto entre os reservas, já que não atua há quase dois meses e meio.

Na equipe titular, Álvaro Morata e Andreas Christensen devem retornar às devidas posições após serem poupados na última quarta-feira, na partida diante do Qarabag. Já William e David Luiz, que iniciaram o jogo entre os eleitos de Conte pela Champions League, retornam ao banco de reservas diante do Liverpool.

Lesionados, Michy Batshuayi e Charly Musonda ficarão de fora da lista de convocados para a partida, assim como Kenedy. Sem jogadores suspensos, o restante da escalação dos Blues deve se manter a mesma.

Desfalcado, Liverpool tenta ‘curar a ressaca’ diante dos Blues

Depois de sair na frente do Sevilla por 3 a 0 na última terça pela Champions League e tomar o empate, o Liverpool busca a vitória para amenizar o resultado que adiou sua classificação no continental. A equipe de Jürgen Klopp, no entanto, terá alguns obstáculos pela frente que vão além de seus adversários.

Joel Matip, fora da equipe há dois jogos por lesão, voltou a treinar e pode retornar a campo diante dos Blues, mas ainda não foi confirmado. As dúvidas em relação a equipe que começará a partida também se estendem ao meia Emre Can, com problemas musculares. Adam Lallana, que ainda não realizou partidas oficiais pelo clube nesta temporada, vem intensificando o tratamento de uma lesão na coxa, tendo chances de participar do confronto deste sábado.

Diferente da partida desta terça-feira, o goleiro Mignolet será o titular diante do Chelsea. No mais, caso os jogadores apontados como dúvida sigam fora da lista de relacionados, a escalação deve ser a mesma da partida contra o Sevilla, já que os Reds não contam com atletas suspensos nessa rodada.

Prováveis escalações

Chelsea (3-4-3): Courtois; Azpilicueta, Cahill, Luiz; Zappacosta, Alonso, Kante, Fabregas; Hazard, Pedro, Morata.

Liverpool (4-3-3): Mignolet; Moreno, Klavan, Lovren, Gomez; Henderson, Wijnaldum, Coutinho; Salah, Mane, Firmino.

Entrevistas Pré-Jogo

Antonio Conte (Chelsea)

Durante a coletiva da última sexta-feira (24), muito se falou sobre o poder ofensivo da equipe do Liverpool, inquestionável neste início de temporada. O treinador dos Blues não poupou elogios a linha de frente adversária, e afirmou que o Chelsea entrará com foco total em parar os avanços letais da equipe local.
“Salah é um bom jogador, e também é muito perigoso. Ele é um jogador técnico, mas ao mesmo tempo é muito rápido, forte e habilidoso no um contra um”, afirmou o treinador italiano.
“Ele [Salah] também é um ótimo finalizador. Temos que dedicar muita atenção, não apenas a ele, mas também a Firmino, Mane, Philippe Coutinho e Sturridge.”
“O Liverpool tem um grande treinador, e a equipe tem uma boa identidade. Boa organização, especialmente no setor ofensivo. Eles são muito perigosos”, completou Conte.

Jürgen Klopp (Liverpool)

Como não poderia deixar de ser, Mohamed Salah também foi assunto na coletiva em Liverpool. Com passagem pelos Blues entre 2014 e 2016, o atacante egípcio teve poucas oportunidades em Londres, marcando apenas dois gols. Hoje, vestindo a camisa dos Reds, é uma das armas mais letais da equipe de Klopp.
“Não acho que ele [Salah] tenha de provar alguma coisa. Eu não acho que ele veja dessa forma porque é uma situação completamente normal. Como um garoto jovem, você pode ir até lá e não conseguir o resultado desejado; e então você tenta de novo de uma forma diferente”, declarou o treinador alemão ao ser questionado sobre uma possível ‘sede de vingança’ por parte do atacante.
“Ele fez isso, no fim acabou tendo sucesso e agora está no Liverpool. Se ele tivesse realizado uma passagem melhor pelo Chelsea, nós provavelmente não o teríamos no elenco hoje, estão estou feliz pelo rumo que as coisas acabaram tomando”, completou.

Histórico recente

Os cinco últimos confrontos entre Blues e Reds são marcados por extremo equilíbrio, independente das situações que ambas as equipes enfrentavam antes do embate direto. Mesmo com os números pendendo à favor do Liverpool, com duas vitórias e uma derrota, os placares costumam ser magros, dificilmente passando da diferença de um gol.

O último encontro entre as duas equipes aconteceu em janeiro de 2017, pela Premier League. Naquela oportunidade, em Stamford Bridge, Chelsea e Liverpool apenas empataram por 1 a 1, com a equipe comandada por Conte sagrando-se campeã da competição ao fim da temporada.

Curiosidades

  • Desde que Klopp assumiu os Reds – em outubro de 2015 -, o Liverpool foi a equipe a conquistar mais pontos em confrontos diretos contra os seis gigantes na Premier League (37 em 22 jogos);
  • Ao todo, quinze dos gols marcados pelo Chelsea nesta temporada da Premier League são de autoria espanhola – apenas duas equipes de La Liga conseguiram atingir uma marca maior na atual temporada; Real Sociedad (18) e Valencia (16);
  • Morata teve participações importantes em 12 gols dos primeiros 11 jogos do Chelsea na Premier League (foram oito gols e quatro assistências);
  • Nesse mesmo período, Salah marcou nove vezes na competição, mais do que qualquer jogador da história do Liverpool em 12 rodadas.

Category: Competições

Tags:

Article by: Gabriela Bustamante

Estudante de jornalismo, 20 anos, apaixonada pelo Chelsea. Nunca superou o gol do Torres no Camp Nou.