Mourinho: “Vamos aproveitar o momento”

(Imagem: Chelsea FC)

(Imagem: Chelsea FC)

José Mourinho conduziu sua conferência pré-jogo em Cobham antes do confronto de amanhã contra o Newcastle United, e o chefe dos Blues acredita que o fato dos nossos jogadores mais jovens e mais experientes estarem jogando com um alto padrão deixa o time bem posicionado para manter-se entre  Manchester City e Arsenal.

Fernando Torres voltou a treinar com o plantel da primeira equipe no início desta semana, não tendo jogado desde que sofreu uma lesão no joelho na vitória por 3-1 sobre o Manchester United.

Mourinho sugeriu que o espanhol jogasse contra o West Bromwich Albion na terça-feira, e também forneceu uma atualização sobre os outros jogadores que disputam um lugar no time titular.

“Ele está quase lá, mas não lá”, disse o treinador. “Nós não iremos correr riscos com ele, e se fosse o último jogo da temporada eu diria vamos e iríamos fazer isso. Mas nós temos um monte de jogos para jogar e não é certo arriscá-lo agora. Se perdermos um jogador agora, perdemos ele por um longo tempo, não é o momento de perder jogadores, é o momento de ajudá-los. Terça-feira é uma possibilidade muito melhor.”

“Nós temos um par de pequenas coisas que precisamos avaliar, não lesões, em termos de lesões é apenas Nando e Van Ginkel.”

Outros temas abordados foram seus pensamentos sobre o adversário de amanhã, a melhoria contínua do time e da corrida pelo título.

Mourinho foi amplamente elogiado por seu sentido tático na vitória por 1-0 no terreno do Manchester City na segunda-feira, e ele falou sobre o aspecto mais positivo do resultado em relação à tabela da Premier League.

“Nós ainda estamos em terceiro, mas a coisa boa é que podemos sentir um pouco de espaço depois do Liverpool, que está em quarto lugar, e das outras equipes”, disse ele. “É um grande objetivo para todos nós terminar entre os quatro primeiros e, se possível, entre os três primeiros, com a qualificação direta para a Liga dos Campeões. Quando você está em diferença com o Liverpool, isso dá alguma estabilidade, e você tem que se sentir estável para obter resultados que lhe permitem ficar perto do topo da liga.”

“Melhoramos e temos treinado bem. Os jogadores mais jovens estão ficando mais fortes, os jogadores estáveis ​​são estáveis ​​e a equipe está jogando muito bem.”

“Eu disse isso mesmo depois de um mau resultado contra o West Ham. Antes do jogo contra o City eu disse que era mais importante jogar muito bem e mostrar a direção que queríamos ir para obter o resultado. Fizemos os dois ao mesmo tempo, mas nós vamos ir jogo a jogo.” 

O português ainda acredita que seu time ficará de fora do título, mesmo depois de se tornar o único time na liga desta temporada a ganhar em Eithad Stadium.

“Não somos um esquadrão como o City, com cada jogador no melhor momento de suas carreiras. Todos eles estão entre as idades de 24 e 30. Todos eles têm trabalhado juntos por muito tempo, o treinador chegou e a equipe já estava pronta para ele.”

“O Arsenal é o maior exemplo de estabilidade e com um técnico que trabalha com os jogadores ano após ano. Ele [Arsène Wenger] trabalhou com eles desde que eles eram muito jovens jogadores – Ramsey, Sagna, Walcott, Wilshere -, todos esses caras têm vindo a trabalhar com o mesmo técnico no mesmo clube por muitos anos.”

“Nós somos diferentes, nós estamos apenas começando. No primeiro dia da próxima pré-temporada eu vou dizer que sim, nós estamos lá e nós aceitamos pessoas considerando o Chelsea como candidato. Hoje em dia, não. Nós estamos lá, porque estamos indo muito bem, ou porque talvez Man. City e Arsenal não estão indo tão bem como deveriam nas condições que eles têm.”

“Nós não nos colocamos no mesmo nível que eles estão. Nós sonhamos em vencer a Premier League? Claro. Se não o fizéssemos, não iriamos jogar. Nós queremos ganhar o próximo jogo contra o Newcastle e para estar lá? Claro que sim. Se tivermos a chance, não vamos dizer que não queremos, mas nós não temos as mesmas responsabilidades, isso é certo.”

Olhando para o jogo de amanhã, Mourinho sente alguma simpatia por seus rivais, após o Newcastle perder seu jogador mais importante durante a janela de transferências de janeiro.

“Eu seria hipócrita se dissesse que perder um jogador como Cabaye não é um problema para Alan [Pardew], porque se eu perder um jogador importante e nós não encontrarmos um substituto, isso se torna um problema para mim, então meu clube poderia reagir ao fato de vendermos alguns jogadores”, explicou ele.

“Triste para Alan, que não pode ter um jogador para substituir Cabaye, sendo que ele é um dos melhores jogadores de meio-campo na Premier League. Mas eles têm uma boa equipe, bons jogadores. Eles sabem que podem nos bater porque eles fizeram há alguns meses. Alan é um bom treinador, eles jogam bem fora de casa por isso vai ser difícil , com certeza.”

Tendo perdido dois pontos em casa no empate sem gols contra o West Ham United, o jeito é aproveitar o impulso adquirido a partir da vitória sobre o time de Manuel Pellegrini.

“Quando perdemos dois pontos contra o West Ham muitas pessoas estavam dizendo que não temos poder de ataque para ganhar todos os jogos, para ganhar a Premier League e competir contra equipes que marcam muitos gols”, disse ele.

“Só porque ganhamos contra Man. City as pessoas estão mudando sua opinião, mas eu sei onde estamos, eu sei que somos bons e estamos jogando bem. Vamos passo a passo, vamos aproveitar o momento, o momento é bom”, finalizou.

Julia Lourenço