Marcos Alonso assume protagonismo e Chelsea vence o Tottenham em Wembley

Pela segunda rodada da Premier League, o Tottenham Hotspur recebeu o rival Chelsea em sua primeira partida na temporada no Estádio de Wembley e perdeu por (1-2), em um jogo com protagonismo do ala esquerdo Marcos Alonso, que marcou dois gols: o primeiro em uma cobrança de falta com categoria e outro nos últimos minutos, em um chute forte que passou por baixo do goleiro Lloris. O único tento para os Spurs veio por um cabeceio (contra) do atacante do time azul, Michy Batshuayi.

Neste domingo (20/08) o Chelsea conquistou um grande resultado, contra um time rival e fora de casa, depois de uma a derrota para o Burnley na primeira rodada. A partida transmitida ao vivo pela ESPN Brasil também foi caracterizada pela presença do meia Tiemoue Bakayoko, que se recuperava de lesão e jogou nos 90 minutos de jogo.

Mudanças, movimentação diferenciada dos Blues e golaço de falta de Marcos Alonso 

Marcos Alonso em cobrança de falta que resultou no primeiro gol (Foto: Divulgação/ Twitter Chelsea FC)

Os Blues mostraram grande movimentação logo nos primeiros minutos de jogo, buscando o ataque, impondo seu estilo e uma grande oportunidade surgiu aos quatro minutos, em um cruzamento pelo lado direito de Azpilicueta na cabeça de Álvaro Morata, que errou e a bola saiu pela linha de fundo. Aos nove minutos, Harry Kane bateu da entrada da área direto para o gol, Courtois espalmou e depois segurou, em dois tempos. Pouco depois, lançamento na área do time azul e Dele Alli bateu direto, por cima do gol. Dembelé bateu de fora aos 18 minutos, depois de ganhar de David Luiz e a bola passou perto do travessão. Aos 20 minutos, David Luiz recebeu de Willian na entrada da área e bateu direto, a bola foi por cima.

Com 22 minutos, David Luiz recebeu e driblou o marcador perto da entrada da área do Tottenham, na cobrança, Marcos Alonso e Willian na bola, quem bateu foi o espanhol, no ângulo, com categoria e no ângulo, sem chances para Lloris, para levantar a torcida Blue em Wembley.

David Luiz fez falta em Eriksen aos 37 minutos, na cobrança, o mesmo cruzou e a bola passou por todos, com perigo, mas ninguém finalizou. Um contra ataque veloz dos Spurs aos 40 minutos, drible desconcertante em Azpilicueta por Dele Alli, toque para Kane e um chute forte, rasteiro, que parou na trave. Depois, chute de fora de Dembelé defendido por Courtois. Ben Davies chutou com perigo aos 43 minutos e Courtois fez outra boa defesa. O Tottenham pressionou nos minutos finais, mas a defesa segurou o placar.

Etapa complementar com empate por gol contra e Marcos Alonso no final para vencer

Marcos Alonso comemora segundo gol contra os Spurs (Foto: Divulgação/ Twitter Chelsea FC)

Nos primeiros momentos do segundo tempo, o Tottenham chegou com perigo e teve boas chances, com Eriksen em chute, Kane de cabeça após escanteio e o camisa 10 novamente em jogada individual parada por Courtois. Com 51 minutos, Moses ganhou pelo lado direito e cruzou rasteiro para Morata, que bateu mas a defesa tirou. Com o decorrer da partida, os azuis de Londres se defenderam bem e entregaram a posse de bola para o adversário, que criou e finalizou mais. O time de Stamford Bridge atacou com Willian, que carregou e driblou, foi se infiltrando pela defesa adversária, tinha Morata livre, mas não tocou e foi desarmado.

Aos 70 minutos Willian fez outra boa jogada, se livrou da marcação e desta vez acionou Morata, que limpou e bateu, mas a defesa desviou e a bola foi pela linha de fundo. Na cobrança de escanteio, “bate e rebate” na área, Willian recuperou e tocou para Moses, livre, que entrou pela área e bateu forte e direto, a bola passou por cima do gol. Dois minutos depois, ataque azul que partiu de bola recuperada por Christensen e “lençol” de Kanté, a bola partiu para o lado esquerdo, Marcos Alonso, Morata para Willian, pedalou e bateu cruzado, a bola parou na trave.

Em uma falta pelo lado esquerdo do campo, Eriksen cruzou e Batshuayi errou o cabeceio e com isso marcou o gol contra. A torcida do Tottenham “empurrou” a equipe e fez ecoar seus cantos em Wembley, seu time colocou maior pressão na partida e buscava a virada.

Em um cenário difícil, Chelsea conseguiu se recuperar. David Luiz tira a bola próximo do meio do campo e passa para Marcos Alonso, tabelou com o outro espanhol, Pedro, que tocou de perna esquerda para devolver e Marcos Alonso aparecer novamente para ser o protagonista da  partida em outro chute forte de perna esquerda que colocou o atual campeão na frente do placar. Depois do gol nos momentos finais, mais uma vez a defesa apresentou consistência neste jogo e segurou o ataque do rival. A partida foi encerrada com vitória do Chelsea por um placar de (1-2) na casa do adversário que foi vice colocado na temporada 2016/2017.

FICHA TÉCNICA

Tottenham Hotspur (3-4-3):  Lloris; Toby Anderweireld, Jan Vertonghen e Eric Dier (Son 68′); Kieran Trippier (Jansenn 88′), Victor Wanyama, Mousa Dembelé e Ben Davies (Moussa Sissoko 80′); Christian Eriksen, Dele Alli e Harry Kane.

Chelsea (3-4-3): Thibaut Courtois; Antonio Rüdiger, David Luiz e Andreas Christensen; César Azpilicueta, N’Golo Kanté, Tiemoué Bakayoko e Marcos Alonso; Victor Moses, Willian (Pedro 78′) e Álvaro Morata (Batshuayi 78′).

Gols: Marcos Alonso 23′, Batshuayi 81′ (Contra) e Marcos Alonso 89′.

Cartão Amarelo: Antonio Rüdiger 29′, Eric Dier 30′, David Luiz 37′, Vertonghen 50′, Marcos Alonso 85′, Kane 88′ e Anderweireld 89′.

Cartão Vermelho: 

Estádio: Wembley.

Thiago D'Almeida