José Mourinho: “Nós pagamos o preço”

(Foto: Chelsea FC)

(Foto: Chelsea FC)

Depois do primeiro jogo das quartas-de-final em Paris contra o PSG, José Mourinho diz que os erros defensivos individuais raros custaram a noite. A primeira metade do jogo terminou equilibrada em 1-1, mas logo após o intervalo o PSG tomou iniciativa e passou à frente pela segunda vez no jogo através de um gol contra de David Luiz. Até então, a desvantagem do Chelsea para o jogo de volta era de apenas um gol, mas que dobrou na cortesia de Javier Pastore no final do segundo-tempo.

Apesar do time ter cometido erros que foram fatais para decidir o resultado da partida,  Mourinho fez elogios sobre alguns aspectos do desempenho coletivo:

“De um ponto de vista estratégico a equipe teve grande disciplina e eles fizeram as coisas mais difíceis de se fazer muito bem no jogo. Eles pararam Ibrahimovic e quando ele voltou para jogar no meio-campo e nas entrelinhas ele estava completamente sob controle. Cavani estava sob controle, Thiago Motta e Verratti no centro do campo estavam sob controle.”

“Recuperamos sete ou oito bolas em posições perigosas onde encontramos eles dois-contra-dois ou três-contra-três, mas não conseguimos transformar essas meias-chances em gols. Em cima dos erros que cometemos defensivamente e dos erros defensivos individuais, nós pagamos o preço.”

“A bola foi pro Lavezzi no primeiro gol. Jogador top, atacante top – é assim neste nível. Tivemos  chance de ir 2-1 no final do primeiro-tempo. Então eles marcaram um gol e o terceiro gol foi uma piada. Não foi um gol, foi uma piada.”

“É difícil para nós marcar gols, principalmente quando os jogos estão apertados. Quando você comete erros defensivos você está com problemas, isso é simples.”

Para iniciar a partida no ataque, Mourinho escolheu André Schürrle e depois do jogo explicou sobre sua preferência:

“Eu não estou feliz com o desempenho dos  meus atacantes, então eu tenho que tentar coisas. Com André, pelo menos eu sei que temos mais um jogador para ter a bola e que se associe com os outros jogadores. Mesmo não sendo perigoso, porque ele não é um atacante, e a equipe pode ter controle de posse como nós tivemos. Mas o futebol não é só isso, também é sobre marcar gols, ficando atrás e tendo atacantes de verdade.”

Mourinho também se pronunciou sobre a próxima partida, agora em Stamford Bridge:

“Nós não estamos fora. Vamos tentar dar a volta. Não temos nada a perder. Temos que jogar pensando que é possível. Para ser justo eu não acho que Paris pensa que acabou. Eles sentem que estão em uma boa posição, mas eles sabem que não acabou.”

“Nós estamos perdendo por 3-1 então como a nossa abordagem pode ser? Defenda o 3-1! É uma abordagem fácil. Uma abordagem difícil é quando empatamos por 1-1 contra o Galatasaray e quando jogamos em casa. Poderíamos atacar e tentar controlar o jogo ou ficar na defensiva. Quando você está perdendo por 3-1 não há outra abordagem, você tem que tentar ganhar por 2-0, 3-1, 4-1. Não há outra maneira.”

O comandante do PSG, Laurent Blanc relatou que  Zlatan Ibrahimovic sofreu uma lesão muscular que forçou sua retirada durante a partida de hoje e será avaliado nos próximos dias. Além de dar a notícia sobre Ibrahimovic, Blanc falou sobre o resultado do jogo:

“O terceiro gol muda muita coisa, mas não sabemos quantas muitas coisas”, disse Blanc. “Será um jogo difícil na volta em Stamford Bridge e é isso que eu disse aos rapazes esta noite.”

Julia Lourenço