Treinador não convocou atacante dos Blues; a derrota nas oitavas custou o seu cargo

Del Bosque: “Não me arrependo de ter deixado Diego Costa fora da Euro”

Eliminada da Eurocopa 2016 nas oitavas de final, a Espanha viu sua geração mais vitoriosa acabar de vez. Após dois títulos continentais em sequência e um campeonato mundial, a Furia fracassou em 2016 e encerrou um ciclo. Vicente del Bosque, agora ex-treinador da seleção, não se arrepende de ter deixado nomes importantes de fora da lista final, dentre eles, o atacante Diego Costa:

“Costa?! Não tenho arrependimentos, e não iria me esquecer dele no futuro.” – comentou del Bosque ao canal espanhol Punta Pelota.

Treinador da seleção no último título continental e europeu, del Bosque concretizou um futebol admirável ao redor do mundo, cativando muitos fãs. Porém, após o revés na Euro, seguido de seu pedido de demissão, ele afirma que fez o que pôde pelo país.

“Precisamos ser sensatos. Somos criticados por repetir a escalação em três jogos, mas o mesmo acontece quando fazemos mudança mas o resultado não vem. Nossa função era escolher jogadores e prepará-los para competições.”

“Falhamos na competição mas fizemos coisas que julgamos certas. Tentei corresponder às minhas responsabilidades da melhor maneira possível.”

Jogadores espanhóis lamentam eliminação precoce
Jogadores espanhóis lamentam eliminação precoce

Apesar da eliminação, o treinador ainda foi perguntado sobre a manutenção de seu cargo. O presidente da Federação Espanhol de Futebol, Angel Maria Villar, se posicionou a favor da manutenção de del Bosque, entretanto, aos 65 anos, o treinador achou que era hora de sair:

“Saí porque já se foram oito anos, tempo suficiente para tudo, tanto vencer como perder. Minha hora chegou e acho que está na hora de outro tomar as atitudes. Teria feito o mesmo se tivéssemos vencido a Euro.”

“Esperávamos ir além, mas enfrentamos uma ótima Itália, e talvez não estivéssemos no mesmo nível. Não falei sobre nada com a Federação, pois não quero atrapalhar o trabalho do novo técnico. Não quero que nenhuma posição se coloque acima da representação da Federação.”

Compartilhe

Comments

Category: Jogos Internacionais

Tags: