Fora de casa, Chelsea perde para a Roma e adia classificação na Champions League

Após um belo jogo em Londres, com um empate por 3 a 3 entre Chelsea e Roma, as equipes voltaram a se enfrentar – desta vez na Itália. Assim como em Londres, os Blues não tiveram facilidade para encarar os adversários, e dessa vez o resultado foi pior: 3 a 0 para a Roma, que ultrapassou o Chelsea na tabela de classificação do Grupo C.

Gol relâmpago e correria

Logo aos 40 segundos de jogo, a Roma mostrou que vem forte para esta temporada da Liga dos Campeões. Kolarov cruzou, Dzeko ajeitou e El Shaarawy acertou um belo chute de primeira. O tempo de jogo não tinha sido suficiente para as equipes estabelecerem uma forma de jogo, o que dificultava o trabalho para Antonio Conte.

Morata apareceu pouco na partida contra a Roma (Foto: Twitter/ChelseaFC)

Aos 3 minutos, no entanto, foi a vez do Chelsea chegar com perigo no ataque. Hazard recebeu sozinho, foi carregando e finalizou, mas parou no goleiro brasileiro Alisson. O jogo era corrido dos dois lados, e as equipes não tinham medo de arriscar no ataque.

Pelo lado direito, a Roma conseguia chegar constantemente, pois El Shaarawy ganhava todos os lances na velocidade de Marcos Alonso. Já o Chelsea, por sua vez, tinha dificuldades de fazer a bola chegar em Morata – que é quem normalmente conclui os lances ofensivos do time.

Aos 19 minutos, novamente Hazard. Dessa vez em jogada individual, o belga limpou os zagueiros e, da ponta esquerda, finalizou rasteiro. Outra vez parou em boa defesa de Alisson. Aos 23, Pedro chegou ao ataque, rolou para Hazard que girou sobre a zaga da Roma e finalizou, pela terceira vez parando no goleiro brasileiro. Quase um ‘duelo pessoal’ na partida.

Os Blues eram melhores na partida e praticamente dominavam o jogo, apesar de estar perdendo por 1 a 0. A Roma só voltou a chegar com perigo aos 34 minutos, quando David Luiz perdeu a bola para Dzeko, que rolou para El Shaarawy finalizar em cima de Courtois. Logo em seguida, aos 36, lançamento de Nainggolan, Rudiger ficou só olhando e El Shaarawy ampliou. O segundo dele no jogo e um balde de água fria no Chelsea, que vinha melhor.

Alonso sofreu com os ataques da Roma no primeiro tempo (Foto: Twitter/ChelseaFC)

Aos 43 minutos, Marcos Alonso recebeu na ponta esquerda e finalizou bonito, mas Alisson jogou para escanteio. No lance seguinte, Bakayoko cabeceou muito perto da meta dos donos da casa. E assim terminou a primeira etapa, com uma boa vantagem da Roma no placar.

Dificuldades em campo

A Roma não permitia as principais jogadas do Chelsea. Era difícil chegar pelas pontas ou acionar Morata. Com isso, aos 55 minutos, Conte colocou Willian no lugar de Cahill, mexendo no desenho tático do time. A mudança deu resultado imediato: aos 57, Hazard tocou para Morata que, de fora da área, arriscou chute rasteiro. A bola passou perto do gol.

Aos 63 minutos, porém, a Roma fez o terceiro. Um erro na saída de bola do Chelsea entregou a jogada para Kolarov, que acionou Perotti. O atacante chutou forte de fora da área e Courtois não conseguiu chegar. Aos 68, Dzeko puxou toda a marcação e rolou para Perotti, livre, que acabou finalizando por cima do gol de Courtois.

Fábregas não correspondeu à expectativa no jogo e foi substituído (Foto: Twitter/ChelseaFC)

Com 71 minutos de jogo, Conte colocou Drinkwater no lugar de Fabregas, que pouco apareceu no segundo tempo. A mudança servia para reforçar a marcação, já que a Roma chegava com facilidade. O Chelsea não tinha mais opções, e muito menos o bom futebol do primeiro tempo. Aos 75, Batshuayi entrou no lugar de Morata para os minutos finais.

Aos 78 minutos, Nainggolan arriscou de fora da área e Courtois fez sua primeira defesa difícil na partida, evitando o quarto gol dos italianos. Logo em seguida, após a cobrança do escanteio, a bola sobrou para Manolas, que cabeceou forte e obrigou Courtois a fazer mais uma bela defesa – a mais difícil da partida.

E assim terminou o jogo, com grande vantagem para a Roma e um balde de água fria no Chelsea, que não conseguiu antecipar sua classificação.

Ficha técnica

Roma (4-3-3): Alisson; Florenzi (Manolas 75′), Fazio, Juan Jesus, Kolarov; Nainggolan, De Rossi, Strootman; El Shaarawy (Gerson 74′), Dzeko, Perotti (Pellegrini 86′).

Chelsea (3-4-3): Courtois, Cahill (Willian 55′), David Luiz, Rudiger; Azpilicueta, Bakayoko, Fabregas (Drinkwater 70′), Alonso; Pedro, Morata (Batshuayi 74′), Hazard.

Gols: El Shaarawy (1′, 36′) e Perotti (63′)

Árbitro: Jonas Eriksson (SUE)

Estádio: Olímpico de Roma

Lucas Olivan

Jornalista, 22 anos. Apaixonado pelo Chelsea desde 2006 e fã de segundos-volantes que sabem sair jogando. Luto todos os dias pelo objetivo de trabalhar com jornalismo esportivo.