Feliz com o desempenho do time, Conte comenta a vitória sobre o Qarabag

O retorno do Chelsea à Champions League não poderia ter acontecido de maneira mais agradável. Batendo a equipe do Qarabag pelo triunfante placar de 6 a 0 em Stamford Bridge, os Blues se tornaram os primeiros da chave a somarem três pontos, assumindo a liderança do Grupo C.

Após a partida que marcou a estreia da equipe no continental, Antonio Conte concedeu entrevista coletiva.  O técnico italiano comentou a vitória da equipe londrina com time misto, além das grandes performances dos recém-contratados Davide Zappacosta e Tiemoue Bakayoko, além do retorno de Eden Hazard, que deve acontecer de forma gradual.

“Foi um bom começo, um início perfeito para nós. Fazer a primeira partida pela Champions League, ganhar com uma boa vantagem, marcar muitos gols e terminar o jogo sem sofrer nenhum – eu vi muitos pontos positivos em nosso desempenho esta noite.”

“Agora nós temos que continuar, descansar amanhã, e então começar a pensar em nosso próximo confronto, um jogo difícil contra o Arsenal.”

Zappacosta estreia bem como titular e impressiona com seu primeiro gol pelos Blues

“Ele fez uma boa partida mas agora precisa continuar a trabalhar para evoluir ainda mais. Com certeza ele entendeu bem o meu estilo de jogo e minha ideia de futebol. Por essa razão eu decidi começar [a partida] com ele. Ele estava preparado para jogar e fez uma grande atuação.”

“Para ele foi a primeira partida em Stamford Bridge. Não é fácil mudar completamente sua vida dentro do esporte em uma semana, mas ele respondeu muito bem a tudo isso. Ele disse que queria cruzar [a bola], mas acabou mandando direto pro gol e isso foi importante para o resultado que conquistamos.”

“Eu fiquei muito satisfeito com a performance. Agora nós temos que continuar neste caminho com ele e os demais jogadores. Tive uma boa resposta por parte dos meus jogadores esta noite.”

Em sua estreia como titular pelos Blues, Zappacosta foi autor de um dos mais belos gols da partida contra o Qarabag (Foto: Chelsea FC)

Bakayoko, outro recém contratado, também deixou seu primeiro gol pelo Chelsea diante do Qarabag

“Marcar um gol sempre é importante, ainda mais quando você joga em casa, diante da sua torcida, na sua primeira partida pela Champions League. Para um jogador jovem como ele, isso foi muito importante.”

“Baka tem evoluído muito fisicamente. Ele é um jogador forte, físico, e precisa continuar trabalhando para se aperfeiçoar e se encaixar cada vez mais na nossa ideia de futebol. Ele precisa de mais tempo do que precisou Zappacosta.”

Conte promoveu cinco mudanças na equipe titular que enfrentou o Leicester no último sábado

“Eu queria dar uma boa chance ao Michy, e ao Christensen também. Jogar uma Champions League significa que o treinador confia em você. Minha mensagem hoje foi essa. Eu confio em todos os meus jogadores, não apenas com palavras mas com ações.”

“Para o primeiro jogo da Champions eu optei por promover a rotação do elenco. Também porque nós precisamos começar um processo de aprimoramento dos nossos jogadores. Se nós pensarmos que podemos jogar com 13 atletas como na última temporada, seremos loucos. Ao invés disso, nós temos que levar nossos jogadores a evoluírem e tentar criar um bom clima de competição entre eles. Uma competitividade positiva é muito importante.”

Azpilicueta reforça a importância de sua participação no ataque ao marcar o terceiro gol da noite

“Na última temporada Azpi foi um dos nossos jogadores mais importantes. Nessa posição de defensor central ele é um dos melhores do mundo. Ele é muito bom, com e sem a bola. É um cara fantástico, sempre positivo, e durante os treinos trabalha de maneira fantástica. Para um treinador, é um sonho ter um atleta como ele.”

Diante da equipe do Azerbaijão, Azpilicueta também deixou sua marca, reforçando sua importância tanto defensiva como ofensivamente (Foto: Chelsea FC)

Eden Hazard jogou pouco mais de meia hora diante do Qarabag, e Conte foi perguntado se o atacante estaria pronto para começar a partida contra o Arsenal

“Ainda é muito cedo para falar sobre isso. Nós precisaremos ter um pouco de paciência para que ele tenha a possibilidade de se recuperar bem e esteja em forma [para atuar 90 minutos]. Eu acredito que esse seja o jeito certo de lidar com o retorno dele.”

“Não vamos esquecer também que temos dois jogadores no time, Pedro e Willian, que vem se apresentando muito bem. Nós estamos muito felizes em tê-lo de volta. Agora, precisamos ter calma para fazer o que for melhor para o jogador e para a equipe, caso contrário podemos estar arriscando uma nova lesão e agravar ainda mais a situação.”

Category: Competições

Tags:

Article by: Gabriela Bustamante

Estudante de jornalismo, 20 anos, apaixonada pelo Chelsea. Nunca superou o gol do Torres no Camp Nou.