Moses - Chelsea 2x1 Tottenham 26/11

Pedro e Moses salvam, e Chelsea mantém a liderança da Premier League

Um resultado imprevísivel e que não mostra o que foi o jogo. Disposto a vencer, o Tottenham comandou o primeiro tempo, abriu o placar e teve até chances de ampliar, mas não o fez. Numa jogada individual, Pedro empatou no finalzinho da primeira metade da partida e o Chelsea virou na segunda etapa, com Moses. Se o recorde de 10 horas, quase 600 minutos, sem tomar gol foi embora, a liderança, pelo menos, se mantém azul.

O Stamford Bridge pulsou e os comandados de Conte continuam na liderança por pelo menos mais uma rodada com essa vitória por 2 a 1. A torcida do Chelsea agradece.

Gol achado no final salva o primeiro tempo

A partida começou com o Tottenham em cima, pressionando muito, deixando o Chelsea sem respirar. Os primeiros dez minutos foram de intensa pressão, com os Spurs buscando o gol a qualquer custo. E ele veio, com um golaço de Eriksen aos 10 minutos, de fora da área.

Após a gol, o cenário não mudou. O time de Pochettino alternava do seu esquema padrão para o 3-4-3 usual de Conte, na tentativa de dominar a partida. A posse de bola chegou a ser de 59% para o nosso rival.

Aos 29, David Luiz fez os Blues respirarem com uma cobrança de falta em cima de Lloris. Logo depois, uma blitz do Tottenham quase ocasionou no segundo tento, com Courtois tendo que salvar os blues em chances de Walker e Kane.

Quando tudo se encaminhava para o intervalo, Pedro brilhou e num lance de pura individualidade marcou um golaço no Stamford Bridge aos 44. O chute do espanhol, de fora da área e colocado no ângulo, encerrou um primeiro tempo muito abaixo do que os torcedores do Chelsea esperavam.

Moses brilha, Chelsea vira e termina mais uma rodada na liderança

O gol de Moses visto por outro ängulo
O gol de Moses visto por outro ângulo

O segundo tempo começou de maneira diferente. Sem o mesmo fôlego da primeira etapa, o Tottenham não conseguiu pressionar o Chelsea na saída de bola e isso fez a toda a diferença já no recomeço do confronto.

Logo aos seis minutos, em contra-ataque rápido, Diego Costa serviu Moses, que, sozinho, chapou a bola e virou o jogo para os Blues. Dois minutos depois, Alonso recebeu na marca do pênalti e perdeu a chance de fazer o terceiro.

A virada no placar possibilitou ao clube de Abramovich controlar a partida, como não havia feito no tempo anterior.

Aos 63, Eriksen chutou e Courtois salvou. No mesmo minuto, a torcida fez uma rodada de aplausos em homenagem a Bob Huxley, que morreu esta semana num acidente de trem em Londres. Bob Huxley era um season ticket holder, modalidade mais consumida dos Blues.

O jogo prosseguiu sem grandes sustos, mas as alterações do Chelsea chamaram o adversário para cima. Conte colocou Willian aos 76 no lugar de Hazard, Ivanovic no de Moses aos 79 e Oscar no de Pedro aos 83.

No final da partida, Willian ainda teve a chance de marcar o terceiro aos 89, em bom passe de Alonso. Conte ainda chamou a torcida para apoiar, nos acréscimos, e o Chelsea conseguiu mais uma vitória. O próximo compromisso é contra o Manchester City, fora de casa, no dia 3 de dezembro.

Confira os gols de Chelsea 2×1 Tottenham:

Ficha Técnica

Chelsea (3-4-3): Courtois; Azpilicueta, Luiz, Cahill; Moses (Ivanovic), Kante, Kante, Matic, Alonso; Pedro (Oscar), Costa, Hazard (Willian)

Reservas Não Utilizados: Begovic, Fabregas, Batshuayi, Chalobah.

Tottenham (4-2-3-1): Lloris, Walker, Dier, Vertonghen, Wimmer, Wanyama, Dembele (Janssen) , Eriksen, Alli (Nkoudou), Son (Winks), Kane

Reservas Não Utilizados: Vorm, Trippier, Onomah, Carter-Vickers.

Gols: Eriksen 10 (TOT); Pedro 44, Moses 51 (CHE). 

Árbitro: Michael Oliver

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: