12924417_934555206663705_6239097300045709359_n

Passada a Data FIFA, Chelsea visita Aston Villa

Após empatar com o West Ham na 31ª rodada da Premier League e ceder jogadores para suas seleções, o Chelsea volta a entrar em campo neste sábado (02), às 08h45 (horário de Brasília). Os Blues terão pela frente o último colocado na tabela da Premier League, que somou apenas 16 pontos em 31 rodadas. A partida acontece no Villa Park e terá transmissão do canal ESPN Brasil. Você também fica por dentro de tudo o que acontecer na partida em nosso twitter, o @Chelseabrasil.

Diego Costa e Eden Hazard são desfalques; Falcao e Pato podem atuar

Suspenso após a expulsão contra o Everton, em partida válida pela FA Cup, o hispano-brasileiro Diego Costa desfalca o Chelsea na partida contra os Villans. De mais a mais, o belga Eden Hazard também está fora, lesionado. Apesar disso, pela primeira vez desde outubro, o colombiano Falcao García pode ser novidade e entrar em campo. Além dele, Alexandre Pato tem sua estreia especulada. Por fim, Oscar e Bertrand Traoré serão avaliados antes do início da partida e não têm presença garantida.

Adama Traoré e Jack Grealish retornam

Boas notícias têm sido raridade no Villa Park. Com uma campanha horrível, o Aston Villa amarga a lanterna e fatalmente disputará a Championship na próxima temporada. No entanto, para a partida contra o Chelsea, os Villans contarão com os retornos dos jovens Adama Traoré e Jack Grealish, que estiveram lesionados. Por outro lado, Gabriel Agbonlahor, Libor Kozak e Jordan Amavi desfalcam o time treinado interinamente por Eric Black.

Prováveis escalações

Chelsea (4-2-3-1): Courtois; Ivanovic, Cahill, Terry, Azpilicueta; Mikel, Fàbregas; Pedro, Willian, Oscar (Pato); Traoré (Falcao). Téc.: Guus Hiddink

Aston Villa (4-1-4-1): Guzan; Hutton, Lescott, Richards, Cissokho; Westwood; Gil, Gueye, Veretout. Ayew (Grealish); Gestede. Téc.: Eric Black

Entrevistas Pré-Jogo

Guus Hiddink (Chelsea)

Hiddink falou sobre a possibilidade de usar Pato (Foto: Chelsea FC)
Hiddink falou sobre a possibilidade de usar Pato (Foto: Chelsea FC)

Em sua entrevista coletiva, o treinador Guus Hiddink comentou a forma de seus jogadores e revelou esperar um jogo divertido no sábado.

“Vou conversar com o departamento médico hoje, mas Hazard não está disponível para agora. Ele está no campo, mas com os fisioterapeutas, ele está fora do grupo. Costa está suspenso, mas treinou muito bem na semana passada, ele estava com muita ambição e aproveitou o trabalho. Ele não está mais lesionado.

Veremos se Pato estará ativamente envolvido amanhã. Agora temos oito jogos vindo e, para ser honesto, não há muito mais para vencer pelo Chelsea. Não dou garantia a nenhum jogador, mas pode haver experiências. A forma dele (Pato) melhorou. Ele trabalhou muito duro durante a pausa internacional. Quando eu cheguei, tínhamos apenas o Diego, o que foi uma das razões para contratarmos Pato por empréstimo.

Nesse tempo, houve desenvolvimento de, por exemplo, Traoré, então houve mais competição para Pato. Rémy retornou após um longo período de lesão também. Tentei fazer um julgamento justo e dar oportunidades para os outros que estavam batendo à porta.

Hoje, Oscar, Traoré e Willian retornaram, um dia antes do jogo. Veremos como estão suas formas e descanso. Após uma longa jornada, veremos se eles estarão disponíveis amanhã.

Eles (Aston Villa) estavam jogando com muita ambição contra o Swansea. O time aparentou estar muito descansado. Quando há uma mudança, automaticamente há reação. Podemos esperar um jogo divertido amanhã”.

Eric Black (Aston Villa)

Black espera que sua equipe reaja contra o Chelsea (Foto: AVFC.co.uk)
Black espera que sua equipe reaja contra o Chelsea (Foto: AVFC.co.uk)

Por sua vez, o interino Eric Black falou sobre a influência de Rémi Garde, ex-comandante do Villa, e disse que espera uma resposta de seu time contra o Chelsea.

“Primeiro, e mais importante, quero agradecer o Rémi (Garde) por me trazer para este clube. Este é um clube de futebol fantástico e ele me deu uma ótima oportunidade de trabalhar aqui. Eu o considero um excepcional indivíduo e um treinador excepcional em circunstâncias muito difíceis. Penso que forjei uma amizade com ele e gostei de trabalhar com ele. Mas agora nós seguimos adiante. O clube seguiu adiante. Rémi seguirá adiante.

O Aston Villa será o Aston Villa e espero que possamos dar os primeiros passos – pequenos ou grandes – para devolver o clube ao lugar em que os torcedores, especialmente, querem vê-lo. Vamos adiante no sábado e nos focar no que podemos fazer para reparar todo dano que foi feito.

Eu tive o grupo na quarta-feira para o treinamento. Tive uma reunião antes e o treinamento e sinto que houve boa resposta. Tivemos todos os jogadores de volta hoje, em termos de jogadores internacionais. Vamos estruturar o time e trabalhar em certas coisas, focando-nos puramente em tentar conseguir um resultado contra o Chelsea”.

Último encontro

Costa marcou no último confronto entre as equipes (Foto: Chelsea FC)
Costa marcou no último confronto entre as equipes (Foto: Chelsea FC)

A última vez em que Chelsea e Aston Villa se enfrentaram foi no primeiro turno da atual disputa da Premier League. Na ocasião, pela 9ª rodada, os Blues venceram por 2×0, com gols de Diego Costa e Alan Hutton, contra.

Fique de Olho

Gestede é o artilheiro do time na EPL (Foto: AVFC.co.uk)
Gestede é o artilheiro do time na EPL (Foto: AVFC.co.uk)

Centroavante forte e com boa presença de área, o inglês Rudy Gestede é uma boa arma de um time que carece de talento. Com 1,93m o jogador deve incomodar a retaguarda dos Blues. Na Premier League, em 27 jogos, tem apenas cinco gols, mas, considerando que o clube anotou apenas 22, o número não é tão pequeno.

Curiosidades

– Chelsea e Aston Villa se enfrentaram 151 vezes na história. Registram-se 60 vitórias dos Blues¸ 57 derrotas e 34 empates;

– A maior goleada do encontro aconteceu na temporada 2012-2013, quando o Chelsea goleou o adversário por 8×0;

– O Chelsea venceu sete dos últimos oito jogos contra o Aston Villa, válidos pela Premier League (7V e 1D);

– O Aston Villa venceu apenas duas das últimas 16 partidas de Premier League no Villa Park;

– O Chelsea tem invencibilidade de seis jogos fora de casa na Premier League (4V e 2E);

– Quatro cartões vermelhos foram apresentados nos últimos três jogos entre Aston Villa e Chelsea, no Villa Park.

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: