Na última rodada da Premier League, Chelsea empata com Leicester City

Na partida que marcou o final de uma temporada melancólica para o Chelsea, os Blues fizeram uma performance irregular, com bons e maus momentos. Atuando em casa, o clube londrino empatou com o Leicester, 1×1. Cesc Fàbregas, de pênalti, abriu o placar e Danny Drinkwater empatou. A expectativa agora fica por conta da chegada da janela de transferências e da vinda de Antonio Conte, que assume o clube na próxima campanha.

A atmosfera da partida foi interessantíssima, marcada por homenagens das torcidas de Chelsea e Leicester ao treinador Claudio Ranieri e com grande apelo do torcedor dos Blues pela renovação do contrato de John Terry. O encontro também marcou a primeira aparição do time com seu novo uniforme, o último a ser assinado pela Adidas.

Primeira etapa parelha tem perigo dos dois lados e pressão do Chelsea

A partida começou com o Chelsea mais presente no ataque e mais organizado em campo. Com uma formação um pouco modificada em relação ao padrão apresentado durante a temporada, o Leicester demorou a se encontrar ofensivamente e viu Pedro Rodríguez criar a primeira jogada de perigo do encontro. Aos sete minutos, o espanhol fez boa jogada pela esquerda e finalizou com muito perigo à baliza de Kasper Schmeichel. Um minuto antes, o clube londrino cobrou a marcação de uma penalidade, em lance em que Christian Fuchs cortou bola vinda da direita do ataque do Chelsea com o braço.

Aos 13, foi a vez do Leicester assustar pela primeira vez, em ataque de Jamie Vardy, que avançou e finalizou de perna canhota para fora. Passados os 20 minutos, os Foxes voltaram a fazer importante investida, com Riyad Mahrez trabalhando com Vardy, que não conseguiu balançar as redes. Aos 25, Demarai Gray recebeu boa bola pelo flanco canhoto e finalizou para fácil defesa de Thibaut Courtois.

Rahman divide bola com Mahrez no primeiro tempo (Foto: Chelsea FC)
Rahman divide bola com Mahrez no primeiro tempo (Foto: Chelsea FC)

No minuto seguinte, o goleiro do Leicester deu um susto em seu torcedor, saindo mal e oportunizando boa chance a Pedro, que rolou para Bertrand Traoré que, ao tentar limpar um defensor, se atrapalhou e desperdiçou a chance. Na sequência o jovem atacante voltou a tentar finalizar, mas, desequilibrado, voltou a falhar. Aos 30, novamente Traoré teve chance, saindo em velocidade pela direita e finalizando fraco, pela linha de fundo.

Dois minutos depois, Willian criou boa jogada pela direita e passou a Fàbregas, que finalizou para defesa de Schmeichel. Na sequência, em contragolpe, Vardy teve ótima chance, saindo frente a frente com Courtois, que fez a defesa, cedendo escanteio. Aos 39, o Chelsea voltou a assustar. Após bela tabela entre Willian e Fàbregas, o brasileiro finalizou com grande perigo e Schmeichel fez excelente defesa.

Aos 43, os Blues fizeram blitz no ataque e tiveram duas grandes chances, primeiro com Fàbregas, depois com Baba Rahman, ambas parando nas mãos de Schmeichel. Na sequência, Willian finalizou e Pedro completou para o gol, impedido. O primeiro tempo terminou com superioridade dos donos da casa.

Com estreias no segundo tempo, Chelsea abre o placar mas sofre empate

O Leicester voltou para o segundo tempo com duas alterações, colocando em campo uma equipe mais parecida com a sua habitual, com as saídas de Gray e Andy King e os ingressos de Shinji Okazaki e Jeffrey Schlupp. As mudanças ocasionaram um crescimento de produção do campeão inglês e, como resposta, aos 53, o Chelsea fez duas modificações, promovendo a estreia como profissional do atacante Tammy Abraham e a entrada de Ruben Loftus-Cheek.

Em sua primeira oportunidade, aos 54, Abraham foi lançado em velocidade, disputou bola com Schmeichel e ganhou o escanteio. Na cobrança, Gary Cahill cabeceou e por pouco não abriu o placar. Aos 59, após cruzamento da esquerda, Okazaki tentou de letra, mas a bola saiu fraca, facilitando a defesa de Courtois. Na sequência, outro garoto estreou. Fikayo Tomori substituiu Branislav Ivanovic, com Cahill herdando a braçadeira de capitão.

Azpilicueta terminou a partida como zagueiro (Foto: Chelsea FC)
Azpilicueta terminou a partida como zagueiro (Foto: Chelsea FC)

Aos 64, o lateral Danny Simpson arriscou chute de fora da área e a bola passou à direita do goleiro do Chelsea. No contragolpe, em jogada que começou pela esquerda, Eden Hazard passou para Abraham que chutou travado, com a bola ressaltando para trás e encontrando Nemanja Matic, que sofreu pênalti. Na cobrança, Fàbregas abriu o placar para o Chelsea.

Após alguns minutos sem grandes emoções, aos 77, Mahrez recebeu boa bola de Schlupp na entrada da área do Chelsea e finalizou bem, para a defesa de Courtois. Dois minutos depois, N’Golo Kanté arriscou chute de curva de fora da área e a bola passou sobre o gol dos Blues. Aos 81, Drinkwater recebeu bola de Kanté, teve tempo de arrumar o corpo, arriscou de longa distância e marcou um golaço, no canto direito de Courtois, empatando a partida.

Aos 90, o Chelsea quase definiu a partida. Abraham recebeu bola pelo lado esquerdo do ataque, trouxe a bola para o meio e finalizou cruzado de média distância, com extremo perigo. A bola passou muito próxima da trave do goleiro Schmeichel, naquela que foi a última boa oportunidade da partida.

Ficha técnica

Chelsea (4-2-3-1): Courtois; Azpilicueta, Cahill, Ivanovic (Tomori 59′), Baba; Matic, Fàbregas; Willian, Hazard, Pedro (Loftus-Cheek 53′); Traoré (Abraham 53′). Téc.: Guus Hiddink

Reservas não-utilizados: Begovic, Oscar, Alexandre Pato, Kenedy.

Leicester (4-2-3-1): Schmeichel; Simpson, Morgan, Wasilewski, Fuchs; Kanté, Drinkwater; Mahrez (Albrighton 80′), King (Okazaki 46′), Gray (Schlupp 46′); Vardy. Téc.: Claudio Ranieri

Reservas não-utilizados: SchwarzerAmartey, Ulloa, Chilwell.

Gols: Fàbregas (CHE 65′) e Drinkwater (LEI 81′)

Cartões amarelos: –

Cartões vermelhos: –

Árbitro: Craig Pawson

Público: 41.494

Comentários

Category: English Premier League

Tags: