Blues têm apenas uma vitória em quatro jogos (Foto: Chelsea FC)

Mourinho comenta nova derrota na Premier League: “Ainda não está acabado”

Blues têm apenas uma vitória em quatro jogos (Foto: Chelsea FC)
Blues têm apenas uma vitória em quatro jogos (Foto: Chelsea FC)

O Chelsea sofreu mais uma derrota na Premier League. Dessa vez, foi contra o Crystal Palace, por 2 a 1, em casa. Nos quatro jogos disputados, o time soma uma vitória, um empate e duas derrotas. Após o último revés, o treinador José Mourinho comentou sobre o jogo e alguns tópicos que julgou importantes no contexto da partida:

“Meu primeiro comentário é sobre o Palace. Eles vieram com tudo, o time estava preparado, os jogadores estavam bem e vieram com grande espírito. Tiveram sorte mas foram merecedores, lutaram muito. Em segundo lugar, o meu time. Acho que merecíamos mais. Não acho que merecíamos a vitória, isso não seria verdade, mas poderíamos ter mais do que tivemos no jogo. E em terceiro lugar, a arbitragem. O juiz cometeu um grande erro ao não marcar um pênalti claro em Zouma, quando ainda estava 0 a 0. Em um primeiro momento, achei pênalti, então vi o lance no intervalo e tive certeza, a não ser que o critério que já expulsou Terry e Courtois seja diferente do meu. De qualquer jeito, prefiro falar nessa ordem, quando coloco o Crystal Palace em primeiro, sua vitória realmente foi o ponto mais importante.”

Outro ponto que desapontou o treinador foi a falta de jogadas individuais, que normalmente fazem grande diferença no jogo do Chelsea:

“É assim que treinamos durante a semana. Para jogar em equipe, precisamos de talentos individuais. Quando o adversário é bem estruturado e não tem nada a perder, precisamos de alguém que faça a diferença. Não posso dizer que 11 jogadores farão isso ao mesmo tempo. Dois ou três desses jogadores estavam longe do seu melhor, e me culpo por tê-lo mantido por 90 minutos.” – referência a mais um jogo apagado do belga Eden Hazard.

Mourinho não viu o jogo como um desastre total. Segundo ele, a estreia de Kenedy e o gol de Falcao foram bons pontos da partida:

“Cezar Azpilicueta estava muito bem, mas tirei ele para dar mais profundidade ao lado e também para jogar sem lateral-esquerdo. Além disso, queria um jovem correndo pelo lado, como Kenedy fez. Ele tem boa personalidade e foi o que precisávamos no momento, ajudou muito no crescimento do time. O gol de Falcao não significou nada para o time, mas foi ótimo para sua confiança e ele está muito bem. Vindo de um período difícil, você vê a felicidade dele após o gol.”

A próxima partida do Chelsea será apenas em duas semanas. Assim, haverá um pouco mais tempo para treinar o time, mesmo com os desfalques de amistosos internacionais. Contudo, mudanças no esquema não estão fora de cogitação.

“Se um jogador não está bem, podemos lidar de duas maneiras. Eu posso confiar muito nele e esperar que melhore com o tempo. Ou eu posso confiar muito nele, e mesmo assim chegar ao ponto de substituí-lo. Temos oito pontos a menos que o líder. Em outras ligas, diria que está decidido, pois os times grandes dificilmente perdem pontos. Mas não direi isso na Premier League. A realidade é que tivemos um péssimo início.”

Finalmente, Mourinho foi perguntado sobre a janela de transferências, que se encerra no próximo dia 1, e não espera grande atividade:

“Não gosto disso (especulações no final da janela). Entreguei minhas projeções e planejamentos ao clube em 24 de abril e não acredito que farei algo diferente agora. Temos que fazer o melhor, eu e meus jogadores.”

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: