13043505_943128079139751_6180042608288062686_n

Em Stamford Bridge, Chelsea enfrenta Manchester City

Após a derrota contra o Swansea City na última semana, jogo válido pela Premier League, o Chelsea volta a entrar em campo neste sábado (16). O adversário será o Manchester City, que tem poucas chances de conquistar o título inglês, mas segue com possibilidades na UEFA Champions League. O encontro acontece às 14h30 (horário de Brasília) e terá transmissão do canal ESPN Brasil. Você também acompanha tudo sobre a partida em nosso twitter, o @Chelseabrasil.

Diego Costa está de volta

O treinador interino do Chelsea, Guus Hiddink, tem uma boa notícia para a partida contra o Manchester City. Cumprida a suspensão gerada após a partida contra o Everton, pela FA Cup, Diego Costa está disponível e deve retornar ao time titular dos Blues. Por outro lado, Eden Hazard, John Terry e Loic Rémy segue lesionados e não têm condições de atuar na partida contra os Citizens. Por fim, Gary Cahill e Nemanja Matic estão de volta e dão opções a Hiddink.

Kompany desfalca Manchester City

O zagueiro e capitão do Manchester City, Vincent Kompany, será desfalque para a partida contra o Chelsea, devendo retornar na próxima partida do clube. Além dele, outro que dificilmente entrará em campo é Raheem Sterling, que está recuperado de lesão, mas ainda não tem as melhores condições físicas. Com um pequeno problema físico, David Silva também é baixa certa e não enfrenta os Blues.

Prováveis escalações

Chelsea (4-2-3-1): Courtois (Begovic); Azpilicueta, Cahill, Ivanovic, Baba Rahman; Mikel, Fàbregas; Willian, Oscar, Pedro; Diego Costa. Téc.: Guus Hiddink

Manchester City (4-2-3-1): Hart; Zabaleta (Sagna), Mangala, Otamendi, Clichy; Fernando, Fernandinho; Navas, Touré, De Bruyne; Agüero. Téc.: Manuel Pellegrini

Entrevistas Pré-Jogo

Guus Hiddink (Chelsea)

Hiddink elogiou o time do Manchester City (Foto: Chelsea FC)
Hiddink elogiou o time do Manchester City (Foto: Chelsea FC)

Em sua entrevista coletiva, o treinador Guus Hiddink falou sobre o momento de Diego Costa e do Manchester City, que está nas semifinais da UEFA Champions League.

“Normalmente, quando um jogador fica fora por um longo período, ele tem a tendência de dar uma parada, mas ele (Diego Costa) não o fez. Ele tem trabalhado muito duro, inclusive individualmente quando estivemos viajando. Ele esteve aqui em Cobham, trabalhando sozinho com o staff. Ele está muito ansioso para jogar.

Tem sido estranho (o momento vivido pelo clube) porque este clube está acostumado a estar envolvido em alguns títulos nas últimas semanas e meses da temporada, e após as derrotas na Champions League e na FA Cup houve um certo vazio, porque não houve título para buscar. Quando não está acontecendo, você sente isso por alguns dias, mas então você tem que se recompor e focar o time e si mesmo.

O que eu pedi a eles foi para irem para a partida de amanhã e para as últimas partidas com ambição e desejo para conseguir uma boa sequência nos últimos jogos. Eu gostaria de terminar minha passagem no Chelsea, nos últimos jogos, com os jogadores mostrando sua qualidade – pelo lado mental das coisas também.

O City teve uma bela semana após alcançar as semifinais (da Champions League). É bom para eles estar nos quatro finalistas e é uma recompensa pelos seus esforços nas últimas temporadas. O time deles está alcançando um fluxo de sucesso e resultados então eles querem continuar assim. É encorajador para eles e para nós é outra razão pela qual esperamos um oponente muito forte”.

Manuel Pellegrini (Manchester City)

Pellegrini garantiu que sua equipe ainda tem pretensões na Premier League (Foto: MCFC.co.uk)
Pellegrini garantiu que sua equipe ainda tem pretensões na Premier League (Foto: MCFC.co.uk)

Por sua vez, o chileno Manuel Pellegrini ressaltou a importância da partida contra o Chelsea na luta por uma vaga na próxima edição da Champions League e elogiou Kevn De Bruyne, ex-jogador do Chelsea.

“O (jogo contra o) Chelsea é uma partida importante. Temos três jogos de Premier League antes da Champions League e são nove pontos muito importantes, tendo a classificação para a Champions League da próxima temporada em mente.

O objetivo é tentar conseguir tantos pontos quanto seja possível até o final da temporada e ver onde terminamos. Precisamos ver o que podemos fazer para garantir que estejamos na terceira ou quarta posição (da Premier League).

Para o Chelsea, David Silva está fora, Raheem Sterling iniciou os trabalhos, mas espero que ele esteja pronto para a terça-feira, e o Vincent Kompany deverá estar pronto para a terça – todos os outros jogadores estão em forma (…) Quando o Kevin (De Bruyne) retornou ele demonstrou o quão importante ele é. Ele é um jogador jovem, ele segura bem a bola e marca gols. Penso que o veremos melhorando. Kevin é muito profissional e deseja chegar ao topo com o City”.

Último encontro

Hazard marcou na última partida entre os clubes (Foto: Chelsea FC)
Hazard marcou na última partida entre os clubes (Foto: Chelsea FC)

A última vez em que Chelsea e Manchester City se enfrentaram aconteceu na FA Cup desta temporada. Na ocasião, os Citizens alinharam uma equipe composta mormente por juniores e viram os Blues goleá-los, por 5×1. Diego Costa, Willian, Gary Cahill, Eden Hazard e Bertrand Traoré marcaram para o clube londrino. David Faupala descontou para os mancunianos.

Fique de Olho

De Bruyne tem sido decisivo (Foto: MCFC.co.uk)
De Bruyne tem sido decisivo (Foto: MCFC.co.uk)

Em ótimo fase desde que retornou de lesão, Kevin De Bruyne vem sendo o maior destaque do Manchester City nas últimas partidas. Autor de gols nas duas partidas decisivas da Champions League contra o Paris Saint-Germain, o jogador vem justificando o alto investimento feito pelos Citizens em seu futebol. Na temporada completa, o belga tem 35 partidas disputadas, 15 gols marcados e 12 assistências criadas, números extremamente representativos.

Curiosidades

– Chelsea e City se enfrentaram 154 vezes na história. No total, registram-se 64 vitórias dos Blues, 39 empates e 51 derrotas;

– A maior goleada da história do confronto aconteceu na temporada 2007-2008, quando o clube londrino bateu o rival de Manchester por 6×0;

– O Chelsea nunca perdeu um jogo de Premier League, em casa, sob o comando de Guus Hiddink (6V e 7E)

– O Manchester City perdeu apenas uma das últimas sete partidas que disputou fora de casa (3V, 3E e 1D).

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: