Arsenal e Chelsea vivem situações distintas na tabela (Foto: Premier League)

Em mais um clássico pela Premier League, Chelsea visita Arsenal buscando recuperação

Continuando sua campanha de reafirmação na temporada, o Chelsea visita o Arsenal buscando uma reabilitação após dois jogos sem vitória na Premier League. O time azul vem de empate com o Swansea fora de casa e derrota no Stamford Bridge para o Liverpool e busca no clássico londrino a primeira vitória de Antonio Conte contra um grande rival na Inglaterra. O confronto acontecerá neste sábado (24/09), às 13h30 (horário de Brasília) no Emirates Stadium e terá transmissão ao vivo pela ESPN +, o Chelsea Brasil também acompanhará, lance a lance, em seu twitter oficial, o @ChelseaBrasil.

Depois de dois resultados negativos, Blues buscam reabilitação na Premier League

Na última rodada da Premier League, o time de Stamford Bridge surpreendeu e perdeu para o Liverpool, a partida foi definida pela equipe visitante em falhas do Chelsea, e terminou com o placar final de 2 a 1 e marcou o primeiro encontro de Conte com um rival de grande porte em seu trabalho em Londres. No meio de semana os azuis venceram o Leicester em partida heroica e chegam ao Emirates com moral para buscar a primeira vitória do treinador italiano em um clássico inglês. Conte novamente voltou a ressaltar o progresso do trabalho e garantiu luta e empenho contra um jogo e rival que ele descreveu como “grandes.”

A volta dos titulares e o foco que o treinador tem dado ao aspecto tático defensivo pode fazer com que vejamos um time com uma solidez maior do que no confronto contra o Liverpool, mas a provável ausência de John Terry continua a contribuir para uma desconfiança com a zaga azul, ainda mais se tratando de um ataque rápido e de troca de passes como o do Arsenal. Descansados, porém, jogadores de meio campo e ataque podem ser decisivos em um confronto direto pelas primeiras posições.

David Luiz, como toda defesa, tem falhado em alguns momentos (Foto: Getty Images)
David Luiz, como toda defesa, tem falhado em alguns momentos (Foto: Getty Images)

Jogando em casa, Arsenal quer manter sequência de bons resultados

Após ser derrotado por 4-3 para o Liverpool na abertura da temporada, os comandados de Arsène Wenger não perderam mais na temporada e embalam uma série de seis jogos sem vitórias, por todas as competições, sendo que os últimos dois jogos foram goleadas por 4-1 e 4-0, contra Hull City e Nottingham Forest, respectivamente. E é com esse embalo que os Gunners chegam para o duelo contra o Chelsea, e também buscando ganhar seu primeiro clássico da temporada.

HULL, ENGLAND - SEPTEMBER 17: Granit Xhaka of Arsenal celebrates scoring his sides first goal with team mates during the Premier League match between Hull City and Arsenal at KCOM Stadium on September 17, 2016 in Hull, England. (Photo by Tony Marshall/Getty Images)
Arsenal goleou nas suas duas últimas partidas (Foto: Tony Marshall/Getty Images)

Prováveis escalações

Chelsea (4-1-4-1): Courtois; Ivanovic, David Luiz, Cahill, Azpilicueta; Kanté; Hazard, Matic (Fàbregas), Oscar, Willian; Diego Costa.

Arsenal (4-1-4-1): Cech; Bellerin, Koscielny, Mustafi, Monreal; Coquelin; Cazorla, Walcott, Ozil, Iwobi (Giroud); Sanchez

Entrevistas Pré-jogo

Antonio Conte (Chelsea)

conte-great-attitude-img

O manager do Chelsea, Antonio Conte, se mostrou profundamente triste depois da ultima derrota, mas, em contrapartida, suas entrevistas demonstram mais confiança, preparação e que a equipe, como um todo, aprendeu com os erros.

“Quando sofremos os gols, toda a equipe sofre e contribui, não apenas os defensores. Isso significa que temos de melhorar e trabalhar em conjunto para melhorar as situações defensivas. Este problema já estava aqui na temporada passada porque o Chelsea sofreu 55 gols, e temos de trabalhar muito neste aspecto, porque se você quer lutar por um campeonato, você não deve ceder tantos golos.

Estamos trabalhando para chegar a um nível que nossa atenção defensiva será sempre alta. É normal quando você começa a trabalhar em uma nova equipe e traz uma nova ideia e métodos isso acontecer. Nós precisamos de tempo, mas estou confiante quanto ao trabalho e aos jogadores e eu sei que podemos e vamos melhorar muito. “

Arsène Wenger (Arsenal)

Wenger destacou que seus jogadores têm que manter a disciplina (Foto: Getty Images)

O francês, que neste ano completou 20 temporadas como treinador do Arsenal, falou sobre como lidar com Diego Costa, que já decisivo em clássicos contra os Gunners; e também sobre o trabalho de Antonio Conte.

A melhor maneira de lidar com Diego é ser totalmente sangue-frio, se concentrar apenas no jogo e não responder suas provocações. Basta tentar anular suas qualidades e seu estilo de jogo. Você precisa estar comprometido, mas respeitando as regras do jogo e não respondendo às provocações. No ano passado, tivemos um pouco de azar contra o Chelsea ao ficar com 10 homens, porque tivemos um cartão vermelho que foi depois. No outro jogo, nós merecemos o cartão vermelho porque nossos atletas caíram nas provocações de Diego Costa.

Sobre Antonio Conte? Ele está fazendo um bom trabalho, porque ele começou, e portanto seus jogadores também já começaram, de uma maneira muito forte. Depois disso, eles tiveram um ritmo mais lento contra o Swansea e, claro, eles tiveram o grande jogo contra o Liverpool, que eles perderam, mas acho que o Liverpool teve um início forte, um forte primeiro tempo e eles voltaram na segunda metade com outra mentalidade. Dá para perceber que Conte tem feito um bom trabalho.

Histórico

Rivais de Londres, Arsenal e Chelsea se enfrentaram em 187 oportunidades, com 72 vitórias dos Gunners e 61 dos Blues, além de outros 54 empates. O primeiro encontro foi em 1907, pela então Primeira Divisão da Inglaterra, e marcou o primeiro encontro entre dois times londrinos na principal divisão do país.

Fique de Olho

Chielo começa a temporada mantendo seu faro de gol (Foto: Getty Images)
Chielo começa a temporada mantendo seu faro de gol (Foto: Getty Images)

Um jogador para receber atenção especial do sistema defensivo do Chelsea é o chileno bicampeão da Copa América, Alexis Sanchez, que vive grande fase pelo time vermelho e branco de Londres. O jogador disputou seis partidas na temporada, sendo cinco como titular e já tem quatro gols, sendo três deles nas últimas duas partidas. Jogando mais centralizado e sendo municiado por nomes como Mezut Özil, o sulamericano é a principal arma de finalização do Arsenal para o confronto.

Personagens

Dá vontade de chorar, eu sei (Foto: Getty Images)
Dá vontade de chorar, eu sei (Foto: Getty Images)

Além de toda a rivalidade que envolve o encontro, o duelo coloca frente à frente dois jogadores que trocaram a casaca, causando sentimentos dos mais variados em ambas as torcidas. Enquanto Cesc Fabrefas chegou a ser capitão e principal jogador do Arsenal, Petr Cech é considerado o principal goleiro e um dos principais jogadores da história do Chelsea. Atualmente ambos defendem lados opostos e tem a chance de reencontrar suas antigas torcidas neste sábado.

Curiosidades

– O duelo entre Chelsea e Arsenal em Stamford Bridge, em 1935 ainda hoje carrega o segundo maior público da história do futebol de clubes na Inglaterra, com mais de 85 mil espectadores.

– O maior goleador da história do duelo é o ídolo azul Didier Drogba, com 13 tentos marcados.

– A maior goleada do confronto também é azul: o recente 6×0, em 2014, ainda vivo na memória dos torcedores das duas equipes. A partida foi em Stamford Bridge e marcou o jogo 1000 da carreira de Wenger como treinador. O placar marcou também a pior da carreira do treinador francês à frente dos Gunners.

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: