chelseas-brazilian-born-spanish-striker

Chelsea vence novamente, homenageia Willian e mantem clean sheet

Após a pausa para os jogos internacionais, o Chelsea recebeu o atual campeão inglês no Stamford Bridge. No embalo do último jogo contra o Hull, os blues venceram o jogo com um belo placar de 3-0, mostrando boa capacidade ofensiva, um bom volume de jogo e mantendo o clean sheet, fator que vinha causando preocupações ao time devido ao excesso de gols sofridos.

Conte manteve a mesma formação do último jogo, apenas com a alteração de Pedro no lugar de Willian, dispensado do jogo em função do falecimento de sua mãe. Em homenagem ao jogador, seus colegas Diego Costa e Hazard comemoraram seus gols fazendo um “W” com as mãos. Foi possível também ver os torcedores repetindo o gesto ao craque brasileiro.

Escalação de hoje: Pedro no lugar de William. (Foto: Chelsea FC)
Escalação de hoje: Pedro no lugar de William. (Foto: Chelsea FC)

Chelsea domina o primeiro tempo, e abre dois gols de vantagem

O jogo começou equilibrado, com uma posse de bola equilibrada para ambos os times, embora o Leicester estivesse muito mais firme na marcação, pressionando bastante. Aos quatro minutos, Cahill despacha a bola que sobrou no ataque para Hazard, o belga avançou e fez o primeiro chute do jogo, de fora da área, mas passou muito longe do gol dos Foxes.

Um minuto depois, Moses tenta cruzar mas a bola é desviada, e vai com direção certa para o gol, mas Schmeichel estava atento para espalmar para escanteio. Após a cobrança, Matic desviou a bola, que passou por todos até chegar livre para o artilheiro dos Blues, Diego Costa, apenas encostar para abrir o placar, logo aos sete minutos de jogo.

Diego Costa livre para apenas empurrar a bola (Foto: Chelsea FC)
Diego Costa livre para apenas empurrar a bola (Foto: Chelsea FC)

Após o gol, o Chelsea tomou uma postura mais dominante, com mais posse de bola e no campo de ataque. O time não recuou, continuou buscando jogo, mas sem se expor. Tanto que os Foxes tiveram dificuldades em chegar à nossa área.

Aos 26 minutos, Hazard recebe passe perto da meia lua e é atingido por Huth com um pisão, marcando a primeira falta do jogo, e já recebendo o cartão amarelo. David Luiz fez uma cobrança quase perfeita, com a bola atingindo a trave. No rebote, Diego Costa conseguiu o escanteio, porém a cobrança não deu em nada.

Aos 32, após enfiada de Matic, a bola rebate de forma estranha na zaga do Leicester, no Pedro, e acaba sobrando para Hazard, cara-a-cara com Schmeichel. Foi só o belga fintar o goleiro para anotar o segundo gol na conta dos Blues.

Hazard driblando Schmeichel para fazer o segundo dos Blues. (Foto: Chelsea FC)
Hazard driblando Schmeichel para fazer o segundo dos Blues. (Foto: Chelsea FC)

Aos 37, após cruzamento do lateral Hernandéz, o Leicester chegou com perigo no gol do Chelsea, porém Vardy foi atrapalhado por David Luiz e a bola passou longe do gol.

Aos 39, nova falta para os Blues, dessa vez pelo lado direito. David Luiz foi novamente para a cobrança, um chute forte, mas no meio do gol, exigindo que Schmeichel espalmasse para frente. O jogo se manteve sob domínio do Chelsea até o fim do primeiro tempo.

Em segundo tempo mais equilibrado, Blues marcam mais um e aproveitam a base

O segundo tempo começou no embalo do primeiro: logo na saída de bola dos Blues, Pedro foi lançado já na área e tentou o chute, que bateu no braço de Fuchs. O juiz não achou que foi penalty e o jogo seguiu. Curiosamente, três minutos depois, o Leicester foi para o ataque e, dentro da área, Moses obstruiu a passagem de Schlupp, em um lance duvidoso, porém o juiz também deixou o jogo seguir.

O Leicester voltou para o jogo buscando pelo menos um gol, pressionando e avançando bastante na defesa dos Blues. Aos 52 minutos, em jogada perigosa, Albrighton recebe bom passe na meia lua, faz o giro e solta um chute forte, que foi para fora.

Minutos depois, após escanteio do Leicester, a bola sobrou para contra-ataque dos Blues, puxado Kanté. O francês correu até o o campo de ataque e fez um belíssimo passe para Moses, o deixando na cara do gol. Moses chutou de primeira, com endereço certo, porém Schmeichel fez uma grande defesa, buscando a bola no canto.

O jogo permaneceu eletrizante, com jogadas ofensivas de ambos os lados. Aos 63 minutos foi a vez do Leicester. Após cruzamento da lateral, buscando Vardy, David Luiz não teve escolha se não desviar a bola. No entanto ela foi em direção ao próprio gol, mas bateu na trave e a defesa tirou o perigo.

Aos 72 minutos, Diego Costa apareceu na área pela direita e tentou o cruzamento, Schmeichel desviou, mas a bola sobrou para Kanté, livre e com o gol meio aberto, porém o capitão Morgan apareceu na hora certa para bloquear o chute e evitar o terceiro gol.

Aos 78, o Chelsea mais uma vez chega perto do terceiro gol. Matic avançou para a área com a bola e chutou. A bola desviou na zaga e quase venceu Schmeichel novamente, que foi buscá-la, já quase em cima da linha. Mas, um minuto depois, Moses avança pela ponta, faz tabela com Chalobah que, com uma bela devolução de calcanhar, deixa Moses na cara do gol para, finalmente, fazer o terceiro para os Blues.

Moses em boa fase nos Blues: titularidade, confiança e gols. (Foto: Chelsea FC)
Moses em boa fase nos Blues: titularidade, confiança e gols. (Foto: Chelsea FC)

Os dez minutos finais foram mais calmos, visto que os Blues estavam com três gols de vantagem e os Foxes provavelmente perceberam a dificuldade em reverter o placar, em função também do desgaste físico. O jogo seguiu então sendo administrado pelos Blues, que até tentaram mais jogadas ofensivas, porém sem grande perigo ou objetividade, aguardando o fim do jogo para mais uma vitória e clean sheet seguidos.

Dados da Partida

Chelsea (3-4-3):  Courtois; Azpilicueta, David Luiz, Cahill (c); Moses (Aina 80), Kante, Matic, Alonso; Pedro (Chalobah 67), Diego Costa, Hazard (Loftus-Cheek 80).
Substitutos não utilizados: Begovic, Terry , Batshuayi, Solanke.
Gols: 
Diego Costa 7, Hazard 33, Moses 79
Cartão Amarelo: 
Azpilicueta 51

Leicester (4-4-2): Schmeichel; Hernandez, Huth, Morgan (c), Fuchs; Albrighton (King 73), Drinkwater, Amartey, Schlupp (Mahrez 66); Vardy, Musa (Slimani 66).
Substitutos não utilizados: Zieler, Simpson, Gray, Ulloa
Cartão Amarelo: 
Huth 26

Árbitro: Andre Marriner
Público: 41,547

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: