Cahill - Arsenal 3x0 Chelsea - 24/09/2016

Cahill falha muito, defesa entra em pane e Chelsea perde no Emirates

Eram seis anos sem derrota no Emirates Stadium pela Premier League. Todavia, tabus existem para ser quebrados. E a quebra aconteceu de uma maneira melancólica para os torcedores azuis. Um primeiro tempo para se esquecer, defesa falhando, novamente, e um 3 a 0 que se manteria até o final do confronto. Em nenhum momento o time de Conte se encontrou na partida, e a equipe de Wenger poderia ter aumentado a vantagem, um 4 ou 5 a 0 não seria utópico. Se em muitos jogos, o surrado foi o Arsenal, desta vez foi o clube de Abramovich que apanhou.

Os gols do Arsenal foram marcados por Sánchez, Walcott e Ozil. Com a derrota, o Chelsea terminará a rodada em oitavo, a oito pontos do líder Manchester City.

Primeiro tempo marcado por erros sucessivos de Gary Cahill

Cahill lamenta a falha no primeiro gol
Cahill lamenta a falha no primeiro gol

O jogo começou de maneira equilibrada, com chances para os dois lados. Até os dez minutos, era difícil prever que time sairia na frente. Entretanto, isso mudou no minuto seguinte. Sozinho e com a bola dominada, no meio de campo, Cahill sofreu pressão vermelha e, ao tentar recuar para o goleiro, tocou fraquinho. Sánchez ganhou na corrida e bateu na saída de Courtois, abrindo o placar facilmente.

Com o 1 a 0 contra no placar, o Chelsea mal teve tempo para respirar. Três minutos depois, o Arsenal chegou ao segundo gol. Iwobi passou para Bellerín, na direita, cruzar para Walcott, que com o gol praticamente aberto ampliou o marcador. No lance, Cahill dava condição legal para o lateral de Wenger.

Os dois gols no marcador fizeram o time de Conte se perder psicologicamente no confronto. Os Gunners ainda perderiam uma chance aos 18, após falha de Ivanovic. Os Blues até tentavam pressionar, mas não obtinham sucesso perante ao gol de Cech.

Aos 31, Coquelin saiu no Arsenal para a entrada de Xhaka. Oito minutos depois, veio o golpe de misericórdia, ainda na primeira etapa. Em contra-ataque rápido e bem feito, Özil e Sánchez ficaram no mano a mano com Cahill e David Luiz. O alemão tabelou com Sánchez, que estava sendo marcado pelo brasileiro e, na pequena área, fez o terceiro, sem marcação.

Após os gols, o ritmo da partida diminuiu e não houve alteração até o intervalo.

Segundo tempo protocolar e sem mudanças no placar

Hazard foi substituído na segunda etapa
Hazard foi substituído na segunda etapa

A segunda etapa começou sem trocas no time do ex-treinador da Itália e com a mesma frequência do final do tempo anterior. Aos 54 minutos, a primeira alteração no clube do oeste londrino: Alonso entrou e Fàbregas saiu. A mudança permitiu um novo sistema tático: o 3-4-3, com Courtois; Cahill, Ivanovic e David Luiz; Azpilicueta, Kanté, Matic, Alonso; Willian, Diego Costa e Hazard dispostos assim.

Apesar da alteração tática, o Chelsea não conseguiu pressionar o Arsenal, pelo contrário. Aos 63, Cahill quase entregou a bola para o time adversário dentro na área. Cinco minutos depois, Courtois teve que aparecer para evitar o quarto gol, após falha de Alonso. Aos 70, aconteceram as duas últimas substituições: saíram Willian e Hazard, entraram Pedro e Batshuayi. O Arsenal também mexeu, um minuto antes, com Gibbs no lugar de Iwobi.

Se o gol não saiu, pelo menos a disposição foi melhor. Pedro e Batshuayi perderam chances incríveis depois que entraram. Giroud ainda teve, aos 84, a oportunidade de fazer o quarto, mas desviou para fora.

Até o final do jogo, não ocorreram mais chances de perigo para nenhuma das duas equipes. Com a derrota, os Blues ressurgem o fantasma da última temporada. O próximo compromisso é contra o Hull City, fora de casa, no dia 1 de outubro.

Confira os gols de Arsenal 3×0 Chelsea:

Ficha Técnica

Arsenal (4-2-3-1): Cech; Bellerín, Mustafi, Koscielny,  Monreal; Coquelin (Xhaka 32), Cazorla, Iwobi (Gibbs 69), Özil, Walcott; Sánchez (Giroud 79).

Reservas Não Utilizados: Ospina, Perez, Oxlade-Chamberlain, Holding.

Chelsea (4-2-3-1):  Courtois; Ivanovic, Cahill, Luiz, Azpilicueta; Kanté, Matic; Willian (Pedro 71), Fàbregas (Alonso 55), Hazard (Batshuayi 71); Costa.

Reservas Não Utilizados: Begovic, Oscar, Moses, Chalobah.

Gols: Sánchez 11, Walcott 14, Özil 40 (ARS). 

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: