Banco de reservas dá vitória suada aos Blues

Com muita garra, disposição e alterações certas feitas pelo técnico, o Chelsea venceu de virada o Watford fora de casa neste sábado (20), pela Premier League. No segundo jogo de Antonio Conte no comando do Chelsea, o italiano mostrou a tônica da temporada, fazendo as substituições certas para ganhar o jogo.

Em partida muito disputada fisicamente e tomando gol de Capoue logo no início da segunda etapa, somente após as três substituições o time visitante conseguiu impor o seu ritmo de jogo e com isso virar a partida com gols de Batshuayi, que saiu do banco, e Diego Costa após passe de Fàbregas, que também saiu do banco.

Seja em parte pela estratégia de Conte e em parte pela qualidade dos jogadores que entraram, o banco de reservas foi o que definiu o placar final e sacramentou a segunda vitória dos Blues na atual edição da Premier League.

Primeiro tempo de muita marcação e disputa no meio campo

Quem começa ditando o ritmo de jogo é o time visitante, dominando as ações e trocando muitos passes na linha central. Mesmo com o domínio azul nos primeiros minutos em Vicarage Road, quem chega pela primeira vez é o Watford com Holebas que chuta cruzado para defesa de Courtois.

Na marca dos 10 minutos de jogo o time da casa já equilibra as ações dominando as jogadas ofensivas do Chelsea e atacando pelas laterais com muita força física. Os Blues que, mais uma vez, se posicionam num 4-1-4-1 encontram uma defesa postada com cinco atletas e mais três à frente dela. A primeira finalização dos visitantes vem somente aos 16′ com Oscar que arrisca de fora da área cruzado mas sem perigo. Pouco depois duas faltas em sequência que amarelam o zagueiro Gary Cahill e o capitão dos Hornets Troy Deeney.

Aos 16′, Oscar arrisca a primeira finalização do Chelsea, que passa sem perigo ao lado direito do gol do goleiro Gomes. Após disputa de bola no meio campo, o capitão dos Hornets toma cartão amarelo ao dar carrinho por trás em Hazard, logo antes de Cahill também ser amarelado por falta no meio campo. Na metade do primeiro tempo a posse de bola está dividida, com ligeira vantagem no volume de jogo para o Watford. Aos 23′, em boa jogada do marroquino Amrabat pela direita, Ighalo quase consegue completar o cruzamento mas é atrapalhado pela zaga do Chelsea.

Amrabat deu trabalho ao time dos Blues co muito vigor pelo lado direito do ataque dos Hornets (Foto: Divulgação Premier League)
Amrabat deu trabalho ao time dos Blues co muito vigor pelo lado direito do ataque dos Hornets (Foto: Divulgação Premier League)

O time do Watford confirma o bom momento utilizando Amrabat pela direita e dominando o meio campo. Aos 31′ o time da casa chega mais uma vez, dessa vez pela esquerda com Holebas, que cruza, a zaga afasta e a bola sobra para Amrabat na entrada da grande área que isola. Aos 37′, o Chelsea, ainda com mais posse de bola, vê o Watford ser mais perigoso em suas jogadas. O time visitante se ressente da falta de organização ofensiva, tendo como opções somente o muito bem marcado Hazard e Pedro, que é quem mais leva perigo.

No fim da primeira etapa, aos 43 minutos, a torcida visitante pede recuo de Amrabat para o goleiro Gomes mas o árbitro manda o jogo seguir, apitando o término da primeira etapa somente com um minuto de acréscimo.

Segundo tempo movimentado e decidido pelas modificações de Conte

O segundo tempo começa como uma continuação dos primeiros 45 minutos, com muita disputa de bola, passes errados e faltas marcando os primeiros minutos de jogo na etapa final. Aos 51′ Oscar recebe em profundidade pela direita e cruza para Hazard que aparece bem e finaliza para fora.

Aos 54′ após lateral pela direita, a defesa do Chelsea ficou olhando Guedioura cruzar forte, a bola cruzou toda a extensão da área e sobrou para Capoue que, desmarcado chuta de perna esquerda e abre o placar para o time da casa. Os Blues respondem rapidamente aos 57′ com boa troca de passes e Hazard cruzando à meia altura para defesa do goleiro Gomes. Depois do gol o jogo ficou mais aberto. O time visitante teve que atacar mais para correr atrás do resultado e, com isso, deixando espaços na defesa.

Vendo o time em dificuldades, Antonio Conte avança o time mudando o esquema para o 4-2-4 da pré-temporada, com Oscar agora pela direita, Pedro pela esquerda, Hazard jogando mais próximo do centroavante Diego Costa e o meio campo sendo formado por Kanté e Matic.

Na marca dos 25 minutos do segundo tempo, visivelmente cansado, Pedro é substituído pelo nigeriano Victor Moses. Logo em seguida o time visitante reclama de uma mão na bola mas o árbitro não dá. Logo na primeira jogada de Moses o nigeriano já leva perigo dentro da grande área em chute cruzado que a defesa afasta. Dois minutos depois da entrada de Moses, Batshuayi entra no lugar de Oscar, recolocando Hazar pela lateral do campo.

O Chelsea tenta igualar o marcador trocando passes na entrada da área do Watford e com cruzamentos sem efeito. Faltando 12 minutos para o fim do tempo regulamentar, após fraca partida, Matic é substituído por Fàbregas, que entra para organizar o jogo. Um minuto depois a torcida dos Blues reclama de pênalti em cima de Batshuayi mas o árbitro Mike Dean manda o jogo seguir.

O belga veio do banco para mudar a cara do jogo e empatar para os Blues (Foto: Divulgação Premier League)
O belga veio do banco para mudar a cara do jogo e empatar para os Blues (Foto: Divulgação Premier League)

Confirmando o bom momento e as substituições certas de Antonio Conte, Fàbregas inicia jogada pela esquerda, rola para Hazard que chuta forte de fora da área. Com todos os zagueiros na frente, o brasileiro Gomes não segura a bola e a sobra fica com Batshuayi que não perdoa marcando seu primeiro gol com a camisa do Chelsea.

Capoue, após dividida forte com Diego Costa na entrada da área dos Hornets foi substituído faltando 7 minutos para o fim do jogo por Doucouré. Os Blues começam a dominar o adversário com a posse de bola imposta por Fàbregas.

Logo após, Fàbregas rouba a bola e faz um lançamento primoroso para Diego Costa que não perdoa, toca na saída do goleiro Gomes para marcar o segundo do Chelsea e o seu segundo na competição. Ainda deu tempo de Batshuayi chutar uma bola na trave, confirmando que veio para brigar por titularidade no time de Conte.

Confira os gols:

Ficha Técnica

Chelsea (4-1-4-1): Courtois; Ivanovic, Cahill, Terry, Azpilicueta; Kanté; Matic (Fàbregas 78′), Oscar (Batshuayi 73′), Pedro (Moses 71′), Hazard; Diego Costa.

Reservas não utilizados: Begovic, Aina, Chalobah, Loftus-Cheek

Watford (3-5-2): Gomes; Cathgart, Prodl, Britos; Amrabat, Guedioura (Vydra 88′), Behrami, Capoue (Doucouré 84′), Holebas (Zuniga 90′); Ighalo, Deeney

Reservas não utilizados: Pantilimon, Nyom, Hoban, Anya

Gols: Capoue 55′ (WAT), Batshuayi 80′ (CHE), Diego Costa 87′ (CHE)

Cartões amarelos: Deeney 19′ (WAT), Cahill 20′ (CHE), Diego Costa 56′ (CHE), Britos 69′ (WAT), Holebas 70′ (WAT), Hazard 92′ (CHE), Behrami 94′ (WAT)

Árbitro: Jon Moss

Público: 20.772

Category: English Premier League

Tags:

Article by: Lucas Jensen