Mourinho falou sobre o time após a derrota para o City (Foto: Chelsea FC)

Após a derrota para o City, Mourinho comenta sobre a partida: “Fomos punidos por nossos erros”

Mourinho falou sobre o time após a derrota para o City (Foto: Chelsea FC)
Mourinho falou sobre o time após a derrota para o City (Foto: Chelsea FC)

No último domingo (16), o Chelsea foi até o Etihad Stadium e saiu com uma derrota amarga contra um forte concorrente para levar o campeonato: o Manchester City.

Após a derrota, o treinador dos Blues, José Mourinho, analisou a partida, comentando os lances capitais que levaram à derrota do time.

“No primeiro tempo o melhor time estava ganhando, no segundo a melhor equipe foi o Chelsea.

Nós não marcamos e se o resultado de 1-0 fosse o final após o segundo tempo que fizemos, seria um resultado injusto, imagine 2-0 ou 3-0. Eles foram a melhor equipe no primeiro tempo, controlaram o jogo e criaram várias chances. Nós estávamos confortáveis ​com a bola, mas defensivamente fomos bastante frágeis.

Eu sou o primeiro a ficar desapontado quando toda a semana você fica falando sobre os movimentos, as direções do jogo, mecanismos, corridas e posições de (Sergio) Aguero, laterais vindo de fora para dentro, e depois de 10 segundos ele (Aguero) está na cara do Begovic. Nossa defesa estava fraca no primeiro tempo.

Na segunda metade, tudo mudou. Trouxemos nossa linha defensiva para a linha de meio-campo, nós apertamos eles e tínhamos o controle do jogo. Criamos chances e tivemos espaço no meio-campo para jogar. Eles não conseguiam lidar com isso. Eu não sou ninguém para analisar o trabalho do técnico adversário, mas eu não acho que ninguém vai entender mal se eu dizer que fizemos muito bem.

Eles sentiram que o resultado estava em perigo; sua primeira mudança foi uma mudança de controle, (Jesús) Navas por (Samir) Nasri, a segundo foi defensiva, (Raheem) Sterling por (Martín) Demichelis. Naquele momento eles queriam manter o 1-0 e eles estavam tendo problemas para mantê-lo. Fomos punidos por nossos erros com o segundo e terceiro gols e não conseguimos capitalizar a boa segunda parte tivemos.”

Leia também: Milagres de Begovic, falhas de Ivanovic/Ramires e derrota para o City

Perguntado sobre a polêmica entre o volante brasileiro do Manchester City, Fernandinho, que deu uma entrada forte no atacante do Chelsea, Diego Costa, Mourinho comentou:

“Meu sentimento? (Deveria ter sido um) cartão vermelho. Yaya Touré também deveria ter tido um segundo cartão amarelo, mas o placar foi 3-0, por isso não tem nenhuma relação com o resultado, mas tinha uma relação com as regras.”

O treinador português também comentou sobre a substituição do capitão do time no intervalo.

“Eu tinha que decidir sobre John (Terry) ou (Gary) Cahill, porque (Kurt) Zouma é o jogador mais rápido que temos na nossa zaga. Quando você está indo jogar com um ataque em bloco alto, você está pedindo a seus jogadores para fazer isso, e o jogador mais rápido tem de estar em campo.

O ponto não era substituir John, mas sim colocar Zouma no jogo. Eu queria ter o meu jogador mais rápido no campo e não no banco, porque eu sabia que eles iriam jogar no contra-ataque e nas bolas longas para Aguero. Eu sabia que queria que a minha equipe fosse dominante e conseguisse jogar no meio-campo adversário.”

Após a partida, o Chelsea anunciou a contratação do lateral-esquerdo Baba Rahman, e o treinador também comentou sobre essa aquisição do time.

“É importante, porque ele é um lateral-esquerdo e ele pode competir com (César) Azpilicueta. Ao mesmo tempo, Azpi também pode competir com (Branislav) Ivanovic para a lateral-direita. Ele é o jogador que substituirá  Filipe Luís em termos de equilíbrio do elenco. Espero que na próxima semana ele esteja pronto.”

Compartilhe

Comments

Category: English Premier League

Tags: