Em tarde de Hazard, Chelsea vence e assume a liderança da Premier League

Eden Hazard. O belga eleito o segundo melhor jogador da Copa do Mundo deu show neste sábado (15), em Stamford Bridge. O camisa 10 balançou a rede três vezes e comandou o Chelsea na boa vitória por 4 a 1 contra o Cardiff, pela 5ª rodada da Premier League. Com cinco vitórias em cinco jogos, os Blues agora assumem a liderança passando o Liverpool no saldo de gols. Nessa semana, o time vai mudar a chave para enfrentar o PAOK, quinta-feira (20), na estreia do time na Liga Europa.

Primeiro tempo movimentado e três gols em Stamford Bridge

O Chelsea iniciou a partida com uma mudança em relação as equipes que iniciaram as quatro primeiras rodadas da Premier League. As atuações discretas de Morata fizeram com que Giroud assumisse a função de centroavante dos Blues. Com o francês, o time ganhou mais força nas bolas aéreas e jogadas de linha de fundo. Antes mesmo dos 10’, o camisa 18 teve duas oportunidades para balançar as redes, uma de cabeça e outra com os pés.

O domínio na posse de bola e as boas chegadas a linha de fundo foram superadas aos 16’. Após uma falta boba de David Luiz no meio de campo, o Cardiff alçou a bola para a área dos Blues e, em uma jogada ensaiada, abriu o placar após desvio do zagueiro Bamba. O gol mexeu com o jogo e logo na sequência o Chelsea foi pra cima forçando duas ótimas defesas do goleiro Etheridge em finalizações de Kovacic.

Giroud teve participação fundamental nos dois primeiros gols do Chelsea – Foto: Chelsea FC

O primeiro tempo seguiu com o domínio dos azuis de Londres, mas sem conseguir transformar a pressão em gols, levando a torcida a pensar que poderíamos perder a invencibilidade da temporada. Jorginho, um dos melhores jogadores dos Blues nas primeiras rodadas não aparecia, Kanté continuava sofrendo para se encontrar em sua nova posição e Pedro dava azar em suas finalizações.

Dizem os comentaristas de futebol que quando a coisa está difícil, a bola tem que ir para o craque do time. E foi isso o que aconteceu. Com Giroud fazendo o pivô como manda o figurino, a bola chegou aos pés de Hazard para a sua primeira finalização na partida. Chute da entrada da área e gol do belga para empatar o jogo aos 37’.

E teve mais. Em uma rápida cobrança de falta de Jorginho, o brasileiro naturalizado italiano achou Marcos Alonso, que tocou rapidamente para Pedro cruzar a bola até encontrar Giroud que, mais uma vez fez o pivô, passando a bola para Hazard anotar o seu segundo gol no jogo e virar a partida para o Chelsea. 2 a 1 aos 44’.

Chelsea volta morno para o segundo tempo

O segundo tempo começou sem alterações no Chelsea, mas logo aos 49’, o croata Kovacic, que vinha fazendo uma boa partida, deixou a equipe por um problema físico. Barkley foi o escolhido por Sarri para entrar no jogo.

Mesmo com vantagem no placar, os Blues continuaram em cima e criando chances com Pedro no início da segunda etapa. Sem conseguir converter suas chances em gols, o treinador decidiu sacar o espanhol para a entrada do brasileiro Willian aos 67’.

Mais dois gols do Chelsea e fim de jogo

Com o domínio da posse de bola, o Chelsea dosava o jogo para que o relógio avançasse até o final. Com poucas chances criadas no segundo tempo, as principais emoções ficavam para os jogadores que entraram na segunda etapa. Em uma enfiada de bola para Willian, o brasileiro invadiu a grande área e foi derrubado pelo zagueiro Bamba, autor do gol que abriu o placar para o Cardiff no primeiro tempo. Pênalti. Hazard pegou a bola e fez o seu terceiro na partida. Hat-trick do belga e 3 a 1 Chelsea.

Brasileiro marcou seu primeiro gol na temporada – (Foto: Chelsea FC)

Com o Cardiff totalmente desorganizado defensivamente, o Chelsea se aproveitou da fragilidade da equipe adversária e foi pra cima. Em uma arrancada de Marcos Alonso pela esquerda, o lateral tocou no meio, a bola desviou na zaga e sobrou livre para Willian bater de fora da área e fazer uma pintura em Stamford Bridge. Lindo gol do brasileiro e 4 a 1 Blues.

Com o placar definido, o time do treinador Maurizio Sarri apenas deixou o tempo passar para comemorar mais três pontos. A vitória pode até camuflar algumas carências da equipe como a defesa ainda vulnerável na bola aérea e o esforço de Kanté para se entender na nova função, mas por outro lado, ela enche de confiança o torcedor para sonhar com uma temporada positiva e, quem sabe, de títulos.

Ficha técnica:

Chelsea (4-4-3): Kepa, Azpilicueta (C), Rudiger, David Luiz, Alonso; Kanté, Jorginho, Kovacic (Barkley 49’); Pedro (Willian 67’), Giroud, Hazard (Zappacosta 86’).

Reservas não-utilizados: Caballero, Christensen, Drinkwater e Morata.

Cardiff (4-4-2): Etheridge, Ecuele Manga, Morrison (C), Bamba, Bennett; Camarasa, Arter (Richards 46’), Ralls, Hoilett; Reid (Paterson 70’), Ward (Madine 76’).

Reservas não-utilizados: Murphy, Peltier, Zohore e Cunningham.

Gols: Bamba 16’ (CAR), Hazard 37’, 44’ e 80′ (CHE), Willian 83’ (CHE)

Cartões Amarelos:

Árbitro: Jonathan Moss

Estádio: 44.999 – Stamford Bridge (Londres)

Willian Guerra