Pela FA Cup, Chelsea visita Everton

Na quarta-feira (09), o Chelsea sofreu um duro baque, com a eliminação da UEFA Champions League, em casa, contra o Paris Saint-Germain. A despeito disso, os Blues precisam recuperar o foco rapidamente, pois a outra chance de título na temporada já bate à porta. Neste sábado (12), pela sexta fase da FA Cup, o clube londrino viaja a Liverpool, onde enfrenta o Everton. O jogo acontece às 14h30 (horário de Brasília) e terá transmissão do canal ESPN Brasil. Você também fica por dentro de tudo o que acontecer na partida em nosso twitter, o @Chelseabrasil.

Diego Costa, Eden Hazard e John Terry são dúvidas

O Chelsea deixou Stamford Bridge na quarta-feira com dois problemas. Tanto Diego Costa quanto Eden Hazard deixaram o gramado sentindo lesões e são dúvidas para a partida contra o Everton. Ambos serão avaliados antes da partida e não têm presença assegurada. Por sua vez, John Terry, que sofre com uma lesão na coxa desde a partida contra o Newcastle, também não está garantido no onze inicial do treinador Guus Hiddink, devendo, igualmente, ser reavaliado.

Roberto Martínez tem dúvidas e retornos confirmados

O treinador do Everton, Roberto Martínez, tem várias novidades com as quais lidar para a partida contra o Chelsea. Bryan Oviedo, com uma infecção, é dúvida, assim como Aaron Lennon, que tem um problema na coxa. Por outro lado, Gareth Barry e Tom Cleverley, que estiveram doentes, estão recuperados e disponíveis para a partida. Apesar disso, o comandante também tem baixa confirmada: Kevin Mirallas, suspenso.

Prováveis escalações

Chelsea (4-2-3-1): Courtois; Azpilicueta, Cahill, Ivanovic, Kenedy (Baba Rahman); Mikel, Fàbregas; Pedro, Willian, Hazard (Oscar); Diego Costa (Traoré). Téc.: Guus Hiddink

Everton (4-2-3-1/3-6-1): Howard; Coleman, Stones, Jagielka, Baines (Oviedo); Barry, McCarthy; Deulofeu (Funes Mori), Barkley, Cleverley; Lukaku. Téc.: Roberto Martínez

Entrevistas Pré-Jogo

Guus Hiddink (Chelsea)

Hiddink lembrou o título da FA Cup de 2009 (Foto: Chelsea FC)
Hiddink lembrou o título da FA Cup de 2009 (Foto: Chelsea FC)

Em sua coletiva, Guus Hiddink lembrou as emoções da conquista da FA Cup em 2009, ocasião em que, justamente, bateu o Everton. Além disso, projetou uma partida muito difícil no próximo sábado.

“O que gostei muito (na final de 2009) e também na semifinal contra o Arsenal em Wembley, foi quando estávamos no ônibus para o estádio e vocês viram os torcedores integrados, caminhando nas ruas com suas camisas, o que para mim foi sensacional. Sou de um país em que os torcedores são separados por cercas e aqui eles não foram, para mim isso é o futebol verdadeiro. Os times estão competindo em velhas rivalidades e os torcedores têm suas preferências, é claro, mas estão caminhando juntos. É assim que deve ser.

Estávamos perdendo por 1×0, surpreendentemente fomos pegos muito cedo, mas o time reagiu com confiança, porque não estava em pânico, sem pensar que era uma final e que estava escapando. Eles jogaram como estavam habituados a jogar nos grandes jogos na FA Cup e na Champions League, então, eles estavam confiantes para se recuperar e nós conseguimos. Didier Drogba marcou em um cabeceio e depois Frank Lampard com um chute de pé esquerdo.

Quando vencemos, foi bonito subir as escadas e ver os jogadores e o capitão segurando a copa (…) esse foi um momento espetacular. A FA Cup é reconhecida não só na Inglaterra, mas pelo mundo inteiro, como a copa a ser vencida. Fui multado mais tarde porque fumei um charuto para celebrar em Wembley!

Nem todos os jogadores estão lá mais, mas o jogo está, obviamente, na história do Everton também. Penso que eles estão ansiosos para ir bem na FA Cup, para fazer uma boa temporada, então ir lá será muito difícil”.

Roberto Martínez (Everton)

Martínez ressaltou a força do Chelsea (Foto: Everton FC)
Martínez ressaltou a força do Chelsea (Foto: Everton FC)

Martínez acredita que o Chelsea será um adversário muito duro, mas vê na FA Cup uma chance de obter algo muito especial.

“Não vejo isso (o jogo contra o Chelsea) como um ‘construa ou destrua’. Vejo isso como um tipo de jogo em que queremos estar envolvidos. Estamos nas quartas de finais da FA Cup e temos a vantagem de jogar em Goodison Park. Ficamos ansiosos para estar nesse tipo de jogos. Podemos alcançar algo realmente especial.

Após o que tivemos que enfrentar nessa semana, esse é o tipo de jogo que queremos usar em nossa vantagem. Estamos em março, envolvidos em duas competições e queremos que isso continue. É uma oportunidade realmente boa para mostrarmos o que podemos fazer.

Se você for pessimista, dirá que o Chelsea agora está focado na FA Cup. Se você for otimista, dirá que agora eles não terão o fator do ‘sentir-se bem’, após o resultado da última noite. A realidade é que o Chelsea é um time fantástico e sabemos o que eles alcançaram desde que Guus Hiddink chegou – eles estão invictos em competições domésticas. Nós nos enfrentamos duas vezes nessa temporada, então somos times que se conhecem muito bem.

Esse time do Chelsea não mudou no aspecto técnico ou tático – ele tem estado muito parecido. Guus Hiddink tem experiência, não apenas no jogo inglês, mas em outras ligas, trouxe uma abordagem diferente, mas em geral é o mesmo grupo de jogadores, que teve dificuldades no início da temporada e agora estão, consistentemente, produzindo boas performances.  A experiência de Guus em lidar com dinâmicas de grupo e vestiário em necessidade tem sido impressionante”.

Último encontro

Chelsea e Everton empataram por 3x3, na 22ª rodada da Premier League (Foto: Chelsea FC)
Chelsea e Everton empataram por 3×3, na 22ª rodada da Premier League (Foto: Chelsea FC)

A última vez em que Chelsea e Everton se enfrentaram foi na 22ª rodada da Premier League atual. Na ocasião, jogando em Stamford Bridge, Blues e Toffees empataram por 3×3, em jogo movimentado. John Terry, Diego Costa e Fàbregas marcaram para o Chelsea; John Terry, contra, Kevin Mirallas e Ramiro Funes Mori anotaram pelo Everton.

Fique de Olho

Lukaku faz ótima temporada (Foto: Everton FC)
Lukaku faz ótima temporada (Foto: Everton FC)

Velho conhecido da torcida do Chelsea, o atacante Romelu Lukaku vive grande temporada com a camisa do Everton. Em 35 partida da atual temporada, o goleador belga marcou 23 tentos e criou seis assistências para seus companheiros, denunciando sua qualidade para fuzilar as metas rivais e também auxiliar seus companheiros, o que o torna peça-chave nos planos de Roberto Martínez e figura para ser mantida sob vigilância durante os 90 minutos.

Curiosidades

– Chelsea e Everton se enfrentaram 173 vezes na história. Ao todo, os Blues têm 68 vitórias, 52 empates e 53 derrotas;

– A maior vitória do Chelsea no confronto foi registrada na temporada 1948-1949, quando o clube venceu por 6×0;

– Chelsea e Everton travaram uma dura batalha na última janela de transferências do verão europeu pelo zagueiro John Stones;

– Chelsea e Everton se enfrentaram nove vezes na FA Cup. Os Blues se superiorizaram seis vezes;

– O Chelsea nunca venceu o Everton pela FA Cup em Goodison Park.

Category: Copa da Inglaterra

Tags:

Article by: Wladimir de Castro Rodrigues Dias

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho), 24 anos. A preferência é o futebol bretão, mas me interesso pelo esférico rolado em qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Também no O Futebólogo, no Doentes por Futebol e na Corner.