Em Wembley, Chelsea enfrenta o rival Arsenal pela final da FA Cup

Após erguer a tão esperada taça da Premier League na semana passada, o Chelsea pode chegar ao segundo double de sua história neste sábado (27), na grande final da FA Cup. Para isso, no entanto, terá uma missão não muito fácil: derrotar seu rival Arsenal, no campo neutro de Wembley.

A partida, que tem início marcado para as 13h30 (horário de Brasília), será transmitida pela ESPN Brasil. Você ainda pode acompanhar todos os lances em tempo real através do twitter @ChelseaBrasil.

Consagrado, Chelsea vai a campo com força total por mais uma conquista

Em êxtase após a conquista do título nacional, mesmo que de forma antecipada, os Blues ainda não deram a temporada por encerrada. Com todos os jogadores de seu elenco à disposição, Antonio Conte deve iniciar a partida com a escalação titular em praticamente todos os jogos do Campeonato Inglês.

As dúvidas, na verdade, ficam por conta do excesso de opções. No ataque, o técnico italiano fica entre os atacantes Willian e Pedro – enquanto o brasileiro iniciou todas as partidas da FA Cup desta temporada como titular, o camisa 11 foi a primeira opção na maior parte dos jogos da Premier League -, enquanto no meio, Cesc Fàbregas disputará uma vaga com Nemanja Matic, que possui características defensivas mais fortes que o espanhol.

Fora da Champions, Arsenal aposta suas últimas fichas na FA Cup

Em situação bem diferente do atual campeão da Premier League, o Arsenal passou mais uma temporada em branco. Foi eliminado novamente nas oitavas de final da Champions League, terminou o Campeonato Inglês apenas na quinta colocação e caiu nas quartas de final da Copa da Liga Inglesa diante do Southampton. Com uma vaga garantida na fase de grupos da Liga Europa, a última ‘salvar’ a temporada dos Gunners fica por conta da FA Cup.

Para piorar ainda mais a situação, Arsene Wenger chega com uma série de desfalques em seu elenco para a partida contra o Chelsea. Laurent Koscielny está suspenso e não entrará em campo neste sábado, assim como Gabriel, Kieran Gibbs e Shkodran Mustafi, que devem ficar de fora por lesão e problemas musculares respectivamente. A boa notícia, porém, é o provável retorno de Alex Oxlade-Chamberlain ao time para a partida.

Prováveis escalações:

Chelsea (3-4-3): Courtois; Azpilicueta, David Luiz, Cahill; Moses, Matic, Kanté, Alonso; Diego Costa, Pedro, Hazard.

Arsenal (3-4-2-1): Cech; Holding. Mustafi, Monreal; Chamberlain, Ramsey, Xhaka, Gibbs; Ozil, Sanchez; Welbeck.

Entrevistas Pré-jogo

Antonio Conte (Chelsea)

Ao longo da coletiva, Conte comentou sobre a despedida de Wenger do Arsenal e enalteceu a carreira de seu adversário deste sábado (Foto: Chelsea FC)

Apesar do caráter decisivo que tem o confronto, não apenas pela disputa do título mas também pela rivalidade que envole o encontro entre Arsenal e Chelsea, as coletivas de ambos os técnicos acabaram tocando em um ponto um pouco fora de seu objetivo: a provável saída de Arsene Wenger do comando do Arsenal após quase 21 anos.

Durante a entrevista, Conte enalteceu a carreira de Wenger como um técnico vitorioso ao falar de seus triunfos sob o comando dos Gunners. Defendeu também que o técnico fez por merecer o tempo em que esteve a frente do clube, e que o treinador deveria ser considerado ‘um dos maiores da história’.

“Quando você consegue ficar a frente de um mesmo clube por muito tempo – e eu falo de um grande clube, e não um qualquer -, você deve ser considerado como um dos maiores treinadores da história. Ele venceu muito [à frente do Arsenal]. Ao mesmo tempo, porém, as pessoas podem acabar esquecendo disso.”

“Eu não acredito que amanhã seja o último jogo de Arsene à frente do clube. Eu acredito que ele mereceu estar sob o comando do Arsenal por tanto tempo, porque ele mostrou, nesses 20 anos, que é um bom treinador. Ele fez um grande trabalho. Essa foi a única temporada em que eles ficaram de fora da Champions League.”

Arsene Wenger (Arsenal)

Em sua última partida pelo clube, Wenger quer levar o título e declarou que fará, junto a seus comandados, tudo o que puder para conquistá-lo (Foto: Arsenal FC)

Como não poderia deixar de ser, a coletiva de Wenger transbordou questionamentos sobre seu último jogo técnico do Arsenal. O francês, no entanto, tentou fugir do tom melancólico que era colocado nas perguntas feitas, focando no grande objetivo deste sábado: a conquista da FA sobre o Chelsea.

“Esse não vai ser meu último jogo porque, independente do que acontece, eu vou continuar trabalhando com o futebol.”

“Seria uma boa despedida? Não, o que eu quero é ganhar o próximo jogo. Eu amo vencer e eu amo fazer o meu melhor pelo clube que defendo. Eu quero vencer e levar o título pelo meu clube.”

“Não é nada sobre mim, é sobre conquistarmos o título e nos doarmos ao máximo para conquistá-lo.”

Fique de Olho

Alexis Sanchez

Na falta da técnica, Sanchez consegue ser extremamente criativo em lances de ataque, especialmente os individuais (Foto: Arsenal)

Habilidoso tanto na criação quanto em marcar gols, Alexis Sanchez é a principal arma ofensiva do Arsenal. Ao longo de toda a temporada, o chileno foi o segundo jogador que mais se envolveu em lances de gol na Premier League, ficando atrás apenas de Harry Kane. Em todas as competições disputadas pelos Gunners no ano, Sanchez somou um total de 24 gols.

Embora não tenha um desempenho tão bom no que diz respeito a retenção de bola, primeiro toque e seja dono de um passe um tanto fraco, o camisa 7 consegue ser muito criativo em lances individuais de ataque, algo que nenhum outro jogador do Arsenal tem. Por isso, é importante que a marcação dos Blues tenha uma atenção especial a movimentação de Sanchez que, a qualquer minuto, pode ser decisivo.

Histórico Recente

No último encontro entre as duas equipes, em Stamford Bridge, o Chelsea reinou sobre seus adversários, vencendo com propriedade pelo placar de 3 a 1 (Foto: Premier League)

As seis últimas partidas entre Chelsea e Arsenal marcam um confronto de muito equilíbrio. Apesar dos Blues levarem vantagem, com três vitórias contra duas dos Gunners, nada esta garantido no confronto deste sábado, já que nesta temporada, cada um dos rivais somou três pontos sobre o outro.

No primeiro turno da Premier League, o Arsenal venceu seu rival por 3 a 0, mostrando confiança em seu desempenho. O clássico, no entanto, foi o divisor de águas que mudou completamente o rumo do Chelsea no campeonato. E no segundo turno, o troco veio sobre a equipe de Wenger: com grande desempenho, os comandados de Conte reinaram sobre a equipe do Emirates, vencendo-os por 3 a 1.

Curiosidades

  • Sete dos últimos oito encontros entre as duas equipes na Fa Cup terminaram com vitória para o Arsenal;
  • A vitória pode dar a Arsene Wenger seu décimo título sob o comando do Arsenal – foram seis FA Cups e três Premier Leagues durante seus quase 21 anos no clube;
  • Os Gunners perderam apenas um de seus últimos 22 jogos pela FA Cup;
  • O Chelsea venceu suas últimas quatro finais de FA Cup, todas pelo placar mínimo;
  • Se vencer, os Blues se tornarão a terceira equipe a conquistar mais de um double em sua história, fincando atrás de Manchester United e Arsenal.

Category: Copa da Inglaterra

Tags: