Momento do gol de Willian (Foto: Reuters)

Com gol de Hazard, Chelsea massacra Manchester City

Na tarde de hoje (21), o Chelsea recebeu o Manchester City em Stamford Bridge pelas oitavas de final da FA Cup – a Copa da Inglaterra. Para chegar até esta fase, o time azul real teve que derrotar o Scunthorpe United e o Milton Keynes Dons, enquanto o time azul céu derrotou Norwich e Aston Villa.

No último jogo dos Blues, o time de Guus Hiddink perdeu para o Paris Saint-Germain pelas oitavas de final da Champions League por 2 a 1, enquanto o Manchester City vem de duas derrotas seguidas em casa, para Leicester e Tottenham, pela Premier League. O técnico do Chelsea escalou o mesmo time que foi derrotado em Paris, enquanto Manuel Pellegrini mandou a campo um time recheado de jovens, visando poupar seus principais nomes para o jogo de quarta-feira (24), contra o Dínamo de Kiev, pela Champions League.

Apesar do primeiro tempo terminar empatado por 1 a 1, com gols de Diego Costa e David Faupala, a equipe azul da casa confirmou seu favoritismo e fez mais quatro gols, provenientes dos pés de Willian, Gary Cahill e Hazard, além da cabeça de Bertrand Traoré, que garantiram a qualificação para as quartas de final da principal copa da Inglaterra.

Empate no primeiro tempo, apesar do domínio

Apesar de o Chelsea ter o time mais experiente, foi o time do City que foi para cima no início, com David Faupala obrigando Thibaut Courtois a fazer grande defesa logo no começo da partida. O time caseiro não conseguia armar jogadas contra os jovens jogadores do time de Manchester até o minuto 12, quando Pedro tabelou com Fàbregas e se infiltrou no meio da defesa Citizen, mandando a bola na trave e fazendo a torcida suspirar.

A partir de então, o Chelsea se achou no jogo e começou a mandar na partida, ao menos tomando a iniciativa para os ataques. Aos 22, Pedro tocou no meio para Cesc Fàbregas, que girou e bateu rasteiro, mas no meio do gol, facilitando a defesa para Willy Caballero. Mas a pressão gerou resultados, porque aos 35 minutos, Eden Hazard cruzou da linha de fundo para Diego Costa cabecear, tirar a bola do ângulo de Caballero e abrir o placar.

A vantagem não durou muito, porque instantes depois, Kelechi Iheanacho venceu Branislav Ivanovic na corrida e cruzou rasteiro para Faupala completar e empatar novamente a partida. César Azpilicueta falhou na interceptação do jovem jogador francês e foi culpado por aquele gol.

Faupala e Iheanacho comemoram o gol de empate (Foto: Reuters)
Faupala e Iheanacho comemoram o gol de empate (Foto: Reuters)

O Chelsea seguiu pressionando, mas a partida terminou na estaca zero, com o time da casa jogando pra frente, mas sem muita criatividade para chegar ao gol, e o time jovem e inexperiente, porém habilidoso, do Manchester City, superando as expectativas.

Segundo tempo de larga vantagem dos Blues

No começo da segunda etapa, o time do Manchester City se lançou ao ataque e ficou exposto. Numa roubada de bola, Willian avançou e tocou para Hazard, que lançou o brasileiro entre a defesa do City, restando ao meio-campista apenas chutar rasteiro e cruzado para por os Blues novamente à frente no placar.

O time da casa continuou pressionando, Hazard tentou chutar ao gol e a defesa afastou. Na sobra, Gary Cahill pegou a bola de primeira e deu um lindo chute para dilatar a vantagem para 3 a 1, logo aos 55 minutos. O time de Stamford Bridge parecia outra equipe depois da volta do intervalo, atacando muito e pressionando seu adversário.

Momento do gol de Willian (Foto: Reuters)
Momento do gol de Willian (Foto: Reuters)

A pressão continuou, e, aos 61 minutos, Hazard fez fila e sofreu falta. Ele mesmo bateu a falta no contrapé de Caballero e fez a vitória virar goleada. Foi apenas o segundo gol do belga na temporada, que o garantiria o primeiro seu prêmio de “homem do jogo” em 2015/16. No minuto 69, Oscar entrou e logo deu seu cartão de visitas com um chute de fora da área, que passou muito perto da meta defendida pelo goleiro do Manchester City.

Traoré também fez sua parte: aos 74, foi lançado dentro da área e Martín Demichelis derrubou o jovem dentro da área, ocasionando pênalti, que foi cobrado por Oscar e defendido por Caballero. Instantes depois, Manú García mostrou ao time da casa que sua equipe estava viva, chutando de fora da área e obrigando Ivanovic a se meter na frente da bola, que estava fora de alcance para Courtois.

Seis minutos depois, Eden Hazard correu livre pela linha de fundo e tocou para Traoré desviar e ver a bola tocar caprichosamente na trave, mas não entrar ao gol. Aos 88, Oscar cruzou e Traoré cabeceou para cima, a bola bateu na trave novamente, mas desta vez enganou Caballero e entrou no gol, fazendo 5 a 1 e finalizando a contagem da partida, que terminou assim.

https://www.youtube.com/watch?v=8eQyhwZ2xn8

Ficha Técnica

Chelsea (4-2-3-1): Courtois (g); Azpilicueta, Cahill, Ivanovic (c), Baba Rahman; Fabregas, Mikel (81′ Matic); Pedro (69′ Oscar), Willian, Hazard; Diego Costa (69′ Traore);

Substitutos não utilizados: Begovic (g), Miazga, Loftus-Cheek, Remy;

Técnico: Guus Hiddink.

Manchester City (4-4-2): Caballero (g); Zabaleta (c), Adarabioyo, Demichelis, Kolarov; Fernando (77′ Humphreys), A. Garcia, M. Garcia, Celina (52′ Barker); Iheanacho, Faupala;

Substitutos não utilizados: Hart (g), Clichy, Kompany, Fernandinho, Sterling;

Técnico: Manuel Pellegrini.

Cartões amarelos: Demichelis (64′ MCI);

Estádio: Stamford Bridge (Londres, Inglaterra);

Público: 41.594;

Árbitro: Andre Marriner.

Compartilhe

Comments

Category: Copa da Inglaterra

Tags: