Chelsea perde a final da FA Cup por 2 a 1

 

Neste Sábado, o Chelsea foi para Wembley disputar sua 12ª final da FA Cup contra um dos seus maiores rivais, o Arsenal de Arsene Wenger. Era o duelo do campeão da Premier League contra a equipe que terminou em quinto colocado. Com um primeiro tempo fraco e uma expulsão no segundo tempo, o Chelsea brigou mas não conseguiu o título ao ver o Arsenal vencer por 2 a 1.

Sanchez, em gol polêmico, e Ramsey, com o gol do título, anotaram para o Gunners. Já Diego Costa, fez o gol do Chelsea. As equipes fecham o calendário de times da primeira divisão nesta temporada e vão abrir a temporada 2017-2018 com a disputa da Community Shield, no próprio Wembley em Agosto.

Chelsea sofre gol irregular em primeiro tempo apático

O primeiro tempo começou já de forma bem polêmica. O Arsenal marcou com Alex Sanchez após uma rebatida em que Aaron Ramsey estava impedido, caminhou até a bola mas desistiu, deicando a bola para o chileno. Após conversa com o bandeira, o árbitro confirmou o gol. Detalhe, na dividida, Sanchez ganhou a bola com a mão. Depois do gol, o Arsenal continuava com bastante posse de bola, enquanto o Chelsea não tinha pressa, nem chances criadas de empatar o jogo. Sanchez, aos 14 minutos, teve um arremate que passou por cima da meta de Courtois.

O Chelsea chegou na grande área do Arsenal no lance seguinte, com Hazard que não conseguiu um chute e na sobra, Diego Costa chutou na marca do pênalti mas foi prensado por três defensores. No contra ataque, quase que Ozil aumenta a vantagem para os Gunners. Após toque que tirou de Courtois, a bola ia entrando, mas Cahill tirou em cima da linha. Aos 18 minutos, o Arsenal voltava a ser perigoso em cabeçada de Welbeck que acertou a trave. No rebote e no susto, Ramsey também acertou o poste direito.

Diego Costa brigou muito contra a defesa do Arsenal no primeiro tempo

Após uma pressão forte inicial do Arsenal, o Chelsea conseguiu rondar mais a na intermediária do seu rival. Apesar da presença, sem conseguir chutes, graças a forte defesa do Gunners. Em lançamento, Diego Costa ganhou da marcação e chutou para defesa a queima roupa de Ospina. No contra ataque de um escanteio que não teve cruzamento e uma perca boba de bola, Welbeck quase ampliou, mas Cahill, novamente, tirou em cima da linha.

Aos 38 minutos, o Chelsea teve uma chance clara de gol em jogada criada por Hazard onde Pedro pode chutar, mas errou o alvo com a bola passando sobre a meta de Ospina. Dali até o final do primeiro tempo, foi uma partida sem grandes chances de gol mas bastante disputada. Nos acréscimos, Pedro sofreu uma falta. Na cobrança, Marcos Alonso não trouxe perigo e o primeiro tempo se encerraria assim.

Moses é expulso, Diego Costa empata a partida mas o empate durou pouco

 

O Chelsea voltou para o segundo tempo com uma postura diferente. Era mais presente na intermediária ofensiva e já conseguia ter chutes nos primeiros momentos. Pedro e Kante já tinham arriscado pro gol com menos de quatro minutos disputados, sendo o arremate do francês o mais perigoso após desvio. Após bela jogada de pivô de Diego Costa, o hispano-brasileiro abriu para Moses, que forçou grande defesa de Ospina.

Defesa do Arsenal não cedeu chances para o Chelsea

Os papeis se inverteram, o Chelsea tinha a posse e começava a criar chances. No contra ataque, Arsenal levou perigo com Bellerin, mas Courtois interceptou a chance. Pedro teve liberdade na entrada da área, semelhante ao lance do icônico gol contra o Everton, mas dessa vez o espanhol não acertou o chute. Aos 65 minutos, Courtois foi fundamental para evitar o segundo gol do Arsenal em chute de Bellerin. Os Gunners levavam perigo com os contra ataques.

Aos 68 minutos, as coisas se complicaram para o Chelsea quando Moses foi expulso após segundo cartão amarelo por simulação na frente do árbitro. Mesmo com a desvantagem numérica, o Blues continuava pressionando. Aos 75 minutos, após grande roubada de bola no campo ofensivo de David Luiz, Willian fez o cruzamento e Diego Costa, ao seu estilo, limpou a jogada e acertou um chute no canto do gol de Ospina pra empatar o jogo.

Diego Costa empatou para o Chelsea, mas durou pouco o empate

Porém, não deu tempo nem para a comemoração. No primeiro ataque, Giroud, que acabava de entrar, conseguiu ganhar uma bola e cruzou na cabeça de Ramsey que fez o gol. O Chelsea se jogava novamente pro ataque, enquanto o Arsenal explorava a velocidade de Bellerin nos contra ataques. Em um lance, o espanhol passou bonito por David Luiz e teve um arremate que passou rente a trave. Aos 86 minutos, Ospina salvou o Arsenal. Diego Costa recebeu cruzamento, dominou no peito e chutou forte da entrada da pequena área. O goleiro colombiano fez bela defesa a queima roupa.

Em outro contra ataque, Ozil recebeu livre, driblou Azpilicueta e com o gol aberto, acertou a trave. Nos últimos cinco minutos, o roteiro era o mesmo: o Chelsea se lançava para o ataque, enquanto o Arsenal apostava nos contra ataques. David Luiz já formava dupla de atacante com Batshuayi nos acréscimos. Mas a pressa era inimiga da perfeição. O Chelsea lançava bolas sem nenhuma estrategia. E para o Arsenal, era só se segurar nos minutos seguintes.

Ficha Técnica

Arsenal (3-4-3): Ospina, Holding, Mertersacker, Monreal; Bellerín, Xhaka, Ramsey, Chamberlain (Coquelin 82′); Sanchez (Elneny 93′), Ozil, Welbeck (Giroud 77′)

Reservas Não Utilizados: Cech, Iwobi, Lucas, Walcott

Chelsea (3-4-3): Courtois, Azpilicueta, David Luiz, Cahill; Moses, Matic (Fàbregas 61′), Kante, Marcos Alonso; Hazard, Pedro (Willian 72′), Diego Costa (Batshuayi 88′)

Reservas Não Utilizados: Begovic, Zouma, Ake, Terry

Gols: Sanchez 5′ (ARS), Diego Costa 76′ (CHE), Ramsey 77′ (ARS)

Cartões Amarelo: Ramsey 9′ (ARS), Holding 53′ (ARS), Moses 57′ (CHE), Kante 59′ (CHE), Moses 68′ (CHE), Xhaka 80′ (ARS), Coquelin 83′

Cartão Vermelho: Moses 68′ (CHE)

Árbitro: Anthony Taylor

Category: Copa da Inglaterra

Tags: