Com Willian de herói, Chelsea empata com o Liverpool em Anfield

O Chelsea foi a Anfield nesse sábado (25) enfrentar o então 5º colocado na Premier League, Liverpool. Usando mais uma vez o 3-5-2, Conte apostou na solidez defensiva e saída nos contra-ataques. O Chelsea teve boas chances mas não conseguiu ser muito efetivo, e saiu de Anfield com apenas um ponto. O líder City ainda joga e pode se distanciar cada vez mais.

Chelsea tem boas chances, mas não sai do 0 a 0 no primeiro tempo

O jogo começou com o Liverpool controlando a posse de bola e o Chelsea na defensiva, tentando explorar os contra-ataques. Os reds tiveram suas primeiras chances com chutes a longa distância do egípcio Salah, mas sem grande perigo para o Courtois. A primeira boa oportunidade dos Blues saiu aos 20 minutos pelos pés de Eden Hazard. Em contra-ataque rápido, Drinkwater lançou o belga em velocidade que puxou para a perna direita, enganou a marcação e chutou para boa defesa de Mignolet.

Dois minutos depois, foi a vez de Hazard servir Drinkwater. Após boa jogada individual do belga, o inglês recebeu ótimo passe e ficou cara a cara com o arqueiro dos Reds, mas este conseguiu impedir o chute com a perna, salvando o Liverpool de sair atrás no placar.

Aos 23, um minuto depois, Mignolet apareceu mais uma vez, após fazer grande defesa de um chute de Zappacosta, que recebeu boa bola na direita e soltou uma bomba de longe, ganhando escanteio para os Blues. Na cobrança, Cahill ficou com a sobra e rolou para Drinkwater, que bateu cruzado. A zaga conseguiu interceptar o chute, mas não afastou o perigo, deixando a bola viva dentro da área. Matip travou mais uma finalização dos Blues e finalmente afastou o perigo da área.

O Liverpool tentou responder com Salah aos 26, que fez boa jogada individual, se livrando de dois marcadores e tentando o chute, que foi travado pela defesa do Chelsea.

Os donos da casa valorizavam a posse de bola e tentavam furar o bloqueio dos adversários. Aos 30, Morata foi derrubado na entrada da área e Alonso levou perigo na cobrança. O Liverpool teve boa chance já aos 40, com boa jogada de Salah. O egípcio recebeu na entrada da área, girou para cima de Cahill, deixou Kanté pra trás e chutou colocado para a meta de Courtois. A bola passou ao lado de gol, levando grande perigo.

Sem mais grandes chances, Michael Oliver apitou o fim do primeiro tempo. Os Reds dominaram a posse de bola, mas as grandes chances foram dos Blues.

Chelsea sai atrás no placar, mas Willian entra e salva os Blues nos minutos finais

O segundo tempo começou com o Liverpool tentando pressionar, levantando bolas na área em sequência e arriscando chutes a longa distância, mas sem grande perigo para o Chelsea. Aos 15 minutos, Drinkwater fez cruzamento rasteiro para área, Klavan tentou cortar mas só desviou e a bola sobrou para Morata que bateu pra fora, desperdiçando grande chance.

O Liverpool respondeu aos 19. Coutinho arrancou em velocidade pela esquerda e tocou para Chamberlain, Bakayoko não conseguiu interceptar o passe e o inglês rolou para Salah, deixando-o na cara do gol de Courtois. O egípcio bateu colocado e abriu o placar para os Reds.

Depois do gol, Klopp resolveu alterar sua equipe, tirando Sturridge, que pouco apareceu no jogo, para colocar Wijnaldum. O Chelsea tentou mudar sua postura e se manter mais no ataque, com o Liverpool sendo mais cauteloso depois da alteração. Aos 73, Conte resolveu mandar Fàbregas a campo, afim de melhorar o último passe dos Blues, que deixava a desejar. Bakayoko deu lugar a Pedro aos 76.

Coutinho fez boa jogada para o Liverpool, clareando para Wijnaldum que chutou de fora área, acertando Cahill. Os jogadores reclamaram de pênalti, mas o árbitro mandou o jogo seguir. O Chelsea puxou bom contra-ataque com Hazard, que achou Morata livre pela direita, mas em posição de impedimento. Fàbregas deu ótimo passe para Alonso, que entrou na área mas foi desarmado pela defesa quando avançava.

O Chelsea partia para o tudo ou nada nos minutos finais. Aos 82, Willian entrou no lugar do Zappacosta e não demorou para a mudança fazer efeito.

Aos 85, o brasileiro fez boa jogada individual perto da grande área, puxou para a direita e tentou o cruzamento, mas a bola ganhou um efeito traiçoeiro e foi direto para o gol, encobrindo Mignolet. Após o gol, os Blues pareciam satisfeitos com empate e começaram a trocar passes no meio de campo. Já o Liverpool promoveu duas alterações, mandando Lallana e Mané a campo.

Aos 89, Milner foi lançado na área e ajeitou de cabeça para Salah, que chegou batendo com muita convicção, obrigando Courtois a fazer uma defesa espetacular.
O juiz deu três minutos de acréscimo, mas não foi o suficiente para nenhum dos times liderar o placar. Jogo encerrado em Anfiel e o Chelsea levou um ponto para casa.

Ficha Técnica

Chelsea (3-5-2): Courtois, Azpilicueta, Cahill, Christensen; Alonso, Kanté, Drinkwater (Fàbregas 73’), Bakayoko (Pedro 76’), Zappacosta (Willian 82’); Hazard, Morata.

Reservas não utilizados: Caballero, Rüdiger, David Luiz, Moses.

Liverpool (4-3-3): Mignolet, Gomez, Klavan, Matip, Moreno; Henderson, Milner, Coutinho (Lallana 88’); Salah, Sturridge (Wijnaldum 65’), Chamberlain (Mané 88’).

Reservas não utilizados: Karius, Robertson, Alexander-Arnold, Firmino

Árbitro: Michael Oliver.

Category: Competições

Tags:

Article by: Túlio Henrique