Cinco decisões com ‘finais felizes’ para o Chelsea

A classificação dramática do Chelsea nesta tarde contra o Eintrach Frankfurt por 4 a 3 nos pênaltis após 1 a 1 no tempo normal levou os Blues para mais uma decisão continental. No próximo dia 29, os azuis de Londres vão encarar um rival local na grande final da Europa League, que neste ano será realizada em Baku, no Azerbaijão.

Aliás, pela primeira vez na história do velho continente nós teremos equipes do mesmo país protagonizando finais na UEFA Champions League (Liverpool e Tottenham) e na Europa League (Arsenal e Chelsea).

Para começar a esquentar as ações para o clássico, te convido para relembrar decisões que terminaram com final feliz para o Chelsea. Entre elas, uma me marcou em especial e explico o porquê abaixo.

FA Cup – Chelsea 1 x 0 Manchester United

Com gol de Hazard, Chelsea conquistou a FA Cup da temporada passada

Vamos começar a nossa lista relembrando o último título conquistado. Bem na despedida da temporada passada (2017-18), o Chelsea enfrentaria o Manchester United na final da FA Cup. O palco era o Wembley e os Blues vinham de um ano cheio de turbulências que culminaria na demissão do técnico Antonio Conte.

Em uma que o italiano encontrou no meio da temporada, o Chelsea entrou em campo numa espécie de 3-5-2. Na frente, Hazard e Giroud eram nossas opções. Já no meio, Bakayoko, Kanté e Fàbregas marcavam e municiavam nossos atacantes.

A história do jogo você deve relembrar. Ela terminou com final feliz para o Chelsea que, mesmo em uma temporada frustrante, conseguiu trazer mais um troféu para os lados de Stamford Bridge. Caso você não tenha a memória boa, relembre a conquista clicando aqui.

Liga Europa – Chelsea 2 x 1 Benfica

Os Blues pousando para a foto de campeão da Europa League

Após vencer a UEFA Champions League na temporada anterior, o Chelsea investiu pesado e trouxe bons nomes para tentar conquistar o bi da competição continental na temporada 2012-13. No entanto, em mais um ano muito instável, os Blues foram eliminados ainda na fase de grupos, sendo repassado para a Europa League.

Entrando já na fase eliminatória, o Chelsea deu sorte nos confrontos. Sparta Praga, Steaua Bucarest, Rubin Kazan, Basel e Benfica. Mesmo com adversários pouco tradicionais, os jogos foram duros. Só no confronto com o Basel, na semifinal, os Blues conseguiram vencer por mais de um gol de diferença no agregado.

Aquela competição ficou marcada por dois nomes: David Luiz e Ivanovic. O brasileiro fez um grande torneio e foi importante no ataque marcando verdadeiros golaços na caminhada rumo ao título. Título este que veio graças a uma linda cabeçada de Ivanovic, já nos acréscimos do segundo tempo, em um grande confronto contra o Benfica.

Supercopa da UEFA – Chelsea 1 x 0 Real Madrid

Chelsea bateu o Real Madrid e conquistou a Supercopa da UEFA

Lá em cima, quando eu falei que tinha um confronto especial para mim, era deste que eu estava me referindo. O ano era 1998 e eu, uma criança de apenas nove anos de idade buscava me recuperar da triste final da Copa do Mundo daquele ano, onde a França bateu o Brasil por 3 a 0.

Pois bem. Lembro-me de zapear os canais de televisão em uma tarde quando vi o Real Madrid em campo. Ora, era o Real Madrid e eu, já apaixonado por futebol, parei para assistir o confronto com um time inglês chamado Chelsea. A primeira reação foi de estranhamento. Eu nunca tinha ouvido falar neste clube. Em poucos minutos, o estranhamento se transformou em simpatia e, futuramente, em amor.

Liderados pelo eterno Gianfranco Zola, os Blues venceram aquele jogo com o gol solitário de Gus Poyet e conquistaram a Supercopa da Europa. Dali em diante, eu comecei a me interessar mais por futebol internacional e em especial pelos azuis de Londres. Arrependimento? Nenhum!

UEFA Champions League – Chelsea 1 (4) x (3) 1 Bayern

O maior título da história do Chelsea

Certamente a partida mais importante da história do Chelsea. Difícil até falar. Lembro-me de comentar com um amigo, também torcedor dos Blues, que não sabia quem seria melhor enfrentar na decisão. O Real Madrid e seu elenco superpoderoso ou o Bayern, que decidiria a UEFA Champions League em casa?

Veio o Bayern.

Em temporadas anteriores àquela 2011-12, o Chelsea chegou a ter mais time, jogou mais bola, mas não foi coroado com o título. Paciência. Futebol é assim. Mas naquela noite na Alemanha, tarde no Brasil, tudo foi como tinha de ser. Um troféu que corou Cech, Lampard e Drogba. A história só pecou em não deixar Terry participar daquele confronto. Nosso maior zagueiro merecia estar em campo e mais. Seria ainda mais lindo se ele convertesse o pênalti derradeiro daquele dia em Munique.

Copa da Liga Inglesa – Chelsea 3 x 2 Liverpool

Blues e Reds estavam voando na temporada e fizeram um grande jogo. Melhor pra gente

Poucos meses antes deles se enfrentarem na semifinal da UEFA Champions League 2004-05 e os Reds vencerem com o ‘gol que não existiu’, as equipes decidiram a Copa da Liga Inglesa daquela temporada.

O jogo foi espetacular. Diferente dos tempos atuais onde existe um Big 6, naquela época Chelsea e Liverpool formavam um Big 4 junto com Arsenal e Manchester United. Blues, de José Mourinho e Reds, de Rafa Benitez estavam na ponta dos cascos. Na decisão, Riise abriu o placar para equipe da terra dos Beatles logo no primeiro minuto de jogo. Já no segundo tempo, Gerrard deu a primeira das mãozinhas que daria para o Chelsea ao longo de sua carreira.

Os 3 a 2 foram definidos só na prorrogação e os azuis de Londres conquistavam o terceiro título de sua história na Copa da Liga.

Willian Guerra