Chelsea recebe o BATE pela terceira rodada da Liga Europa

Nesta quinta-feira (25) ocorrerá o confronto entre Chelsea e BATE Borisov pela terceira rodada da Liga Europa. Ainda no mesmo grupo, haverá o embate entre PAOK e Videoton, ambos derrotados pelo Chelsea. O jogo acontece as 16h (horário de Brasília), e pode ser acompanhado pelo @ChelseaFC_PT. A Fox Sports anuncia a transmissão.

Os Blues estão atualmente na terceira posição do campeonato inglês, contudo ainda mantém a invencibilidade, tendo empatado em 2 a 2 no último sábado no jogo contra o Manchester United. O BATE, por sua vez, é líder na Bielorrúsia, com boa vantagem para o segundo colocado, tendo vencido seu último confronto pelo campeonato nacional.

Mais um confronto inédito

O BATE é mais um adversário que irá encarar o Chelsea pela primeira vez. Contudo, a equipe inglesa tem no papel um time muito superior e mesmo com algumas mudanças no elenco, seja para evitar lesões, ou mesmo pela rodagem do elenco, não deve ter problemas em bater o adversário. A principal estrela da equipe Eden Hazard deverá ser poupada por uma pequena lesão durante o final de semana.

O Chelsea é líder do grupo com seis pontos conquistados, tendo derrotado os adversário anteriores por 1 a 0. Já a equipe bielorrussa, tem uma vitória e uma derrota, ocupando a 3ª colocação no grupo, e tendo perdido o último confronto por 4 a 1 jogando em casa. A postura do time deve ser mais defensiva, tanto por atuar fora de casa, como pelo fato de enfrentar um adversário mais qualificado.

Equipe do BATE, foi derrotada no último jogo pela Liga Europa. (Fonte: LiveonStore)

Prováveis escalações:

Chelsea (4-3-3): Kepa, Palmieri, Christensen, Cahill, Zappacosta, Fabregas, Barkley, Loftus-Cheek, Willian, Pedro e Morata.

Provável escalação no confronto de quinta. (Fonte: buildlineup.com)

 

BATE (4-1-4-1): Scherbitski, Rios, Plyakov, Filipenko, Volodko, Yablonski, Baga, Dragun, Ivanic, Stasevich e Tuominen.

Pré-jogo:

Maurizio Sarri:

Sarri, acredita que o jogo não será fácil (Foto: Getty Images)

O técnico provavelmente irá poupar alguns jogadores chave para esse confronto, permitindo o descanso das principais peças e dando a oportunidade a alguns reservas.

Nas declarações o comandante admitiu dificuldade nos primeiros jogos:

“Estes dois jogos na Europa foram difíceis. Os adversários não foram fáceis.”

O técnico ainda alertou sobre o desempenho do time adversário:

“Temos que estar preparado mentalmente para outro jogo difícil, este adversário perdeu apenas quatro vezes durante a temporada, eu acho. Acredito que será difícil pois nessa temporada eles se saíram melhor nos jogos fora de casa”.

Alyaksey Baha:

Baha se diz feliz com Hazard fora do confronto. (Fonte: sportsarena)

O técnico adversário diz ter analisado os últimos jogos do Chelsea e estar feliz por Hazard estar fora do confronto.

“Acompanhamos todos os jogos que o Chelsea jogou. Videoton jogou bem, teve muitas chances e poderia ter um resultado diferente. Eles são um exemplo para nós.”

“Nós analisamos os jogos (contra o Arsenal) então aprendemos com nossos erros. Agora, um ano depois, estamos aqui na Inglaterra, em Londres, jogando contra um clube de ponta, e esperamos por um resultado melhor desta vez.”

“É uma boa notícia que o Hazard não está jogando, mas ainda será uma equipe muito forte. O Chelsea é o tipo de time com tantos jogadores que são capazes de substituir o Hazard sem nenhum problema.”

Para ficar de olho

Mirko Ivanić

Camisa 10 atuando pelo BATE. (Fonte: Alamy stock photo)

O camisa 10 é uma das principais armas da equipe. O jogador de 25 anos chegou ao clube em 2016, atua como meia ofensivo, e chuta bem com os dois pés. Ivanić ajuda tanto marcando gols como nas assistência tendo marcado 15 tentos até o momento considerando todas as competições e distribuído nove passas à gol.

Curiosidades:

  • Primeiro jogo do Chelsea contra uma equipe da Bielorrúsia;
  • BATE perdeu três de quatro confrontos contra ingleses, todos pela Liga Europa;
  • O Chelsea é o time que mais finaliza no grupo, contudo apenas 20% no alvo;
  • A equipe inglesa busca vencer os primeiros três jogos na fase de grupos, feito que não ocorre desde a temporada 2010-11. pela Champions.

 

Orlando Werner