Chelsea passa sufoco, mas vence o Derby County e avança na EFL Cup

Jogando em casa, pelas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa, o Chelsea venceu o Derby County por 3 a 2, e conseguiu avançar na competição no retorno de Frank Lampard ao Stamford Bridge, como técnico da equipe adversária. Os gols da casa foram marcados por Fikayo Tomori, Richard Keogh – ambos contra -, e Cesc Fàbregas; enquanto a equipe visitante contou com Jack Marriott e Martyn Waghorn para igualar o placar em duas oportunidades.

Primeiro tempo maluco

Desajeitado, Fikayo Tomori desvia a bola contra o próprio gol, marcando o primeiro feito do Chelsea na partida (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

Os cinco gols da partida saíram ainda no primeiro tempo. Logo aos 4 minutos, Zappacosta, que fez boa partida e participou dos três gols do Chelsea, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Tomori falhou bisonhamente e furou com a esquerda, fazendo com que a bola batesse em sua outra perna e marcando contra a própria equipe. Erro técnico inconcebível do jovem zagueiro inglês, cujo passe pertence ao Chelsea, assim como o jovem meia Mount, que mostrou serviço e fez um excelente partida.

Por outro lado, quem definitivamente não aproveitou a oportunidade para mostrar serviço para Maurizio Sarri foi Gary Cahill. Ao sair jogando aos 9′, deu um passe na fogueira para Fàbregas, que foi desarmado por Huddlestone. O meia tocou rápido para Marriott penetrar pela esquerda e bater rasteiro, cruzado, sem chance de defesa para Caballero. Na sequência, o zagueiro ainda escorregou e caiu sozinho, permitindo a Marriott ter toda a liberdade para empatar o jogo.

O Derby County quase virou aos 16′, quando Christensen – outro que ficou devendo-, escorregou e perdeu a bola no meio campo, abrindo espaço na defesa. A falha deu espaço para Waghorn penetrar a área dos Blues livre, mas o atacante bateu fraco, em cima de Caballero, desperdiçando um passe magistral de Marriott.

Refeito do susto, o Chelsea foi ao ataque. Aos 21 minutos, Loftus-Cheek deu excelente passe para Zappacosta, que da entrada da área, cruzou. Keogh se atrapalhou e desviou a bola, também permitindo que esta fosse rumo a seu próprio gol. Segundo gol do Chelsea, segundo gol contra do Derby County.

Derby County empata novamente

Em falha de Loftus-Cheek, Waghorn aproveitou e voltou a empatar a partida pelo Derby (Foto: Clive Rose/Getty Images)

Fazendo uma boa partida do meio pra frente, o Derby County não se abateu com a noite ruim de seus zagueiros e foi buscar o empate. Numa boa trama pela esquerda do ataque, Loftus-Cheek tentou cortar, mas acabou dando um passe involuntário para Mount, que cruzou rasteiro para Waghorn chapar na entrada da pequena área e empatar a partida aos 27′. Emerson, outro que não aproveitou a oportunidade, inexplicavelmente ficou parado no lance, não acompanhou o atacante e o deixou livre para marcar. Novo empate do Derby County, e assim como no primeiro empate, Lampard não comemorou o gol contra o Chelsea.

Com mais posse de bola, os Blues retomaram o controle da partida e sairam em busca do terceiro gol. E ele veio apenas aos 40′, quando Loftus-Cheek tocou para Zappacosta dentro da área, que não conseguiu o domínio da bola. Ainda assim, ela caprichosamente se ofereceu para Fàbregas, livre, emendar de primeira. A bola resvalou em Tomori, e Carson não conseguiu pegar. Chelsea novamente a frente, com o placar marcando 3 a 2 no primeiro tempo. O primeiro gol feito por um jogador do Chelsea na partida.

Os jogadores do Derby County reclamaram, com razão, de uma falta clara de Zappacosta em Lawrence no lance anterior ao que deu origem ao gol. O árbitro, em erro grosseiro, preferiu marcar lateral ao invés de infração, vista por todo o estádio. Os atletas treinados por Lampard chegaram a pedir o uso do VAR no lance. No entanto, por ter acontecido antes da jogada que deu origem ao gol, o regulamento impede a chamada do recurso.

Chelsea passa sufoco no segundo tempo

Em noite fraca para parte do elenco do Chelsea, Zappacosta fez grande atuação, participando dos três gols da equipe na partida (Foto: Mike Hewitt/Getty Images)

O Chelsea até começou bem a segunda etapa, pressionando o Derby County para tentar o quarto gol e tranquilizar sua torcida. Loftus-Cheek fazia mais uma grande atuação e ganhava todas as disputas com Malone, mas Morata estava mais uma vez sem inspiração e desperdiçava todas as oportunidades criadas pelos Blues.

Gradativamente, o Derby County foi crescendo no jogo e tomando conta da partida. Aos 67′, Kovacic – em noite para esquecer -, errou um passe fácil no meio campo e proporcionou a Huddlestone a oportunidade de dar um excelente passe para Marriot, que penetrou na área e chutou forte, pra boa defesa de Caballero. Com o garoto Mount atuando bem, o Derby continuou dando sustos. Aos 88 minutos, Nugent que havia substituído Wilson aos 81′, recebeu um bom passe de Marriot, ganhou de Cahill e bateu cruzado, na trave direita da meta dos Blues. Àquela altura, o empate faria justiça ao bom desempenho dos visitantes.

Saiu no lucro o Chelsea. Apesar do maior volume de jogo, a equipe não foi bem. Cahill, Christensen, Emerson, Kovacic e Morata fizeram aparições fracas, o que quase custou a classificação para a próxima fase da competição.

Mas, com a vaga conquistada, há um novo sorteio por vir. Nesta semana, com a definição dos dois últimos confrontos, entre Leicester x Southampton e Manchester City x Fulham, serão definidos os confrontos das quartas de final.

Ficha Técnica

Chelsea (4-3-3): Caballero, Zappacosta (Azpilicueta 77′), Cahill, Christensen (David Luiz 65′) e Emerson; Fàbregas, Kanté e Kovacic; Loftus-Chekk (Pedro 68′), Morata e Willian.

Reservas não utilizados:  Bulka, Drinkwater, Barkley e Hudson-Odoi.

Derby County (4-3-3): Carson, Bogle, Keogh, Tomori e Malone (Forsyth 81′); Huddlestone, Mount e Wilson (Nugent 81′); Waghorn (Benett 60′), Marriot e Lawrence.

Gols: Tomori (contra) 5′; Marriot 9′; Keogh (contra) 21′; Waghorn 27′ e Fàbregas 41′.

Árbitro: John Moss

Estádio: Stamford Bridge

Público: 39.564

 

Joel Aranha