Chelsea goleia Burnley e assume vice-liderança da Premier League

Depois de triunfar sobre o BATE Borisov no meio da semana pela Liga Europa, o Chelsea voltou também a vencer pela Premier League, neste domingo (28). Com gols de Álvaro Morata, Willian, Ross Barkley e Loftus-Cheek, os Blues bateram a equipe do Burnley por 4 a 0 em Turf Moore, casa dos Clarets.

Os três pontos conquistados levaram a equipe treinada por Maurizio Sarri à segunda colocação com 24 pontos, atrás apenas da equipe do Liverpool (26). A 10ª rodada se encerra nesta segunda-feira, com a partida entre Tottenham e Manchester City, que pode fazer com que os Citizens retomem a vice liderança, ou permitir a permanência do Chelsea na posição.

A equipe londrina volta a campo na próxima quarta-feira (31), dessa vez pelas oitavas de final da Copa da Liga Inglesa, onde enfrenta em casa o Derby County – do técnico e ídolo Blue, Frank Lampard. Pela Premier League, o próximo compromisso será no domingo (4), também em Stamford Bridge, diante do Crystal Palace.

Burnley apresenta perigo, mas é ‘engolido’ pelo Chelsea

Jogando em casa, o Burnley se mostrou ofensivo nos primeiros minutos da partida. A equipe treinada por Sean Dyche pressionava os visitantes, mas viu o quadro se inverter em alguns minutos. Aos 12′, Barkley protagonizou a primeira chance de gol da partida, mas foi parado pela boa defesa de Joe Hart. Cinco minutos depois, os donos da casa tentaram responder com Defour, que tentou aproveitar o cruzamento da direita, mas acabou mandando a bola pela linha de fundo.

Aos 22’, porém, em uma bela jogada entre Barkley e Morata, os Blues encontraram seu primeiro feito na partida. O camisa 9 tirou a bola do goleiro dos Clarets, marcando seu terceiro gol pela competição na atual temporada.

A sequência do primeiro tempo foi animada e equilibrada. De ambos os lados, oportunidades perigosas de alterar o placar surgiam, mas não tinham a precisão necessária. Ainda antes do intervalo, os Blues viram Pedro deixar o campo lesionado, mas Loftus-Cheek entrou para substituí-lo, o que anulou de forma efetiva o impacto da saída do camisa 11.

Com o intervalo e o início da segunda etapa, o jogo tomou novos rumos. Dessa vez, o equilíbrio deu espaço ao domínio do Chelsea, que aos 12 minutos, ampliou a vantagem no placar com Ross Barkley. O camisa 8 recebeu a bola com liberdade e, de fora da área, acertou um belo chute de esquerda, deixando Hart rendido mais uma vez.

Jogadores comemoram o gol de Ross Barkley, que ampliava a vantagem dos Blues para 2 a 0 (Foto: AMA/Getty Images)

Pouco depois, aos 18′, Willian recebeu na esquerda e, com precisão, bateu rasteiro no canto para marcar o terceiro gol do Chelsea na partida, coroando sua boa atuação. Os Blues mantinham o controle sobre o jogo, o que levou Sarri a buscar preservar algumas peças importantes, dando oportunidades para Olivier Giroud e Cesc Fàbregas.

Mesmo com o placar definido, a equipe visitante ainda marcou pela quarta vez. Aproveitando um escanteio, Loftus-Cheek – autor de um hat-trick sobre o BATE Borisov no meio da semana – também deixou sua marca, decretando a vitória por 4 a 0.

Ficha Técnica

Árbitro: Craig Pawson

Público: 21,430

Chelsea (4-3-3): Kepa; Azpilicueta, Rudiger, David Luiz, Alonso; Kante, Jorginho (Fabregas 78′), Barkley; Willian, Morata (Giroud 74′), Pedro (Loftus-Cheek 30′).

Substitutos não utilizados: Caballero, Cahill, Zappacosta, Kovacic.

Gols: Álvaro Morata 22′, Barkley 57′, Willian 62′, Loftus-Cheek 90’+2

Burnley (4-5-1): Hart; Lowton, Tarkowski, Mee, Taylor; Gudmundsson, Defour, Cork (Westwood 73′), Brady, Hendrick (Barnes 65′); Vokes (Wood 59′).

Substitutos não utilizados: Heaton, Bardsley, Long, Vydra.

Cartões Amarelos: Morata 43′, Tarkowski 43′, Willian 45′, Hendrick 48′, Brady 61, Gudmundsson 64′.

Gabriela Bustamante

Estudante de jornalismo, 20 anos, apaixonada pelo Chelsea. A mulher que chora quando pensa naquele Barcelona 2x2 Chelsea no Camp Nou, em 2012.